sexta-feira, 1 de fevereiro de 2008

A nova Inquisição...

A tradição inquisitorial, inaugurada, de forma sistemática como método de processamento dos réus, durante a Inquisição do Santo Ofício impregnou profundamente as Instituições da maioria dos países, católicos ou não...Com o amadurecimento das suas democracias, os países centrais arrefeceram tais influências, e aperfeiçoaram seus sistemas...
Como se destinava a punir crimes contra a fé, o objeto da apuração eram subjetivos, ou seja, os crimes do cidadão estavam em sua crença e não nos seus atos...Era preciso delinear um perfil do inquirido, independente de seus atos reais, pois era importante "desqualificar" o réu, a fim de atribuir a ele práticas que interessavam aos inquisidores...O acusado em lugar de se defender dos fatos alegados em seu desfavor, tinha que primeiro se defender de ser quem era, ou pior, de como seus detratores o enxergavam...
O Brasil, como boa parte do mundo sul americano, guarda ainda, marcas desse período...Nosso Inquérito Policial é o melhor exemplo...
Mas os efeitos da Inquisição não contaminaram apenas o mundo jurídico-policial...Nossa imprensa, e façamos justiça, a maioria da imprensa do "mundo livre", tem utilizado esse modus operandi na defesa de seus interesses, e dos seus parceiros, pondo em risco até a prática do Jornalismo...
Os fatos não importam muito, e sim como defender ou atacar o que simboliza seus oponentes...Como se fosse uma guerra de fé...Uma nova cruzada...Não importa o que o Governo LULA faz, e sim o que representam...E assim como na Inquisição, não há contraditório...nem ampla defesa...
Enrolei tanto para dizer o seguinte: Essa semana o INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, responsável pelo monitoramento e divulgação do avanço, ou recuo, das queimadas e derruabada de florestas e outros ecossistemas...Nossa "santa" inquisição divulgou aos quatro ventos que o Brasil no Governo atual permitiu a expansão da fronteira agrícola, ao custo da Floresta Amazônica, com dados tabulados pelo INPE...Como sempre, com aquele mesmo formato batido, foram ouvidos "os especialistas", feitas as imagens, repercussão internacional, etc...
Só esqueceram de apurar com cuidado...Resultado: o próprio INPE que deu o alarme reconheceu que houve um grave erro ao longo do período analisado, pois o programa de computador registra queimadas em campos já devastados como novos desmatamentos, o que contamina para cima os números...
O Governador Blairo Maggi, maior produtor de soja do mundo, que era festejado pelo tucanato até mudar de lado, foi execrado pela Inquisição, e "ardeu" na fogueira dos ambientalistas durante toda a semana...Hoje, apenas o Paulo Henrique Amorim e Luis Nassif, em seus blogs, dão espaço para Maggi explicar os fatos como são...O PIG silencia, com0 no caso das vacinas...
Não há dúvidas que o desmatamento tem que ser controlado, e o desenvolvimento tem que ser sustentável...Mas "demonizar" e radicalizar quando as partes envolvidas, Governo, agricultores e pecuaristas, tentam um consenso só enfraquece o esforço das partes, e fortalece aqueles que insitem em fazer tudo a margem da Lei...E conseqüentemente, não ajuda na preservação que a Inquisição diz estar promovendo com seu sensacionalismo...
Os torquemadas de hoje rezam pela bíblia do deus mercado...Todos que insistirem em desafiar esses dogmas queimarão como hereges na praça pública da mídia...os porões da Nova Inquisição não tem aparelhos de tortura, e sim laptops, monitores, bancadas com apresentadores de imagem respeitável...

Nenhum comentário: