sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

O salário mínimo de cem dólares...

Durante muito tempo essa foi uma reivindicação dos sindicalistas e da oposição, hoje governo...
Um dos mais atuantes defensores do aumento do poder de compra do salário mínimo foi o deputado e hoje senador Paulo Paim (PT/RS)...
Ele sempre ouvia a mesma cantilena: um salário nesses níveis explode a Previdência Social...Alguns municípios do Nordeste não pagarão seus servidores...Haverá desemprego em massa...
Foi assim que nessa toada o mínimo, durante o governo do Farol de Alexandria, orbitou em torno dos U$ 60,00...
Às vésperas do novo aumento, o mínino, com o dólar a R$ 1,67 bateu cerca de U$ 225,00...
A Previdência está intacta e ainda por cima reduziu seu déficit em 10% entre 2006/2007...
O Nordeste não quebrou, e é a região mais beneficiada pelo aumento de poder de compra do mínimo, junto com os efeitos das políticas de distribuição de renda...
O emprego formal bate récordes de crescimento...
Lógico...!
O salário mínimo não pode ser descontextualizado...há um momento virtuoso da economia brasileira...
Assim como havia esse momento virtuoso em l994, com a criação do Plano Real...
Comparações são sempre perigosas, até porque os momentos e os governos são diferentes...
Mas não dá para deixar de notar o desconforto dos oposicionistas de hoje, governistas de ontem, com os ótimos números do salário mínimo...E também não dá para esconder que os argumentos alarmistas sobre Previdência, por exemplo, eram totalmente descabidos...O debate sobre o salário mínimo, Previdência, programas de transferência de renda sempre escondem um polêmica anterior...Qual é o modelo econômico e qual o perfil econômico do Estado? economia desenvolvimentista com Estado social ou economia liberal ortodoxa com Estado mínimo...?
Outra coisa que não podemos esquecer é a abordagem adotada pelo PIG, e seu principal meio, o Jornal Nacional...
Em matéria recente o destaque não foi ao aumento do poder de compra, e sim do alto custo da cesta básica, e quantos dias de trabalho são necessários para adquirir os alimentos...As entrevistas de sempre...a análise dos "especilaistas"...etc...O engraçado é que a matéria se contradiz quando deixa escapar que desde que o valor da cesta básica e poder de compra do salário mínimo começaram a ser tabulados, esse é o melhor momento do salário em relação a cesta básica...

Nenhum comentário: