domingo, 24 de fevereiro de 2008

Nós quem, Cara Pálida...?

Como já dissemos, não há de duvidar das boas intenções do novo secretário "cara pálida"...
Mas atentem para a manchete de um dos órgão paraoficiais do Governo...Essa postura ao invés de legitimar o secretário, retira sua credibilidade...O hebdomadário já dá por "favas contadas" o resultado da sua nomeação...
Paradoxalmente o secretário não apresentou nenhum novo nome que justifique tanta esperança em renovação de hábitos e métodos...Tudo bem, as pessoas podem mudar, mas um detalhe que não cala: Como esperar uma "fiscalização" eficiente das ações se um dos responsáveis na sua equipe por essa tarefa é um dos que promoveram o quadro que se deseja mudar... Será um novo "convertido" com a revelação messiânica dos poderes do novo cacique ...ou mera adaptação oportunista...ou ainda, um "quinta coluna" cara-de-pau nas hostes da tribo cara pálida...?
Sabemos que existe uma carência de bons quadros administrativos na cidade, afinal depois de anos e anos de desestímulo a iniciativa e seriedade em favor da obediência cega e bem recompensada, não podemos esperar que tanham sobrado muitos neurônios...
Uma sugestão ao secretário...Por que não fazer as intervenções nas vias públicas (tapa-buracos) em horário noturno, ou no fim de semana...?
Melhoraria bastante o já caótico exercício de ir e vir em Campos dos G.. A não ser que o objetivo seja o da visibilidade, com sacrifício da paciência dos contribuintes...
Outro reparo...a tese "surrada" da indicação técnica só pode ser ingenuidade, ou má-fé...Em ano eleitoral...com as características bombásticas associadas a sua chegada no governo...todo o aparato de marketing e propaganda...Se o secretário não "sacou" o teor político do convite...ou tenta escondê-lo para evitar o debate em uma seara mais ampla do que academicismo técnico, começamos mal...

Nenhum comentário: