terça-feira, 29 de janeiro de 2008

O ovo da serpente...ou o germe da intolerância.

Ao que parece o "xerife" Beltrame e o Governador, El Generalíssimo Dom Cabral perceberam, um pouco atrasados, que a "tropa" não vai abrir mão do seu direito democrático de reivindicar melhores condições, e como conseqüência, uma melhoria dos serviços prestados...
Toda vez que observo essa discussão, me lembro que os "especialistas" não se cansam de inverter a relação de causa e efeito, no que diz respeito a salários e serviços...Todos esses "espertos" quando vão para a iniciativa privada, para desfrutar do prestígio e das informações de "dentro" do Governo que atuaram (inside information), o fazem a soldo de estrelas do futebol, afinal, na iniciativa privada vale a lógica combatida na gestão pública...Bons profissionais, bons salários...E logo eles que tanto utilizam temas recorrentes do "mercado" para justificar suas "aventuras administrativas" no setor público, como: produtividade, otimização de recursos, etc, etc.
Ahhh, professores, médicos, policiais não precisam ser bem remunerados porque trabalham por vocação, uma verdadeira profissão de fé...
Como diagnosticamos, foi um tiro no pé...A "tropa" não aceitou a provocação, expôs a fragilidade do (des)Governo, e demonstrou que em matéria de Segurança Pública o Estado do Rio de Janeiro continua à deriva...
Mas não se enganem, não dá para improvisar durante muito tempo...

Nenhum comentário: