segunda-feira, 31 de março de 2008

PT e PSDB...

O PSDB, graças aos deuses da política, não é apenas o Arthur Virgílio e meia dúzia de tucanos raivosos...
Tudo isso sabemos...
Em BH, começa a tomar corpo uma experiência inédita, relatada por Aécio Neves, governador de Minas Gerais...PT e PSDB juntos vão apoiar um candidato do PSB, em torno de um programa comum...
Os detalhes podem ser lidos na entrevista de Aécio a Carta Capital (http://www.cartacapital.com.br/)...
Dentre outras coisas, Aécio pondera sobre a hegemonia paulista na cena brasileira, que reproduz e repercute de forma muito ampliada, a disputa, quase que artificial, entre PT e PSDB...Tudo pelos caprichos das disputas eleitorais em nome dos nomes paulistas dos dois partidos...
Com isso, sacrifica-se uma aliança que traria mais benefícios ao País do que essa disputa mesquinha...
Ninguém defende aqui a cooptação e a adesão ao governo, ou mesmo o fim da oposição...
Mas há temas que merecem uma atitude republicana dos partidos...
Campos dos G. vive um dos momentos mais graves de sua história, e talvez, apenas o PSDB e o PT tenham nomes com reserva moral para unificar um amplo espectro de forças políticas de todos os setores (sindicatos, órgãos de classe, empresários, estudantes, servidores, etc.)em torno de um objetivo comum: resgatar Campos dos G. administrativa e moralmente...
Lançaremos a partir de hoje uma enquete:
Você acha que PT e PSDB devem estar juntos nessa eleição?

O PT e o telhado...

Com o estilhaçar das PFs (pedras federais) no Telhado de Vidro, o Partido dos Trabalhadores está no sereno...com lama até a cintura...
Por muito tempo a guerra fria escondia nossas deficiências sob o manto do corte ideológico, e o pragmatismo da realpolitik não eram preocupações que afligiam nossos sonhos imaculados, ainda não expostos a tarefa de governar e disputar poder, de verdade...a vera...
Assim que a situação mudou, nossas certezas e "moralismos" dissolveram, e passamos a ser cobrados pelos atos de probidade que tanto exigíamos dos outros...
É verdade que não descobrimos o perfeito equilíbrio entre essas contradições, muitas vezes potencializadas por uma mídia sedenta em derrubar uma experiência única de alternância de poder nesse jovem país de 500 e poucos anos, e com institutições democráticas ainda debutantes...
Nossas "derrapadas" são graves...No entanto, mais grave é não criar antídotos para evitar a repetição desses tristes episódios: errar é humano, repetir o erro é burrice, repetir pela terceira vez é sacanagem mesmo...
O PT em Campos dos G. é um fenômeno singular, e reflete de certo modo toda a ineficiência do PT fluminense, que salvo raríssimas exceções, construiu uma escolha viável para a população...
Muito pelo "massacre" hegemônico paulista, mas em grande parte por nossos próprios equívocos...
Agora não adianta chorar...
Campos dos G, vive um momento grave, e que tende a piorar, se as forças comprometidas com ideiais republicanos (sejam de direita, esquerda, centro, patrões, empregados ou autônomos) não assumirem a responsabilidade histórica de oferecer uma saída para esse labirinto, que submerge no pântano das iniqüidades...
A estatura que se exige desses homens, mulheres não é pouca...
O melhor passo para os dirigentes do PT que afundaram o Partido nesse lodaçal seria a renúncia coletiva, a formação de uma comissão provisória executiva até o fim desse mandato...
Essa comissão destacaria um grupo de notáveis, nomes que unifiquem o partido, de todos os setores para negociar um programa de governo e os nomes do PT que estariam a disposição da sociedade campista...
Pode até haver outra possibilidade, mas o resgate da abalada credibilidade petista passa, preferencialmente, por um auto-expurgo...
O PT deve isso a si mesmo, e muito além, a Campos dos G..

As muralhas (imaginárias) da China...

A China é sempre um enorme enigma, em todos os sentidos...
Todas as culturas, todas as nações apresentam singularidades que não podem ser descritas por análises de observadores externos...
Há nuances culturais e políticas que permanecem ocultas até para os nativos...
É preciso manter códigos inalcançáveis para justificar a liturgia do poder, e sua hierarquia sobre os que não o detêm...
A Olimpíada na China será uma lição e tanto, por todos os aspectos...
Um dos aprendizados que ficará é: o mercado não basta como único canal de interlocução entre países, e quando assim permanece, há riscos e surpresas desagradáveis...
O protesto da comunidade tibetana, dentro e fora da China, demonstra que relações internacionais requerem muito mais conhecimento do que o oferecido por números de balanças comerciais...
O mundo, anestisiado pela histeria esquizofrênica estadunidense, e pela sanha "libertadora do deus-me-livre-mercado", perdeu a capacidade de enxergar as questões mundiais que podem trazer conseqüências ao equilíbrio, já tão frágil, entre nações e povos...
A substituição da Guerra Fria pela Guerra aos infiéis e terroristas não trouxe nenhum avanço para a mediação entre culturas, muito ao contrário, ergueu enormes "Muralhas da China"...

O sujo e o mal-lavado...


Delegado Pereira-Polícia Federal.

Vontade excessiva de alcançar objetivos pode cegar, e fazer você errar o caminho...
O Delegado da Políca Federal, Carlos Pereira, ex-chefe da seção Campos da PF, logo depois promovido a chefia em Niterói, e derrubado em pleno vôo por acusações e investigações, com direito a estadia no Hotel Mauá PF, perdeu o senso de preservação, e se expôs a execração pública quando apareceu em um jornal local, e fez críticas ao legislativo local...Pela omissão, etc,etc,etc...
A pergunta é: se lá estivesse o "xerife Pereira" seria diferente...?
Será que a Câmara padece do mesmo mal que fez a máfia do combustível passar despercebida pela PF/Campos, que foi surpreendida pelos colegas de fora...?
Alguém precisa dizer ao dublê de político e delegado que:
Às vezes é melhor não ser visto para não ser lembrado...
No caso dele, discrição e paciência ajudariam na empreitada de se eleger...
Tucano novo não voa alto...ou
Tucano novo que anda com Napoleão dorme de cabeça para baixo...

Ressaca moral...

Fizemos a rotineira ronda matinal nos blogs essa manhã...
Podemos estar errados, mas o que parece é que há um sentimento de saturação com toda essa "cafajestada"...Um enjôo, um asco...Ninguém agüenta mais ouvir falar em telhados, em napoleões, bacellares, metranilhas, chocolates, etc,etc,etc...
Esse é um sentimento perigoso, e temos que evitá-lo...Esse sentimento antecede a indiferença...
A exposição demasiada e um fenômeno, faz a gente se acostumar com ele, é assim com mau cheiro, com a violência, e com a corrupção...
Os cenários, as possibilidades e os principais "atores" dessa tragicomédia campista nos empurram até o banheiro mais próximo, com ânsias de vômito...
Agora não podemos voltar mais...Abrimos o abcesso, expusemos o pus institucional...
Temos que fazer a curetagem e a sutura, e conviver com as cicatrizes...
Se for necessário, que façamos as amputações devidas...

Barrigada...

Uma fonte muito bem informada mandou sinais de fumaça até a TRolHa...
Os dados que ela recolheu não são sigilosos...estão lá a disposição de advogados, cidadãos, repórteres investigativos (se é que sobrou algum) e, principalmente, aos promotores estaduais...
Consta na 134 DP alguns inquéritos policiais interessantes:
1-Desvio de verbas FUNDECAM:02
2-Contratação na Câmara Municipal de assessores fantasmas, compra a crédito em nome deles, empréstimos bancários idem (estelionato), com requintes de ameaça e fuga: 01
3-Desvios da Fundação José Pelúcio:01
4-Desvio de combustível:01

Em jornalismo quando um órgão dá informação equivocada, ou é "furado"(perde a exclusividade de uma notícia) por outro chama-se barrigada...
O MP estadual se fosse um órgão de imprensa a gente até aceitaria...
Mas um órgão que gosta de "cagar" regras para tantos, esquece de fazer a liçãozinha de casa...analisar inquéritos e não somente devolvê-los com o carimbo prorrogando prazos...
A desculpa é a sobrecarga...deve ser, dar entrevistas toma tempo...

Da série..."POETADAS DA TROLHA"...Bilhete de ida...

Agora não importa,
Não sou natureza morta,
Essa navalha ainda corta.

Podes abrir a porta,
Leva tua vida torta,
Para o lugar onde a comporta,
Para os braços de quem a suporta.

Caolho da cidade...

Impressionante o nível de estupidez de certas pessoas...
Como ficaram com a bunda na janela, perderam a "boquinha", se desesperam e tentam mostrar alguma utilidade para voltar a vender seus "préstimos"...
Fazem o papel que restou...
O problema é quando o exercício da idiotice adentra na seara da saúde pública,e nas garantias individuais dos cidadãos...
Hoje pela manhã, qual surpresa quando ouvi nesse "programa de (in)utilidade pública" uma "aula" prática de "construção" de armadilhas caseiras para captura dos ovos e larva de aedes aegypti...
O cidadão de nome "Sérgio" ensina passo a passo como fazer o traquitana...
Meus Deus...onde está responsabilidade dessa gente...?
Como auferir a qualidade das "armadilhas" , já que as pessoas que tem níveis de habilidades e materiais distintos para que possam fazer um artefato destinado a proteger suas casas da infestação...Que pesquisa, qual universidade ou órgão técnico testou e aprovou tal iniciativa...?
O cidadão "Sérgio" até bem intencionado, termina a "aula" com a profilaxia do inhame...é isso mesmo...o inhame purifica o sangue e "lava" a infestação do vírus...Não disse como, inhame ensopado, chá, a casca, etc.
Deve ser inhame como supositório...né Bobby...?

A segunda imbecilidade foi uma entrevista com o promotor Marcelo Lessa que fala aos quatro ventos sobre sua "decisão" de que os domicílio serão invadidos, violados para o tratamento das casas...
A constituição é clara: "o domicílio é asilo inviolável"...As exceções são crimes em flagrante e ordem judicial...para socorro da vida do proprietário ou de tereciros em caso de tragédias...
Promotor não exara decisão alguma...não tem esse poder...
Nem a polícia, com suspeitas fundadas, com inquérito ou qualquer outro feito investigativo pode invadir a casa de ninguém sem a devida ordem do juiz, ou caso contrário, para efetuar prisão de crimes em situação de flagrante...
As instituições tem que assumir seu papel, cada qual com sua atribuição...
Dengue é problema de saúde pública, que assim deve ser tratado...
Pode-se alegar que a emergência justificaria medidas de exceção...
OK, mas não é o ministério público que detém o poder para adotar tais medidas...
Uma boa contribuição do ministério público seria ter apurado as denúncias de desvios de verbas públicas que, de uma forma ou de outra, contribuíram para a epidemia de dengue...
Se cada um fizer o seu, não haverá necessidade de medidas espetaculares...

domingo, 30 de março de 2008

Chicago, Cali e Campos dos G.....

Há um post publicado no blog do Roberto Moraes que trata do desaquecimento da economia local, em virtude da crise institucional que se abate sobre nossas cabeças...
De acordo com os órgãos de classe, e serviços de consulta e proteção ao crédito houve uma "freada" brusca nas compras...algo em torno de 20 a 30%...
Resultado do temor de demissão dos terceirizados, interrupção do fluxo de recursos desviados ou ambas as possibilidades...
Tanto faz, qualquer que seja a opção estaremos diante de atividade paralela ilegal a movimentar a economia formal...tanto o clientelismo eleitoral como o desvio de recursos são crimes...
Hoje, campos dos G.. vive o dilema de cidades como Chicago e Cali...Suas economias eram sustentadas pelo crime...
A gravidade de situações como essa faz a população começar a optar entre crimes piores e menos piores, e não entre o crime e o cumprimento da Lei, como deveria ser...
Tal qual o argumento daqueles que dizem ser melhor manter os traficantes na ilegalidade a fazer migrá-los para assaltos, mortes e seqüestros com o fim da atividade de tráfico e a "sobra' de mão-de-obra e recursos(armas)...
As perguntas que não calam são:
Esse dinheiro, que agora se esconde, não poderia estar legalmente a serviço do nosso desenvolvimento, das pessoas que cumprem suas obrigações, que prestam concursos...?
Como uma minoria de pessoas consegue anestesiar tantos por tanto tempo...Não seremos cúmplices, ao menos pela omissão...?
Não é parecido com o Holocausto na Alemanha nazista...?
Não esqueçamos, Hitler tinha amplo apoio popular...Assim como certos mandatários e ex-mandatários que controlam o poder há 20 anos, ou cinco mandatos...

Barbeiro ou marceneiro...e RHagar, o bárbaro...


Erre Hagar, o prefeito horrível e sua equipe horrível,
os "bárbaros da Lapônia"



Erre Hagar, o prefeito horrível, administração ágil...


Certas pessoas são tão caras-de-pau que não deviam ir ao barbeiro para aparar os pêlos do rosto...
Deveriam ir ao marceneiro ou carpinteiro...
Sob o manto do "conhecimento técnico" volta o ex-secretário CARA PÁLIDA a PMCG, agora para servir o governo do erre hágar, o horrível....
Não, não, não...servir ao governo não, técnicos como ele servem a população e a cidade...Não fazem política, não articulam...são apenas técnicos...
Agora vamos as perguntas idiotas que terão respostas cretinas:
1-Se é técnico, e não político, por que não permaneceu no cargo para esperar o novo prefeito?
2-Se é de técnico que precisam, por que não prestigiar funcionários de carreira?
3-Se o dito cujo é técnico, por que não ocupa uma diretoria técnica sob as ordens de um secretário político?
4-Se tem tantos bons projetos, se tem tamanha reputação por que não se submete ao crivo do voto, ao invés de tentar emgambelar a população com esse papo de eficiência e neutralidade técnica?
5-enfim, se gosta tanto do serviço público, e quer ser técnico, por que não faz um concurso público?

Sugestão para novo programa: MÁSCARA NOVA...

As informações sobre CARA-PÁLIDA, O RETORNO 20453º, vêm do muitíssimo bem informado Ricardo André Vasconcelos, http://www.ricandrevasconcelos.blogspot.com/, é só conferir...

A mosca e o elefante...

Uma pequena historinha, criada pelo Xacal agora de manhã para ilustrar a relação dos blogs com os grandes meios de (des)informação e os grupos de interesses que eles representam...

O elefante sempre foi um animal temido pelo seu tamanho, afinal é o maior mamífero terrestre, anda sempre em bando e tem uma noção de coletividade pragmática...
Em nome da segurança do grupo abandonam os mais frágeis...que já não podem seguir a manada...
Mais perigosos que elefantes são homens, que ora os caçam pelo marfim, ora capturam os bebês elefantes para o circo e zoológicos...
Oyziulla foi o nome que recebeu ao chegar no cativeiro o pequeno elefante...em homenagem ao lugarejo onde fora capturado...
O treinamento para Oyziulla era estafante e cruel, mas o pior eram as moscas...
Tornou-se um astro do showbizz...multidões vinham ao seu número, e hipnotizadas pela sua delicadeza e inteligência paquidérmicas aplaudiam efusivamente...
Mas as moscas não davam folga...
Desenvolveu a habilidade de afastá-las com a cauda, e esmagá-las em seu dorso, às vezes com a tromba, às vezes com o próprio corpo contra as grades da jaula...
Depois de se alimentar e despejar suas necessidades, aguardava o tratador fazer assepssia da jaula...
Aquele dia o tratador demorara mais que o normal, e então as fezes acumuladas juntaram milhares delas...
Oyziulla teve então uma idéia...Não iria sujar sua tromba nem os pés...
Sentou bruscamente sobre a merda, e imaginou ter eliminado todas de uma vez...
Engano seu, algumas permaneceram vivas e se debatiam freneticamente dentro de seu "briocão"...
Aquele incômodo insuportável o levou a um ato de desespero...Enfiou violentamente a tromba no c...
E assim morreu Oyziulla, o mais famoso elefante daquelas planícies...sufocado com a tromba entalada no c...por causa de simples e pequenas moscas...que viviam na "merda"...

Cadê a pedra preta...?


Esse é o nome de um blog da região noroeste, http://www.cadeapedrapreta.com.br/...

Na ronda matinal, a TRolHa e o Xacal descobriram no blog citado essa pérola de imagem, criatividade e muito, muito bom humor...

A espetacularização das escutas telefônicas...

Na seara jurídica ninguém duvida da importância da quebra do sigilo telefônico, que não se resume a gravação de conversas interceptadas...Há diversos outros dados que compõem o instituto da quebra so sigilo, e que são tão importantes, e certas vezes, até mais fundamentais do que as vozes em conversas...
Para obedecer a lógica do espetáculo, calcada na bisbilhotice e curiosidade inerentes a raça humana, a mídia divulga com estardalhaço as conversas dos investigados...
As "escutas" telefônicas, não esqueçamos não são provas dos crimes cometidos, são indícios ou meios de prova, e como tais devem ser tratadas...
Lembremos que sem uma detalhada comprovação dos desvios, o destino dos recursos desviados, os beneficiários, as contas bancárias ou outros meios de movimentação, etc, não há materialidade para que se condene ninguém a nada...
No Brasil, não é crime falar sobre práticas criminosas, mesmo que se admita a intenção de praticá-los ou quando falamos sobre fato já consumado...
Sem o objeto do crime, com raras exceções dos crimes formais (como a prevaricação, ameaça, calúnia, injúria, etc.) não há de se falar em culpa...e em condenação...
Recentemente, os meios de comunicação divulgaram conversas de uma mulher que contrata o assassinato da rival, em uma questão passional...Noticiadas suas intenções, a polícia nada pode fazer pois a morte não foi consumada, nem sequer tentada...
A TRolHa faz esse alerta para que um importante instrumento de investigação policial não caia na "banalização irresponsável", e em conseqüente descrédito da Polícia e da Justiça, pois afinal, depois de tanta exposição dos mecanismos de corrupção na PMCG como ficará a credibilidade dos órgãos responsáveis pela apuração e julgamento sem que se comprove o que foi fito e escutado...?
Alguns setores já reclamam com razão, e alegam inclusive nulidade de processos quando há "vazamento" dessas medidas cautelares...
Não falamos aqui apenas como defensores dos direitos constitucionais dos investigados, que em tese jamais podem ser ameaçados...
Chamamos a atenção para um possível retrocesso na concessão dessas medidas durante as investigações para conter excessos praticados em nome da liberdade de imprensa...
E com certeza absoluta, os principais beneficiados com essa restrição seriam os criminosos de "colarinho branco", que praticam crimes que deixam rastros pouquíssimos e muito bem camuflados...
Caldo de galinha e prevenção nunca fazem mal a ninguém...

A questão do aborto...

As enquetes da TroLha carecem de qualquer método científico, e nada mais são do que "termômetros" dos debates e temas polêmicos...
Sem desmrecer a opinião de quem vota, não temos como tabular os dados, por exemplo, por faixa etária, renda, etc,etc...
O que nos daria uma visão mais aprofundada do objeto da pesquisa...
Mas essa não é a intenção...
Mesmo assim tivemos uma esmagadora maioria de "pesquisados" que optaram pela alternativa que possibilita o aborto em qualquer situação (51%), e mais uma parcela significativa que defende o aborto com restrição da idade fetal...
Outra enquete perguntava sobre a criminalização do aborto, e mais de 90% disseram que aborto é questão de saúde pública, não de polícia...
A TRolHa tem algumas considerações acerca do tema:
1-Concordamos com a descriminalização do aborto...ou seja, a revogação dos artigos que tratam desse tema no Código Penal...
2-O aborto como procedimento médico cirúrgico, no entanto, não pode ser usado de forma indiscriminada e descontrolada...tal prática traz prejuízos a todos, aos pacientes e ao sistema de saúde, vide o caso das cirurgias gastroredutivas...
3-Como procedimento médico, deve ser esse profissional, que em conjunto com sua paciente devem decidir pela possibilidade da intervenção...

sábado, 29 de março de 2008

Da série...Contos de ninar TroLha....

Aldirene...

Aldirene não teve muita escolha...Aos 07 anos viu seu pai ser esfaqueado dentro de casa...pelo amante de sua mãe...Eram todos vizinhos, e no seu imaginário de criança não havia muita noção moral nas visitas que "o tio" fazia a sua mãe, até porque sempre vinham balas e, alguns carinhos que, raramente ganhava de seu pai
Desde cedo aprendeu que homens, geralmente, exercem a conquista atrávés de mimos ou através da força...
Aliás, Antenor seu pai quase nunca podia ser visto...trabalhava dia e noite...e quando não trabalhava, afogava o cansaço e a rejeição de sua mãe na bebida...o balé da violência, com os movimentos bruscos, e certas vezes, preparados, era terrível...ali, debaixo da cama daquele barraco onde viviam ficava mais assustador...Tempos depois, quando ficou famosa com sua história e virou filme, descobriu o termo que os antigos "clientes" e agora sócios intelectuais e cineastas usavam...aquela visão da violência explícita embaixo da cama adestrou seu olhar, o enquadramento, a luz...É tudo uma questão de ponto de vista, referência...toda tragédia tem sua poesia....
Por isso nunca reclamou muito da violência dos "playboys" que eram seus "clientes"...
O sexo nunca teve muito significado para ela...afinal sua primeira vez destruiu seu "castelo"...
Tentava ser uma moça "decente"...como sua mãe, sua avó...deflorada no quartinho de empregada...grávida...aborto naquela clínica suja que o pouco dinheiro que recebeu quando foi demitida da casa da madame...
A diferença que sua mãe e sua avó não enxergaram a oportunidade...já que era para dar a buceta, e às vezes, fazer coisas mais nojentas, sem vontade, porque não descolar uma grana, beber do bom, passear em carrões...as "extravagâncais dos clientes fazia parte..."
Aldirene seguia o roteiro...não se queixava, e quando sua mãe reclamava podia esfregar na cara dela o dinheiro que a profissão de doméstica nunca trariam...
Pagou a faculdade dos irmãos, a cirurgia de catarata da avó, e seu enterro também...mesmo assim, era quase como se o dinheiro fosse maldito...
É triste, pensava Aldirene...um monte de miseráveis, comendo do pão que acreditavam amassado pelo diabo...
Sempre soube que era gostosa, desejada...afinal, Deus não dá asa a cobra, mas o diabo deu o veneno e o chocalho para encantar os trouxas...
Um dia desses conheceu um carinha...nunca tinha trepado por amor, mas sabia pelas "putas" velhas que era inevitável...se beijar fudeu, diziam elas...tudo lenda...mas e daí...? Para quem não teve papai noel, coelho da páscoa, festa de aniversário de 15 anos, sobrava acreditar no príncipe encantado...
E que encanto...Paulinho, filho de industrial da cidade sempre trazia o melhor pó, uísque do bom, balada mil fita....
A vida era roda gigante, e travada no ponto mais alto...
Nunca tinha amado, e sequer sentia posse sobre algo, pois jamais possuíra nada...tudo lhe fora tirado...Mas Paulinho era seu....
Estranho como a mente funciona...não tivera nada até então, e jurava que quando tivesse algo
agiria diferente de tudo que conhecia.
Uma puta nunca tinha direito sobre homem...Não...Todas suas amigas que lhe rodeavam, e lhe invejavam, diziam que: "não se come a carne onde se come o pão"...
Não acreditou...acreditou em Paulinho...
Tudo que conhecia do casamento eram as lembranças das surras de sua mãe dadas pelo pai, ali embaixo da cama...e talvez a morte de seu pai pelo rival "tio Cleysson"...que logo após foi preso, e nunca mais apareceu...o sexo do casamento, eram as trepadas que sua mãe dava com o "tio"...
Como tinha grana, às vezes ia ao Shopping...comprava o que podia, numa vingança, num recalque de dizer para aquelas esnobes vendedoras que o dinheiro não tem cheiro, e nem leva desaforo para casa...Algumas encontrou na vida depois...
A vida tem coincidêncais que nem parecem acaso...
Um dia atendeu ao telefone que colocara no anúncio...Topou...Programa normal...casal entediado, queria uma putinha para brincar com a madame, enquanto o patrão assistia...
Tudo marcado, e qual a surpresa quando viu o carro de Paulinho na rua...
Filho da puta, fingiu que não a conhecia e levou o jogo...quanta perversão...decidiu entrar no jogo... a madame, soube era noiva dele, e aquilo era a "despedida de solteiro" do casal...
Muito pó, birita...tudo no "script"...feito o serviço, dinheiro no bolso, pediu para ir ao banheiro...
Quando voltou os dois dormiam...
Pensou...parou...pensou...a navalha na bolsa...presente de uma "puta das antigas"...
Sem hesitação, cortou a garganta dos dois, foi para casa...e se escondeu com o dedo na boca, embaixo da cama...
Desde então nunca mais dormiu em cima da cama da cela, sempre embaixo da cama...

A arte das possibilidades...

Alguém já disse, em tempos outrora, que política é a arte das possibilidades...
Na sucessão do prefeitura do Rio de Janeiro, Cabralzinho, ursinho puff, talvez tenha demonstrado sua maior habilidade como político...a negociação e o arrumar das peças desse xadrez complicado...
Governar, administrar, convenhamos não tem sido seu ponto forte...
A articulação política, ao contrário, vai bem...não há problemas grandes na base parlamentar, costurou um leque de alianças que partilha bem o poder no Rio, capital e interior, isolou seus principais adversários, como o Napô da lapa confinado a Campos dos G...
Domina bem os meios de comunicação, e mantém com eles uma relação que lhe garante certa tranqüilidade...
Firmou sua condição de interlocutor privilegiado do presidente Lula, que por sua vez estava ávido por essa relação, após anos de caneladas da família Napô, e do César maluco...
Como bom jogador que é, sabe ceder anéis e manter os dedos...e, às vezes, melhor de tudo, faz parecer que assim seja, para realçar sua condição de negociador...
Desde o início a candidatura de Eduardo Paes nasceu moribunda...A única possibilidade seria um desempenho pessoal do pré-candidato, ou da mudança das circunstâncias, o que não aconteceu...
A banca nunca perde, e Cabral sabe disso...
Meteu uma "cunha" no PT, e ilude o garoto "danoninho" Molon (como lhe chamam seus contemporâneos de UFF, graduou-se em História) com o aceno de apoio...
Nada seria mais natural, uma vez que o PT compõe o governo do Estado, e Cabral e Lula mantêm uma lua-de-mel sem fim...
Só esqueceram de combinar com Marcelo Crivella, esse sim, ungido como candidato do Lula desde a primeira hora, fiel escudeiro no Senado, e detentor de um capital eleitoral significativo, além de acalmar as bases pentecostais... Além de ser da cota pessoal do vice-presidente Allencar...
Lula não mudou de candidato, e talvez, Cabral nunca teve um: nem antes, nem agora, e, quiçá, nem depois...
Tudo depende de Molon e das circunstâncias...Ele pode surpreender e se impor como candidato, mas é difícil...qualidades não lhe faltam, mas ontem e hoje, mais do que nunca, a política é muito mais do que boa reputação e boas intenções...
A princípio, o que o Governador imagina é criar um constrangimento interno ao PT, para fortalecer sua condição de mediador, e aumentar o preço da fatura para Crivella e Lula...
Sabe que não tem força para fazer o prefeito, não pode se expor a uma derrota, mas pode vender caro seu apoio...

Lula "sobe nas tamancas"...

Em discurso inflado pelas pesquisas e inflamado por mais um "nova crise" fabricada pelo PIG, o presidente Lula "desceu o sarrafo" na oposição...
Com níveis de aprovação inéditos para um governante no meio do segundo mandato, superiores ao término da primeira eleição, quando os governantes costumam estar no auge da popularidade, o presidente demosntrou mais uma vez seu feeling político, e demonstrou a importância dedicada a ministra Dilma Roussef, independente de ser ou não candidata...
A ministra tem uma longa folha de serviços prestados ao País e ao Governo...
Administrou o "pepino" do setor elétrico com desenvoltura e assumiu a Casa Civil em um momento delicado...Se impôs com estilo low-profile, porém duro e sem nuances...quase indecifrável...
Todos os presidentes, durante o exercício do mandato, tem direito a dias de palanque...É legítimo, muito embora a oposição insista em dizer que não...
Esses momentos são como a reafirmação institucional do mandato que lhe foi conferido, ou seja, de que a representação obedece a liturgia do cargo, mas é antes de tudo uma delegação popular...
E como tal deve ser exercida...
Um presidente, em nome da suposta governabilidade, não pode ficar acuado, sempre, apanhando
a torto e a direito(nesse caso a direita) sob pena de enfraquecer a maioria que o apóia...
Claro, toda essa "cena" tem limites...A extrapolação, mesmo que sutil, resvala no populismo caudilhesco que tanto conhecemos por essas plagas meridionais...
No entanto, uma das principais qualidades do presidente é ter o tempo certo, o tempo exato da política...Cinco eleições ensinam a qualquer um...além do talento natural que lhe é reconhecido...
Tem horas que é preciso dizer quem é que manda...

É para rir, ou para chorar...?

Com a permanência da decisão interlocutória que afasta o prefeito eleito ALLKAYDE Mocaiber fica a pergunta, inevitável, sobre o day after e o day after tomorow...
Nada diferente dessa decisão poderia ser adotado pelo TRF, uma vez que não havia nenhuma garantia, muito pelo contrário, de que os atos cometidos sob a égide do mandato do ALLKAYDE não fossem se repetir, e pior: na desesperada intenção de reeleição, para "limpar" sua barra, e garantir impunidade a seus acólitos, a "laúza" seria maior...
Mas a opção que nos resta não deixa dúvidas:
RH e ALLKAYDE são frutos da mesma "árvore"...
Não é à toa que se elegeram na mesma chapa...
Agora, RH não terá mais desculpas para permanecer no papel de "cigarra"...Chegou a hora de trabalhar como "formiga"...até porque o papel da "cigarra" já tem dono...
Nosso palpite, aqui da TRolHa, é que RH vai "administrar" o tempo, evitar assuntos espinhosos, o famoso "empurrar com a barriga" para cimentar o retorno definitivo da milícia SS Lapa (tarjas pretas do Napô) a PMCG...
Cremos que essa é a oportunidade que Napô ganhou para tentar reerguer sua combalida e desnutrida carreira política...
"Alimento" com os royalties não vão faltar...
A chapa que será imposta ao RH, penso eu, é Napô e RH (vice)...
Seria uma forma de garantir a RH a volta a condição de prefeito com a campanha ao Governo do Estado que Napô imagina fazer, e se eleger...
Com o desempenho do Cabralzinho, ursinho puff, não é uma quimera desvairada...
Para a TRolHa, uma das possibilidades de "bagunçar" esse jogo, seria a união das forças democráticas e responsáveis desse município em torno de um programa que se alterne a esse modelo de gestão esgotado, caro e ineficaz...
Empresários, trabalhadores, servidores públicos, estudantes, agricultores, enfim, todos os prejudicados por esse monstro que se transformou a PMCG, que suga qualquer chance de vida independente em Campos dos G..
Precisamos recolocar as coisas nos seus lugares, nas suas respectivas instâncias...Extirpar do interior da PMCG a luta política e a vida econômica dessa cidade...Retomar o que é da sociedade, e não exclusividade de chocolates, metranilhas, su789-lediw, etc, etc.

É preciso "desprefeiturizar" a cidade...

sexta-feira, 28 de março de 2008

Glossário da violência e criminalidade....Letra E

E

Ecstasy: droga sintética.
Estica: pequena projeção de uma boca-de-fumo; unidade de comércio móvel e sem a estrutura da boca.

Esticar. esticar uma carreira: dispor a cocaína, com auxílio de objeto plano (cartão) na forma de uma fileira, para facilitar inalação.
Engaiolado(a): preso.
Enrolar. enrolar um baseado. fazer um cigarro de cannabis sativa (maconha).
Endolar. endolação. atividade de embalar a droga para ser revendida.
Estourar: estourar a boca. estourar o cativeiro. operação policial destinada a prisão de traficantes, ou no segundo caso, resgatar seqüestrados e prender seus algozes.

Faxinão....


O Xacal convoca...

Às 16 horas em frente a PMCG, com vassoura, balde, água e sabão para "faxinar" a sede do poder...
Depois, se não estivermos presos, poderíamos caminhar até as escadarias da Casa do Povo com telhadão de vidro, e terminar a "faxina"...
Que tal...?
Mais faxinão, impossível...
créditos: Ferando Souza, lavagem da escadaria da Ig.da Penha/RJ, 2005.

Nova enquete...

A Justiça eleitoral vai chiar, mas nossos consultores jurídicos, deram parecer favorável...
Vai ao ar a partir de hoje nova enquete na TrolHa para "auscultar" o "coração ferido" dos campistas...
Em quem você votaria se as eleições fossem hoje?
Ao contrário das pesquisas eleitorais, que devem ser registradas no TRE, a enquete não é pró-ativa, ou seja, não há indução, ou qualquer abordagem ao objeto da pesquisa: o eleitor...
Nesse enquete é o eleitor que vem até a pergunta, e não há nenhuma restrição a que ele vote várias vezes, portanto, nenhum compromisso científico...só diversão mesmo...
Portanto, muito embora sirvam ao mesmo propósito, a natureza é distinta...
De acordo com as instruções psicografadas do ilustre cabeção, Rui Barbosa...
As opções são:

Arnaldo Popozão Melancia...
ALLKAYDE Mocaiber (se permanecer solto...)
Garotinho, o Napoleão da Lapa
Dom Roberto Moralles
Dr Makhoul, o médico e o monstro...
Roberto Henriques, o boneco Falcon...
Rosinha Napô...

PS: Vocês podem sugerir nomes em seus comentários em qualquer post

De longe todo mundo é normal...



Assim, fazendo pose, de longe, nossa cidade é uma bela senhora...




Nem fiado, nem à vista...

No 173º aniversário da elevação da condição de vila a cidade de Campos dos Goytacazes, a TrolHa ia permanecer em silêncio, pelo luto, pelo vexame e pela indignação...
Óbvio e desnecessário dizer que não temos motivos para comemoração...
Usei o título acima para chamar a atenção para um detalhe...
Nesse turbilhão de acontecimentos, nesse espetáculo de horrores, que a bem da verdade já vem se delineando há tempos, costumamos ceder aos nossos impulsos...
A execração pública, merecida, é quase uma catarse coletiva, uma terapia para "exorcizar" nossos "demônios", nossas angústias e revoltas...e também nossos recalques, por que não...?
Acontece que no meio dessa celeuma toda, quase sempre esquecemos de nos enxergar...de avaliar nosso papel nesse contexto...
O velho adágio que usamos como título é a representação simbólica (bairrista, preconceituosa...é claro) de como os outros enxergam a nós, campistas...
Embora o bairrismo, disputas regionais e antigos ressentimentos alimentem "o olhar" do outro sobre nós, essa figura imaginária através do "olhar estrangeiro" não é de todo irreal...
Quando nos dizem, nem fiado, nem à vista é porque enxergam uma impossibilidade do campista se relacionar com o outro...de qualquer forma....
Esse problema já era grave quando se remetia aos não-campistas...
Ficou muito pior agora...
Nossa incapacidade de pensar coletivamente, estabelecer laços de solidariedade, de fortalecer valores republicanos, enfim, de tomar vergonha na cara, fez com que essa linda cidade, a qual aprendi a amar, incondicionalmente, se tornasse um solo fértil para toda sorte de ignomínia e safadeza...
É o que o poeta FRED-04, líder da Banda Mundo Livre S/A, chama de "diluição incoporada"...
Cerca de 25 mil terceirizados...Esse número revela uma proporção de 20 contratados para cada habitante, e se levarmos em conta uma famíla média com 4 integrantes, teremos 1 família em 5 com pelo menos um contratado...
Se manipularmos os números e contarmos apenas os habitantes em idade produtiva e eleitores as proporções serão ainda mais assustadoras
A cumplicidade e a hipocrisia se misturam...As necessidade e opotunismos também...São as vítimas-cúmplices...
Apontamos o telhado de vidro dos comparsas do ALLKAYDE, mas esquecemos que estivemos sob ele desde 1988...
O dinheiro dos royalties "anestesiou" o senso coletivo dessa cidade...Como naqueles filmes da Corrida do Ouro no Alaska, ou em qualquer outro fim de mundo...
Vale tudo, o mais forte e mais esperto vencerá...
Por coincidência estréia hoje nos cinemas o filme "Sangue Negro", que trata do início da indústria petrolífera, seus dilemas, ou melhor, da ausência deles...
A grande diferença é que toda sociedade, de uma forma ou de outra, sustenta momentos de "vale-tudo", desde que seja para estabelecer algo que a justifique como tal, e mostre o valor das leis e das regras, sem as quais ninguém sobrevive...
Como no filme...a selvageria do capitalismo petrolífero inicial só se "justifica" pela sua implantação no mundo das disputas econômicas...Depois é hora de definir regras...
Aqui nosso momento "vale-tudo" não aponta para construção de nada...é o futuro que os escritores de ficção científica pregavam...
O domínio da máquina sobre o homem...
No nosso caso, a máquina é administrativa....

Como dói amar essa cidade....
Campista nem fiado, nem à vista e nem com 50 avalistas...

quinta-feira, 27 de março de 2008

Nota de falecimento...

Os familiares da Vergonha Decoro da Silva vêm a público comunicar seu falecimento...
Após anos de lutar contra o vírus corruptus extremis imoralis, sucumbiu na véspera do aniversário de Campos dos G., 28/03, data a qual será sepultada, após breve velório na sede da PMCG...
Os familiares agradecem as manifestações de carinho e pesar...
Vergonha Decoro da Silva deixa filhas, probidade, honestidade e transparência...
A população consternada prometeu acompanhar o cortejo vestida de preto, para lembrar a falta que fará Dona Vergonha nesse ano eleitoral...
Suas filhas prometem, no entanto, manter a memória de sua saudosa mãe...
De acordo com suas declarações, combaterão sem descanso a proliferação do terrível vírus que vitimou a mãe dedicada e prestimosa...
Sabe-se que a quadrilha do Telhado desenvolveu esse vírus no laboratório de uma Fundação José Mão Grande de Pelúcia, conhecida por inocular vírus e parasitas, que sugam e enfraquecem os órgãos que atingem...
As comemorações do aniversário da cidade, em respeito ao luto, foram canceladas...

Dengue...O retorno...

Campos dos G., em seu aniversário, não merecia tantos "presentes de grego"...
Epidemia de safadeza, dengue e incompetência...
Todas juntas...
O campista ou morre de dengue, de tiro, ou de vergonha...
Há um dado relevante que esquecemos de esclarecer a respeito da dengue, infestação e mosquito...
Como dissemos, os ovos colocados pelas fêmeas nos criadouros permanecem até 180 dias dissecados, e prontos para retomar o ciclo de desenvolvimento dos vetores se forem expostos a água novamente...
Esse ano as previsões climáticas apontam para um ano especialmente úmido, devido ao fenômeno La Niña...
Se não houver prevenção e profilaxia contundentes, com certeza teremos o "repique" da epidemia, o que seria catastrófico, pois os organismos debilitados das vítimas não agüentariam novas infecções e o número de óbitos cresceria assustadoramente...
Não há um segundo sequer a perder...
Alô RH, está na hora de parar de "cantar" como cigarra, e trabalhar mais como "formiga"...
Sua única chance de viabilizar uma candidatura é se mostrar útil e eficiente, do contrário seu amo, chefe e senhor, Napô, vai fritar você na cozinha da Rosinha...Acorda, beócio!!!!

Novos "quartos caranova"...Novo Passaralho da PF....Super Antonov...


Novas instalações, mais espaçosas...


Transporte com mais espaço.
Fale com seu advogado, adquira já um plano de "viagem" na Vara Federal mais próxima, e garanta um lugar na janela, e a possibilidade de ver o pôr-do-sol quadrado.

Há algo no ar, e não são os aviões de carreira...
É o super-mega-hiper-power PASSARALHO ANTONOV.
A PF Tour, "agência turística" divulgou que os modelos EMB-145, e mesmo os Loockheed Hércules C-130 da FAB não atendiam mais a demanda para transporte dos "gatos gatunos" do Telhado de Vidro...
Por isso, alugou esse aviãozinho que carrega na sua "barriga" um Airbus A380...
A qualquer momento estão sendo esperados novos "passageiros" no vôo sem escalas para a hospedaria PF, na Praça Mauá...
Diante da provável falta de espaço a PF Tour informa que poderá acomodar os novos numerosos hóspedes no ginásio do Maracanãzinho...

Sugestão de peça publicitária para campanha política esse ano....

foto reprodução blog www.ricandrevasconcelos.blogspot.com
autor: Juarez Fernandez



Ficha técnica.
Campanha: Operação Telhado de Vidro.
Título: Liberdade sem preço.
Cliente:roubocard.
Duração: tempo da prisão preventiva.
Agência: TrolHa, Fallo, Rolla & brothers associated/Br
Produtora: Telhado estilhaçado produções, armações e falcatruas ltda.
Direção: Ministério Público, Justiça e Polícia Federal.

Cena 1.

Os itens são focalizados com targeta de preços, com voz em off:
Colchonete-30 reais,
Marmitex com lasanha de carne-45 reais,
Um beliche na parte de cima na cela da PF-300reais,
Visita íntima-400 reais,
Usar o telefone celular na cela-500reais,
Advogado de defesa-1 milhão de reais.

Cena 2.
Todos os presos da telhado de vidro na "caçapa", descendo no prédio da Justiça Federal.
Voz em off:
"Liberdade-não tem preço"
"Tem certas coisas que o dinheiro não compra, para todas as outras existe o roubocard"
Cena 3
Aparece logomarca do roubocard:par de algemas. Ao fundo, ruído metálico de porta de carceragem ao fechar...

Que tal...?
Gostaram...?
O desempenho dos atores é bem convincente...
São de uma companhia chamada "irmãos metralha"...

O deus mercado...


cidadãos estadunidenses prestes a serem ofeercidos ao deus mercado em 1929...

Publico essas duas imagens da crise de 1929 só para não esquecermos que de tempos em tempos o "deus mercado" exige no seu altar alguns pobres diabos para seus rituais de sacrifício...


O problema é a escala das "oferendas", geralmente, mundiais...

Liberdade de expressão...

É comum a mistura e a confusão entre liberdade de imprensa e a liberdade de expressão...
A liberdade de expressão é sempre mais ampla que a liberdade de imprensa, e a primeira sobrevive até em regimes totalitários, já a segunda, por sua natureza, às vezes sucumbe aos humores dos ditadores, e pior, aos interesses econômicos, nem sempre convergentes com a atividade jornalística...
Falo de liberdade de expressão como um defensor intransigente...Falo da liberdade de imprensa também no mesmo tom...Ambas são indispensáveis não só a democracia, mas a própria noção de humanidade...
Assim também são as responsabilidades inerentes (não vou repetir intrínsecas, heh,heh...) ao exercício dessas liberdades...
Nada, nada nunca justifica censura...!!!!
Mas a responsabilidade pelo seus atos e palavras são requisitos inegociáveis de quem acredita nessas liberdades...
O Xacal e a TRolha são experiências pessoais de um cidadão que leva essa crença à cabo...E sabe recuar, se retratar e nunca imputará a alguém práticas que não lhe são próprias...No entanto, não abriremos mão de repercutir o que é de domínio público...Como já disse, Hitler não foi preso, julgado, nem sequer investigado, mas nenhum dos seus supostos herdeiros (se houvesse algum) derrotaria em Juízo qualquer pessoa que lhe atribuísse o Holocausto, a pretexto de preservação da imagem...
Esse discurso se impõe pela notícia que o Xacal recebeu através de uma amiga, também blogueira, de que um empresário de comunicação tentava junto a ela, de forma insistente e incômoda até, desvendar a identidade do Xacal, como pretexto para um contato...por meio de telefone ou qualquer outro que fosse...
Imediatamente forneci meu e-mail, autorizei que lhe desse a informação, e relatei o fato a pessoas próximas e a outro blogueiro que muito respeito...
Até agora, nada...nem aqui, nem na caixa postal...Deve estar muito ocupado...Entendo...
Manterei por enquanto as identidades e o conteúdo do e-mail que a amiga postou em segredo apenas para evitar a leviandade de expor pessoas e ou afastar um contato amigável, muito embora esse empresário não seja conhecido por boas maneiras, nem por empregados ou amigos...(se é que os têm)...
Se o caso é questionar uma ou outra crítica, o espaço está aberto para reclamações, retratações, prática não muito utilizada por nossa mídia tradicional...Mas se achar por bem, socorra-se na Justiça...
Esse é talvez, o grande medo da mídia em relação a nós, blogueiros, anarquistas anões da comunicação...Nossa agilidade e disposição para exposição e transparência, com comentários anônimos, críticas ferozes e até exageradas, mas sempre passíveis de réplicas e tréplicas...
Para começar a dar o exemplo, no desfecho dessa celeuma, revelarei a identidade do Xacal, embora ache que todo mundo já saiba, menos o "bem informado" jornalista(?)...
Aguardem os próximos capítulos...
Por enquanto só um recado...desce para arena, júnior... touché, en garde...

"(...)verme é verme, é o que é, rastejando no chão, sempre embaixo do pé(...)
por Racionais MCs

Neolliberalismo...Estado mínimo e as ONGs...

Com a hegemonização das teses do consenso de Washington, dos laureados Chicago Boys, houve uma brutal desregulamentação do Estado, diminuição (em alguns casos necessária) da atividade estatal na economia e terceirização de algumas atividades, consideradas como atividades meio...
Como toda idéia em expansão e adaptação a realidade, aconteceram distorções, que diga-se de passagem não é exclusividade do neoliberalismo, e como sempre, em qualquer cenário geraram ameaças e oportunidades...
Aqueles que detinham o poder de decisão, e representavam os interesses dos beneficiados com a diminuição do Estado logo trataram de extrapolar a desregulamentação e terceirização para as atividades fim dos Estados Nacionais...
Dadas as diferenças intrínsecas (adoro essa frase, parece intelectual, não?) de cada Esatdo Nacional, sua posição no mundo, e a estabilidade de suas instituições e fundamentos econômicos, cada país experimentou sabores e dissabores em escalas distintas...
Como não poderia deixar de ser, no Brasil, e em todo mundo, a terceirização e diminuição do Esatdo aconteceu dentro e fora do mundo formal, ou seja, houve o crescimento da atividade privada, legal e ilegal...
Na segurança proliferaram as empresas privadas de segurança (legais ou não) e desembocaram num fenômeno sui generis, as milícias...
Na saúde, houve um movimento de expansão dos planos privados de saúde, a caça do filé desse setor, e estatização dos "ativos podres" (urgência, emergência, combate a endemias, etc.)
São vários outros exemplos, em diversos setores...
Nesse arcabouço, houve necessidade de hipertrofiar os aparatos judiciários, uma vez que na "selva" capitalista o princípio (o meio e o fim também) é a seleção natural, nua e crua...a lei do mais forte...
Concomitantemente, com a necessidade de susbstituir o Estado, em suas funções precípuas e derivadas, as ONGs, (do inglês, non-governamental organizations) passaram a "atender" a população, desamparada pela rede pública de amparo e assistência...
Esse processo, uma distorção da natureza originária das ONGs, criadas para defesa de direitos de grupos e minorias, gerou um cenário propício a toda sorte de "maracutaias", tudo em nome do bem estar social...
Ressalte-se aqui que boa parte das ONGs, ainda que em papel deslocado, cumprem um bom trabalho em suprir as carências do Estado...
E, justamente, em nome dessas ONGs sérias é que se deve corrigir as distorções, enquanto o Estado não conseguir sua capacidade pró-ativa...
Como intermediárias da destinação orçamentária pública de bens, serviços e recursos junto a população essas entidades devem obedecer os mesmos critérios públicos para contratação e aquisição de bens e serviços, por exemplo...
Como pessoas jurídicas, sem fins lucrativos, é verdade, devem ter alguma exigência patrimonial sobre o patrimônio dos seus gestores, como forma de prevenir "calotes" nas suas relações comerciais com empresas privadas, e desvios na utilização de verbas públicas...
Para se realcionar com o Estado devem se submeter a certames públicos de seleção, licitações e concursos, onde os projetos mais eficazes e eficientes prevaleçam, desde que possível mensurar tais critérios...
Campos dos G. é um triste exemplo do fracasso da tese do Estado mínimo...que nunca é Estado mínimo de verdade...é Estado mínimo para maioria, que se torna "cliente" de práticas de submissão e "coerção", e Estado máximo para uma minoria, que sempre lucra com o prejuízo da maioria, e ainda assim, consegue o socorro estatal quando estão prestes a afundar...
Como pregam agora os "CAOLHOS DA CIDADE", o estrago é tão grande, o tumor se alastrou de tal forma, que sua retirada vai matar o paciente...Criaram uma situação tal que só resta ao Estado, nesse caso a PMCG, escolher entre ceder a chantagem ou cometer o suicídio administrativo...
Essa é a tese que vendem para nós, os contribuintes...
Mas se esquecem do fundamental...o diagnóstico está dolosamente errado, e esse tumor, na verdade, é uma "constirpação", uma "prisão de ventre" que pode ser curada com uma bela dose de purgante para "expelir" esse "bolo fecal" de mercenários eleitorais...

A importância da pesquisa científica...

Li ou ouvi um dia desses que no Centro de Ciências Biológicas da UENF há uma pesquisa, não sei precisar se em nível de doutorado, onde a pesquisadora estuda a manipulação genética do mosquito aedes aegypti, onde os indivíduos transgênicos não seriam mais "hospedeiros" do vírus da Dengue...
Como já dissemos, o vírus contamina o organismo do vetor (mosquito) e se manifesta na enzima que esse inseto produz para "anestesiar" a picada dos seus alvos, e assim evitar que seja morto ou interrompido na sucção do sangue que fará a maturação dos ovos que serão depositados em meio líquido...
A pesquisa altera essa enzima na sua cadeia de DNA, onde deixaria de "conter" o vírus...
Bom, se entendi bem é isso...
Se não for, desculpem, mas toda essa história é para realçar o papel da Universidade pública e gratuita na pesquisa e inovação tecnológica a serviço do bem estar da população...
Nenhum laboratório da indústria farmacêutica gastará recursos para debelar "doenças de pobre"...

Subnotificação....Varrer para baixo do tapete...

Governantes em geral abominam estatísticas...
Números só os favoráveis...Como disse Rubens Ricúpero, flagrado em uma inconfidência televisiva, o que é bom a gente fatura, o que é ruim a gente esconde...
O recrudescimento dessa epidemia de Dengue no RJ obedece a essa lógica cruel...Por vários motivos:
1-Falta de treinamento dos profissionais de saúde para diagnóstico e informação dos casos;
2-falta de metodologia para tabular e tratar dados médicos e de infestação ambiental;
3-E o mais grave...manipulação intencional das notificações...e "maquiagem" da gravidade dos cenários...Epidemia vira "indicativo de epidemia", e por aí vai...

Dados insuficientes, planejamento ausente e povo doente...a trovinha da morte...

Ainda sobre o flagelo fluminense...

Não há nada do que perder um ente querido...
Quando se trata de uma criança esssa dor se multiplica em escala exponencial...
Além de conviver com a ausência e o sofrimento, temos que ouvir asneiras de um idiota como César Maia (agora pela manhã no Bom Dia Brasil)...
Indescritível...Tão indignante que sequer repetirei as sandices em respeito às vítimas e suas famílias...
Outro cúmplice dessa idiotice, no festival de asneiras, desinformação e mentira deslavada, que faz eco ao César maluco são os "analistas" da imprensa, como o estúpido Alexandre "Gracinha"...
Todos sabem que a tarefa, o dever de promover a saúde pública gratuita e universal é de todos os entes federativos...Esse dever, o correspondente direito do povo, está na Constituição, antes de mais nada como um princípio...Depois, com base nele, há a distribuição de atribuições...
A tentativa de "colar" a epidemia no Governo federal é tão evidente que soa a ofensa ao nosso curto intelecto...
Com a Constituição de 1988, ficou estabelecido cada atribuição, de cada esfera de poder para cuidar da Saúde Pública, assim como Educação e Segurança...
A criação do SUS, e dos Fundos de Saúde repassam quase toda a capacidade orçamentária aos municípios, e isso é o mais correto...Pessoas moram em cidades...Cidades são "reais", e a grosso modo, Estados e País são "abstrações"...
A estrutura municipal é o primeiro e mais amplo contato da rede pública de assistência, em qualquer tipo de serviço...Existem cidades que não têm sequer uma unidade administrativa estadual e federal...
Lógico, cabe ao Governo do Estado e Governo Federal atuar como mediador das questões intermunicipais (como epidemias, por exemplo)...Cabem a essas instâncias assumir a responsabilidade diante da falta de recursos ou de planejamento dos municípios, se e quando acontecer...Cabem a essas instâncias definirem, de forma ampla, as políticas públicas de saúde...
Falar e repetir a baboseira que o mosquito não é federal , estadual ou municipal não ajuda em nada...Essa confusão impede ao cidadão e ao contribuinte cobrar de cada esfera o que lhe é devido...
Eles têm que dizer ao povo a atribuição de cada um...
É por isso que no Brasil, Executivo e Judiciário legislam, e o Legislativo virou Central de Inquéritos... Polícia Federal faz as vezes da Polícia Civil, Polícia Militar investiga, Promotor quer ser Delegado, mídia quer ser Partido, etc, etc, etc.

Hora da devolução...

O Governo provisório, e improvisado, de RH bem que poderia diante da crise da Dengue, aproveitar o aniversário da cidade para convocar um mutirão de doação de sangue...
A começar pelos funcionários públicos (afinal são 37 mil...não?)
Desses 37 mil, muitos "fantasmas parasitas", que "sugaram" o "sangue negro" poderiam "devolver" um pouco de amor a cidade...
Boa oportunidade com o recadastramento...
Outra sugestão seria um dia de campo com todos os servidores disponíveis, e que não exerçam funções essenciais...
Todos esses servidores visitariam todos os domicílios para tratamento e educação sanitária...
Ao invés de shows, festas e desfiles nesse dia 28/03 poderíamos fazer um dia cívico de combate a epidemia...
Faria bem ao moral dessa cidade...
Resgatar valores como solidariedade, compromisso e senso público de dever...
Meios e dinheiro não faltam...talvez faltem vontade e criatividade...

O PIG baba...e espuma...Argentina, a bola da vez...

Antes de explicar as causas, e possíveis conseqüências internas e externas da crise Argentina, o PIG através da pitonisa Míriam Leitão espema e explora as dificuldades como uma questão partidária...
Há uma grave situação de abastecimento, provocada em parte pelo crescimento acelerado da economia argentina, principalmente após as quebras da década de 90, e início do século XXI...
Outro aspecto é o encarecimento das comoddities (petróleo, trigo, soja), tanto pelo aumento mundial da demanda (China, Índia, etc.), como pela busca do mercado futuro em "moeda" sólida" frente ao derretimento do dólar, e o "buraco negro" subprime.
O movimento, de acordo com analistas (Luis Nassif) dos agricultores é espontâneo, o que o torna menos perigoso...
Mas não se enganem, o sorriso de quase "gozo" da Míriam Leitão, além de dirigir-se a uma crença que governos de esquerda estão sempre fadados ao fracasso, reflete aqui dentro o chacoalhar do guizo da serpente do mercado, pronta para o bote do aumento dos juros...
O bode expiatório dessa vez habla español.
E como sempre, a banca ganha...e o povo...?
Bahhh, o povo é um detalhe incômodo no exercício científico da economia mundial...

quarta-feira, 26 de março de 2008

Cachimbo da paz...


Em homenagem ao Fabinho, Vitor, Roberto e todos aqueles que ofendi...que fique claro, continuo a achar que vocês costearam o alambrado do napô...mas a forma não justificava o conteúdo...
Não dá para atirar e perguntar depois, mas vocês sabem, é o vício do ofício, heh,heh,heh...
Bom vá lá, chega de viadagem....

Aí vai uma tira do Laerte..

Roberto, agora mais imoral do que nunca...

Esse texto copiei do blog do meu ex-amigo Bob...E não é porque ele mudou de lado, que o blog deixou de ter qualidade...

RH: “ex-secretário de comunicação da prefeitura de Campos gastou R$ 6,9 mil com duas estátuas com as genitálias expostas”
Em entrevista nesta manhã, ao programa Café Diário da rádio Diário FM, o prefeito em exercício de Campos, Roberto Henriques, falou sobre diversos problemas que encontrou na prefeitura e entre estes citou que:“A Secretaria de Comunicação que tinha como carro chefe, o apoio ao movimento da diversidade gastou R$ 6,9 mil com duas estátuas, peças artísticas que estão acauteladas no patrimônio da prefeitura, duas estátuas com as genitálias expostas, tanto do sexo masculino, quanto o feminino, dentro do gabinete do secretário. Eu quero saber é se ele, que se intitulava o próprio rei da diversidade, porque ele não destinou estes recursos para a Casa da Irmãos da Solidariedade da Fátima Castro. Ele será instado a dizer para que ele adquiriu estas duas estátuas. Ele deveria ter mais sensibilidade e gastar melhor o dinheiro que estava sob sua responsabilidade”.
posted by Roberto Moraes at
09:40

Junto publico uma singela homenagem do Angeli ao Bobbie Barbby, ex-dama de honr...ops, perdão, ex-secretário de comunicação do ALLKAYDE.
O monumento ao famoso León de Tchácara, na cidade de Manisales...

Don Alejandro...o cavaleiro do apocalipse...


CONFIRA O TEXTO NO BLOG WWW.CAIDOEMCAMPOS.BLOGSPOT.COM



Como na tira do Laerte, lá está nuestro vingador mascarado...



Em homenagem ao blog do Don Alejandro (WWW.CAIDOEMCAMPOS.BLOGSPOT.COM), reproduziremos sua proposta, a qual reitero a minha...

RENÚNCIA JÁ:

RH, ALLKAYDE E TODA A "GAIOLA DAS BACELLARES LOUCAS"



Informação...

A responsabilidade maior da epidemia não é da população, isso sabemos...Embora os meios de comunicação insistam nessa tese furada...
Mas não adianta, somos nós que sofremos, de uma forma ou de outra...
Como na Segurança Pública, a culpa não é nossa, mas não dá para deixar a porta aberta...
Já faz vinte anos, mais o bom treinamento me deixou algumas lembranças...
A larva do aedes movimenta-se na água de forma aleatória, com "chicotadas" da sua cauda...
Nessa ponta tem um pequeno apêndice de cor escura, diferente do mosquitoa comum anophylis na sua extremidade tem uma espécie de hélice, uma plumagem...
Outra diferença é que a larva do aedes fica perpendicular a superfície da água, como se estivesse de cabeça para baixo, enquanto a dos outros mosquitos ficam paralelas...
A larva detesta a luz, por isso, se tiver dúvida use uma lanterna...
Qualquer recipiente, qualquer um mesmo, até uma casca de ovo, pode criar larvas...e pasme até tampinhas de garrafa...
Furávamos milhares ao redor de bares e quiosques...
Não é o tamanho do criadouro...um mosquito basta para disseminar muitos ovos...e uma larva se cria em espaços minúsculos...
Quem puder doe sangue...a dengue hemorrágica apresenta como sintoma a não coagulação do sangue, o que faz ele sair por todos os "buracos" do seu corpo...a coagulação é que não deixa a gente "vazar" sangue até morrer...
Para reverter o quadro hemorrágico é necessário a aumento de plaquetas coaguladoras no sangue...com transfusões...
Por isso, muito sangue ainda é pouco...

A CPMF e a Dengue...

O comentário do leitor Gustavo Rangel me fez lembrar de um dado importante, noticiado ontem, quase em sussurro pela reportagem acerca do recrudescimento da epidemia de dengue no RJ...
O fim da CPMF provocou um corte de 14 milhões, ou seja 49% da verba disponível para o controle de endemias no Estado do RJ...
Discussões sobre a natureza ou justiça da cobrança, esse é um fato, contra o qual não há argumentos...
Qualquer dono de boteco sabe, e os empresários e a elite, junto com o PIG e o demo-tucanato também, que cessada a receita, faltará recurso para pagar as contas...
Não adianta tentar impor a versão de que sobram recursos advindos de outras fontes, como o aumento de arrecadação...
Eles sabem, e qualquer estagiário de administração e contabilidade também que não se misturam as receitas num grande caixa único...cada insumo corresponde a uma rubrica diferente no orçamento...de uma empresa ou de um governo...
Mudanças bruscas causam estragos e paralisações...
Foi o que aconteceu com a CPMF...
É claro que o governo recomporá seu caixa com outras receitas, mas de imediato, o estrago foi feito...
E aí, a morte de brasileiros valeu essa disputa...?

Dengue...o flagelo da planície...

Com muito orgulho, no início da década de 90, do século passado, o Xacal trabalhou como guarda de endemias...Assim eram chamados os servidores que combatiam a infestação do aedes aegypti...
O combate a essa endemia, assim como de outras endemias urbanas e rurais, ficava a cargo da extinta SUCAM, transformada em FUNASA...
Naqueles anos havia uma forte epidemia, com números altos, e diante dessa emergência foi criada uma força-tarefa com contratação de recursos humanos e equipamentos...
O detalhe curioso foi a forma de seleção dos servidores, que bem poderia servir como exemplo.
O Governo Federal utilizou o cadastro de um concurso público da CEDAE, à época, recém realizado, e admitiu os aprovados que não tinham se classificado entre o número de vagas para os cargos na CEDAE...
Me recordo da surpresa e da felicidade com a chegada do telegrama com a convocação...eram tempos bicudos, desemprego...
Assim evitou-se, a título de emergência, o apadrinhamento, bem como houve um claro nivelamento "por cima" da mão de obra...Houve, então, mesmo que de forma indireta, uma concorrência pública e republicana aos cargos de guardas de endemia...
Mesmo com toda emergência, houve um curso de 20 dias, e após esse curso, uma avaliação que eliminou os que não obtiveram aproveitamento...
Tal o nível de exigência que até hoje me recordo dos principais itens ligados a Dengue e ao mosquito:

Aedes Aegypti.

Quatro fases em seu ciclo de vida:

1-Ovo; 2-larva; 3-pupa; 4-fase alada (mosquito).

A fêmea do aedes impregnada por ovos alimenta-se de sangue humano para maturar os ovos em seu organismo...o vírus é transmitido na picada do mosquito que retém o vírus em seu organismo, em uma enzima na saliva, que o mosquito utiliza para penetrar a pele humana na picada, um tipo de anestésico natural, para disfarçar o incômodo da picada.
Na primeira fase, ovo, há uma incubação de três a quatro dias, uma vez eclodidos, as larvas duram mais três dias, transformadas em pupa, que duram dois ou três dias, e enfim virá o mosquito que dura cerca de sete dias...
Os larvicidas (Abate), como o nome já diz, só funcionam em larvas. Os inseticidas aéreos, para combate ao vetor alado, (Malathion) têm hoje eficácia reduzida pelo desenvolvimento de resistência nos vetores...
Outro fator que dificulta o combate é a dissecação dos ovos.
Os ovos do aedes aegypti podem sobreviver em ambientes secos (sem água) durante seis meses.
Um pneu, por exemplo, infectado por ovos pode mantê-los por seis meses até que seja novamente irrigado, e recomeça, então, o ciclo interrompido.
O aedes pode ser então transportado por diversas regiões e cidades...
Não me recordo se naquela epidemia se utilizou de barreiras sanitárias, como pulverização de larvicidas nos caminhões vindos das regiões que mantinham números epidêmicos...
Há quatro cepas (tipos) de vírus, mas no Brasil só existem três ativas...

O combate que fazíamos nas residência era do tipo verificação e tratamento 100%. Todas as casas eram revistadas a busca de focos, e tinham seus depósitos permanentes tratados (caixas d´água) e os artificiais (embalagens, pneus, vasos) quando possível eram inutilizados...
Havia um método para tornar essa visita mais eficiente, que hoje não vejo mais ser aplicado...
A visita sempre se dá da direita para esquerda, primeiro dentro da casa, e depois do lado de fora.
Ao final havia o que mais gostávamos, que era a educação ambiental, onde os agentes conversavam com os moradores, e não raro, ali fazíamos amizade e construíamos assim, o que se chamava confiança e cumplicidade...
Como os agentes permaneciam longos períodos no bairro, e encerrado o ciclo, recomeçavam outra modalidade naquelas mesmas localidades, os moradores sentiam-se "obrigados" a manter seus quintais limpos...
Nada escapava a tenacidade e fibra daquelas equipes...caixas d´água, na época, a maioria de alvenaria tinham que ser "cubadas", ou seja, calcular o volume para colocação da exata quantidade de larvicida... os telhados várias vezes sucumbiram com os agentes...poços, muito comuns, repersentavam um perigo a mais, por muitas vezes tínhamos que descer nos poços...
Lembro do rigor quase militar, pois existia em cada equipe de cinco agentes, um guarda chefe que supervisionava todas as manhãs o material dos guardas, cuidadosamente dispostos, em uma lona preta, para a conferência e substituição e ou reaparelhamento dos itens...Mantínhamos um PA, Ponto de Apoio em Escolas e prédios públicos, o que nos aproximava mais da rotina do bairro...
Havia uma supervisão rigorosa e aleatória, e os servidores inefizaces eram retirados do campo...
Fiz todo esse relato para demonstrar que, assim como em qualquer ação de saúde pública, necessitamos de seriedade, de eficiência e eficácia...de valores, exemplo do poder público...
É o termo desgastado, em desuso: civismo...
Bons tempos...

Não sou sanitarista, mas aprendi que doenças endêmicas e tropicais não precisam de soluções mirabolantes e caras para seu combate...São medidas tão óbvias que ficam escondidas...

Repeteco...

Esse texto agradou aos meus dois leitores, mas só um pediu para repetir...como é uma taxa de 50%, resolvemos atender... com alguns reparos
Antropofagia goitacá...
O crescimento dos recursos injetados em Campos dos G., como advento da indenização ambiental pela extração petrolífera, os royalties, modificaram drasticamente a forma de se fazer política na planície...
A partir do final da década de 80, do século XX, com o advento da chegada ao poder do grupo que hoje retorna, iniciou-se um ciclo de "prefeiturização" das relações sócio-política-econômicas da cidade...
O fenômeno do aparelhamento da máquina administrativa sempre existiu...
Mas a hegemonia dos recursos públicos, "a caneta" era um instrumento para mediar os conflitos que se davam fora da estrutura pública estatal, ou seja, a luta política ainda era travada na sociedade civil...Com o tempo, o aspecto desse embate assumiu novos contornos...
O que era um meio (a máquina administrativa) para conquista e manutenção do aparato político, transformou-se em fim em si mesmo...
O atrofiamento da sociedade civil, e conseqüentemente, das formas autômonas de atividade econômica, carreou toda a atividade política para dentro da prefeitura...
Antes os chefes políticos locais eram os proprietários agrícolas, grandes comerciantes e membros da elite local, que depois de se estabelecerem, ou seja, depois de firmarem sua referência externa, disputavam o poder da buurocracia estatal, e aí sim, como forma de manter seus privilégios na prirâmide social e hegemonia no campo da tomada das decisões...A "prefeiturização" de Campos dos G. inverteu ou subverteu essa lógica...
Assim como os fenômenos de mídia (tipo BBB), os royalties criam "celebridades políticas" instântaneas na cena regional...
Personagens "cevados" de dentro para fora da máquina...com pouco ou nenhum lastro na sociedade...e portanto, com poucos vínculos coletivos, poucas histórias e reputações com as quais se preocupem... poucos compromissos legítimos a cumprir...
Não que se defenda aqui o modelo anterior dos "coronéis", mas a grande herança que o MUDA CAMPOS legou a Campos dos G. foi o imobilismo das forças políticas da região...
Junto com esse processo, veio o encarecimento das campanhas políticas, a chamada "profissionalização", onde a densidade eleitoral é aferida pela quantidade de recursos disponíveis...
Com exceção do Napô da Lapa, não há dentre todos os nomes desse cenário atual, um único político que tenha construído sua imagem à margem dos cofres públicos...Nem o "popozão Vianna"...
Vítima do próprio esquema que montou, hoje o Peter Pan da Lapa não sobrevive sem a "seiva" negra...

Sintomas

Um dos sintomas mais visíveis que a população experimenta é a total "anomia", a ausência de qualquer traço estatal na regulamentação das demandas e conflitos...Antes os parlamentares, e todos os demais "clientes", buscavam "obras físicas e melhorias" para legitimar sua representatividade...eram as "obras eleitoreiras"...
Hoje a busca é por recursos para ampliação de rede profissional que sustenta seus esquemas...
Não é à toa que o controle fundamental hoje não é das associações de moradores, sindicatos, entidades civis...É o controle dos meios de comunicação que importa...
Por isso o abandono de Campos dos G..

A PMCG hoje é o grande monstro que devora a si mesma e toda a vida ao seu redor...Será que é um traço cultural que herdamos dos nossos antepassados silvícolas...?O Blog recomenda a leitura dos estudos do Professor Renato Barreto, disponíveis na UENF.

18 por 1....

Essa é a proporção de funcionários (terceirizados e estatutários) por servidor, caso seja cumprida a determinação de demissão de 40% dos terceirizados para cada habitante...
Dezoito servidores para cada habitante...
Esses números consideram uma população de 500mil habitantes, número superior ao do IBGE...
Agora pergunta-se: Há serviço correspodente, onde o contribuinte sinta-se satisfeito...?
Será que demitidos, serão realizados concursos para preencher todas essas vagas...? Há necessidade...?
Os números da dengue, que também agora nos envergonham em rede nacional (JN de ontem) demonstram o desperdício de dinheiro público e pior, de vidas de crianças...
Se mantidos apenas os funcionários estatutários, cerca de 12 mil , proporção será de 41,6 servidores por habitante....número ainda razoável, se levarmos em conta que uma parcela da população, (classes médias e alta)
raramente, utiliza de forma direta (hospital, escolas, etc.) serviços públicos municipais...

Agora pasmem...com os 37 mil servidores, há 13,5 servidor para cada habitante...é quase um servidor a cada três famílias, se considerarmos o tamanho médio de quatro pessoas por família...
Uma farra...um desperdício...e agora, com a dengue, assassinato...

terça-feira, 25 de março de 2008

Prendendo a bola...enquanto a justiça não vem...


Para quem tinha dúvidas nas possibilidades de reestabelecimento das instituições e no funcionamento dos entes administrativos (executivo e legislativo) desse município, as últimas notícias oriundas da Câmara vão em sentido contrário.
Ao que parece, a interinidade suspensa por um fio, para ser mais exato, uma noite, arrefeceu os ânimos do Parlamento em investigar e fiscalizar os atos do ALLKAYDE.
Aos vereadores interessa aguardar o desfecho judicial, uma vez que não interessa desagradar o ALLKAYDE que pode retornar. Isso sem falar no rabo preso.
Por outro lado, RH guarda munição para o caso de:
1-Se o ALLKAYDE for reconduzido, RH gastará sua artilharia nas eleições;
2-Se o ALLKAYDE permanecer fora, RH utiliza as informações para distrair a opinião pública e desgastar o que resta de popularidade do ALLKAYDE.
3-E mais grave, chantageia a base parlamentar que tem muito o que temer com uma investigação aprofundada.
Desses cenários, talvez o que mais favoreça a RH, paradoxalmente, é a recondução do ALLKAYDE. Com telhado estilhaçado, vai sangrar até as eleições, e ainda terá que "degolar" os terceirizados.
Junte-se a isso o abandono dos vereadores que tentam reeleição, que tentarão à todo custo desvincular sua imagem do ALLKAYDE.
Com isso fortalecem-se o Arnaldo Melancia e o candidato do Napô...

Sem motivos para comemorar...


Salários de fome, péssimas condições de trabalho, falta de credibilidade, manipulação política, etc, etc.

A sociedade precisa escolher e assumir a polícia que deseja...

Cobrar resultados, respeito aos direitos do cidadão...

Mas é preciso também mudar a postura de "acerto" para garantir seus interesses frente a Justiça é o primeiro passo...Se há corruptos, há corruptores...

Eleger candidatos que não façam da Segurança Pública espetáculo é outro passo importante...

Porque afinal de contas, o resultado atinge a todos nós...

Paredão da planície...



Essa paródia é do ótimo blog do Don Alejandro Oviedo (www.caidoemcampos.blogspot.com)
Sem comentários....

Israel...60 anos de sofrimento na Terra Santa.


corpo de menino palestino de seis meses de idade
morto em ataque aéreo israelense.


O povo judeu parece fadado ao sofrimento...


Alvo preferencial de perseguição em diferentes épocas da História, conheceu a ápice do extermínio no Holocausto, durante a Segunda Guerra Mundial...


A sua tenacidade em manter a unidade cultural, e seus traços religiosos, mesmos quando dispersos ao redor de todo mundo, a comoção dos seis milhões de mortos pela máquina da morte nazista, bem como suas alegadas raízes plantadas na Palestina, determinaram a criação em 1948 do Estado de Israel...


Poderíamos, de forma simplista, dizer que os aliados vencedores da II Guerra "pagavam" uma dívida de consciência por não terem se mexido para evitar a escalada eliminatória ariana...


Todos esses ingredientes, que por um lado teceram a fibra do povo judeu, criaram também as condições para o surgimento de um nacionalismo extremista e expansionista, como se os israelenses pretendessem "vingar" tantos anos de subjugação...


Coube aos palestinos "pagarem o pato"...


Judeus e muçulmanos já experimentaram perídos de convivência pacífica e tolerância, inclusive em Jerusalém, durante a administração de Saladino...


Essa experiência poderia ser resgatada, e cessar a disputa que banha de sangue a Terra Santa...


Embora a religião seja o "grande pretexto", há uma questão econômica crucial a permear o conflito, onde palestinos são oprimidos pela miséria e pela força das armas...


Judeus e muçulmanos têm grandes contribuições científicas e culturais a Humanidade, camufladas pelo triste espetáculo que protagonizam nos dias de hoje...


Shalom!

Escolha de Sofia...

O TRT determinou a demissão de um percentual (40%, se não me engano) dos mercenários eleitorais...
Vamos acreditar que alguém irá cumprir a ordem judicial...
Qual será o critério para estabelecer quem sai e quem fica...?
No fim das contas, acho que RH torce para que o TRF reconduza o ALLKAYDE ao cargo...
Foge do desgaste de ter que demitir os mercenários eleitorais, e volta a virar pedra...
Com o telhado de vidro estilhaçado, e com a documentação comprometedora nas mãos do inimigo, o ALLKAYDE tem tanta chance de ganhar a eleição, quanto o Americano de ganhar o Estadual...

Contagem regressiva....

Se é verdade que o TRF julgará o recurso, denominado agravo de instrumento, interposto pelo ALLKAYDE, nessa quarta-feira, muita gente vai passar a noite em branco...Por motivos diferentes...
Uns podem reassumir a "teta", outros podem ficar na saudade...
O estrago, no entanto, já está feito...
RH e sua trupe, com certeza, já reuniu bastante munição para o pleito de outubro...
É por isso que não se preocupou em fazer nada, senão administrar o tempo, como se diz em futebol...
Qualquer que seja o resultado da decisão judicial, quem perde, como sempre, somos nós...

segunda-feira, 24 de março de 2008

Utilidade Pública


Agora é sério.

Divulguem a foto dessa menina perdida desde o dia 26/02
Clique na foto para ver os detalhes.

Tamanho família...


Passaralho Antonov



Passaralho Hércules C-130 Lockheed

A Polícia Federal já estuda junto com a Força Aérea Brasileira a cessão de um Hércules C-130, avião com enorme capacidade de carga, para futuras incursões na planície goitacá...
Outros setores dizem que só aquele avião russo ANTONOV, o maior do mundo, caberia o contingente de envolvidos...
De qualquer forma sabe-se que o novo tranporte chamar-se-á SUPER PASSARALHO...

TROLHADA DA SEMANA...


A série TROLHADA DA SEMANA para quem não sabe, e para que esqueceu, é o "prêmio" dedicado as personalidades da semana...Aqueles que fazem m...rda e ficam com a carinha de cachorro que caiu da mudança...

Essa semana a redação da TRolHA teve trabalho...muitos concorrentes, todos eles fortes...

Tinha o Vitinho Corleone Menezes, o Bob (i)morais, a Auxiliadora telettubies e o sempre indicado Bob Barbooouuusa, ex-porta voz do ALLKAYDE, agora contato da carceragem da PF...

Mas correndo por fora, como bom azarão e azarado, levou a TROLHADA DA SEMANA, o Avelino Ferradura, nosso presidente da FCJOL...

Vossa Senhoria, o eleito, como bom comerciante do ramo de hortifrutigranjeiros, pisou no tomate ao tentar descascar o abacaxi...e virou suco!!!

E como dizem os mais antigos, se é pela árvore que se conhece os frutos, Don Avelino foi colhido de um pomar da pior espécie...cresce ali pelas bandas da Lapa...

Maldito tempo....


Mestre Didi




A enciclopédia-Nilton Santos



Máquina de entortar joão


Idos de 1958, há 50 anos, quando tudo parecia muito melhor...
Nada disso...
Essa nostalgia não leva a nada...tempos bons são aqueles que vivemos: o aqui e o agora, mesmo que tudo pareça desabar...
Cada época seu problema, suas crises, seus personagens....heróis e crápulas...
Hoje Iraque, ontem Guerra Fria e pânico nuclear...
Hoje Napô da Lapa, ontem Carlos Lacerda...
Uma coisa ninguém nega:
Se a televisão e a mídia fossem tão eficientes como são hoje, talvez tivéssemos imagens de futebol como nunca sonhamos...
50 anos da primeira conquista...1958, Suécia...Futebol, poesia em movimento....

Nas folhas secas da enciclopédia, um anjo mané torcia o destino...

A alquimia dos terceirizados...ou ouro de tolo...

Nos tempos antigos, antes do florescer das ciências como a química, matemática, física, astronomia, etc, havia uma atividade muito popular chamada ALQUIMIA, que oscilava entre a magia e a pesquisa científica...Utilizava elementos naturais em suas "pesquisas", descrevia alguns fenômenos, mas também iludia a boa-fé com crendices e prestidigitação...
Os alquimistas da PMCG, capitaneados pelo RH Flamel parecem ter descoberto a fórmula da pedra filosofal, aquela que, de acordo com a lenda, transformaria em ouro tudo que tocasse...
Sua pedra filosofal chama-se RECADASTRAMENTO DOS TERCEIRIZADOS, e o ouro "dos tolos" são os votos que depositarão no altar do RH Flamel...

A TRolHa já disse, e repetirá a exaustão para desmascarar esses canalhas, os que se foram e os que chegaram:

1-A Justiça Federal pode, a pedido, ou de ofício, determinar a quebra do sigilo das Fundações, onde os depósitos para as contas dos "funcionários" ficarão evidentes, bem como seus nomes;
2-De acordo com informações da 134ªDP, onde corre Inquérito para investigar desvio de recursos da José Pelúcio, os órgãos da PMCG (Secretarias, Fundações e Empresas Municipais), clientes das fundações emitiam listas mensais com o ponto dos terceirizados, a fim de que a Gerência de Controle e a Secretaria de Fazenda procedessem os trâmites para empenho e pagamento (depósito em conta) dos valores globais as Fundações, que repassariam aos funcionários, individualmente....

Ou seja, há métodos muito mais rápidos e eficientes para comprovar o que se deseja com um demorado e conveniente recadastramento...

Por fim a perguntas incômodas como uma TROLHADINHA:
Vão comparar a lista de recadastrados com que lista, a que as Fundações produziram...?
Vão perguntar a raposa quantas galinhas ela comeu...?

Imagine a cena: eu vou lá agora, com os documentos exigidos (não pediram contra-cheque) e digo que trabalho em tal secretaria, contratado pela Fundação José Pelúcio, que pelo que se sabe não forneceu nenhuma lista de contratados...Quem irá obstar meus argumentos...Serei mais um novo funcionário do RH...prático, não...?

Não há recadastramento, isso é o que se chama "freio de arrumação"...uma peneirada para colocar novos fantasmas...

domingo, 23 de março de 2008

Os replicantes...

Como no filme de Ridley Scott, Blade Runner, o caçador de andróides, existe no cenário político campista uma espécie rara de seres que falam como humanos, andam, comem, sorriem, etc, mas são cópias...
E como tais, não lhes foi dada a permissão para pensamentos autônomos...foram programados para servir a um espécie de Poder Central, que determina seus passos e suas atitudes...
De acordo com a sofisticação do modelo, parecem mais ou menos cultos, ou ainda, se destinam a tarefas mais ou menos gloriosas...
Alguns se rebelam, e imaginam poder pensar por si mesmos, mas sempre se remetem a uma força dominadora superior...um programador...
Os modelos av-lyn-os tem um lustre de inteligência, mas apresentam um defeito de série grave, são repetitivos e sem qualquer carisma...
Há o modelo telettubbie, que hoje serve na secretaria de educação...engraçadinho, meigo, mas incapaz de distingüir um número de uma letra...
O modelo Su 987 lediw é um gerenciador, organizador e transmissor de comandos...defeito:não tem visão periférica...
O modelo RH 786 Falcon é um andróide relações públicas...Detém algum carisma e capacidade oratória, mas seu programa já está obsoleto e sus retórica já não convence ninguém...
Mas todos esses replicantes têm em comum uma fidelidade canina, que Laerte, o cartunista expressou em seu personagem Fagundes, o puxa-saco.

Memórias do abismo....ou o Haiti é aqui...


É o Haiti, mas pode ser Campos dos G.

As expressões à beira do abismo, ou à beira do precipício, ou na tábua da beirada, nos dizem sentimentos de situações limite...que podem ser revertidas, caso o próximo passo não se dê...
Nossa cidade, que nos últimos dias parece o Haiti das reputações e da indignidade...não tem mais como dar meia-volta...
Com corrupção a céu aberto, valas negras de recursos negros desviados, reputações mortas e insepultas, dejetos morais despejados nos mananciais de esperança...
Os sobreviventes estão à mercê de duas, ou três gangues que traficam informação, manipulam dados, torturam a democracia...
A ONU não virá nos salvar...
O poder judiciário que deveria intervir, como sua eqüidistância constitucional, parece contaminado pela chuva ácida que corrompe as instituições...
Não há passo de volta possível...só resta o vôo cego do abismo...

Os terceirizados...ou os mercenários eleitorais...

Essa mesma fonte que nos deu, a custa de dois saquinhos de amendoim e uma dose de cheevas reagall, as informações, confirmou que os terceiizados, ou como a turma do RH chama: os mercenários eleitorais, são talvez os funcionários mais estáveis do quadro funcional...
Explicamos:
RH, e seu amo e senhor Napô, não querem assumir o ônus de demitir esses usurpadores....
Sabem que podem ser afastados por decisão judicial...
Aí, veriam o ALLKAYDE posar de herói dessa choldra, se reconduzido ao "cocho", colocaria na conta do Napô e seu bonequinho RH Falcon a degola...
E essa seria uma das únicas chances eleitorais do ALLKAYDE, posar de salvador dessa patuléia, pois sua imagem como administrador jaz em algum ralo da PF, ou se estilhaçou junto com o telhado de vidro...
Por outro lado, sabem que se forem mantidos no "cocho" da PMCG podem contar com esse "exército" de cabos eleitorais, sempre dispostos a lutar por quem os mantenha na "boquinha"...
O raciocínio mais uma vez é perfeito, falta é combinar com a Justiça e a população que deseja entrar para o serviço público, honestamente, através de concursos...

Os mercenários eleitorais se tornaram o fiel da balança dessas eleições...Pobre Campos dos G..

O (des)Governo RH e a agenda eleitoral...

Uma fonte muito bem informada soprou para a TrolHa a verdadeira estratégia do Napô da Lapa e seu bonequinho RH Falcon...
Enquanto "brincam" de casinha na PMCG, Napô e RH mantêm tudo como está, e "berram" aos quatro ventos os escândalos promovidos pelo ALLKAYDE e sua trupe...
Não há entre os discípulos do Napô nenhuma intenção de promover reformas administrativas, ou estabelecer procedimentos de controle, até porque, eles não confiam que ficarão na PMCG por muito tempo...
Então é fazer todo o barulho possível, e angariar documentos e provas para usar na campanha eleitoral que se aproxima...
Há um cronograma de divulgação dos escândalos para a imprensa, como a alimentar, diariamente a lembrança dos deslizes do ALLKAYDE, e assim, sangrar sua memória e corroer a sua já combalida autoridade caso retorne a cadeira de prefeito...
Uma bela estratégia, diga-se de passagem, uma pena que se esqueceram de um pequeno detalhe: e a população, como é que fica...?

Objetos de desejo...


A redação da TRolha entende pouco, ou quase nada de motocicletas...

Para sermos honestos, pilotamos muito mal...

Mas não podemos negar o fascínio e sedução, muitas vezes incutido em nosso imaginário por filmes como Easy Rider, que motos Harley-Davidson exercem sobre qualquer mortal...

Pode-se detestá-las, temê-las, mas não dá para ignorá-las...

Quem nunca sonhou em sair por aí como Dennis Hooper...?

Assistir um funeral em New Orleans...

Repeteco do Conto: Reflexos e reflexões...a pedidos (não muitos...)



Walter Ego-personagem narcisista criado por Angeli na década de 80(séc XX)




Reflexos e Reflexões...


Fernando Roberto era uma pessoa feliz, realizada.Afinal conseguira o que se espera de um homem...Estudou, engenharia, realizou seus sonhos de consumo, como casa, carro...conforto, enfim...o melhor e merecido, com seu próprio esforço...

Constituiu uma família feliz, com uma parceira do seu círculo social, que lhe poupava, inclusive de grandes choques culturais ou constrangimentos nas reuniões familiares... Um belo casal de filhos, saudáveis, inteligentes, com os quais mantinha um bom diálogo...

Era cercado de amigos...e muito embora, os estimasse, não enxergava neles uma interlocução capaz de ameaçar suas certezas...e talvez por isso, houvesse ali um fragmento de incômodo...

Talvez por isso, arriscou-se a dar aulas...

Quem sabe o magistério lhe apresentasse alguma surpresa, um desafio...

Não...no fundo sabia que a opção pelo magistério era apenas para dar vazão ao seu ímpeto de "professorar"...

Enxergou essa realidade, e desse modo construiu uma carreira brilhante...Magistrava pelos motivos certos, sua vocação era inequívoca...

Com o tempo, dada sua eficiência, sua eloqüência e o desenrolar das conjunturas, foi chamado a liderar sua escola...Sua imagem era um símbolo...

Austeridade, honestidade, coerência ideológica e pedagógica, além do "desprendimento" em sufocar sua "vida pessoal" em nome da tarefa coletiva...

Mal sabiam que não havia esse dilema em Fernando Roberto...sua vida pessoal nada mais era do que um desdobramento do seu "eu" público...a imagem...o símbolo...Sucesso absoluto...

Mesmo que as pessoas o interpretassem de várias formas, e desconhecessem seus motivos verdadeiros, em uma coisa elas acertavam...ele acreditava no que fazia e no motivo que o movia...

Houve uma hora, no entanto, que as responsabilidades maiores bateram a sua porta...

Sua eficiência rendeu a possibilidade de transpor sua experiência a instâncias maiores de poder...Terror...a idéia de operar um universo onde as regras não eram absolutamente controláveis, como um teorema, um cálculo de engenharia, petrificava seus músculos...

Desde criança sua habilidade em liderar brincadeiras, e "inventar" brinquedos era notória...Só havia um senão...todos os coleguinhas deveriam estar subordinados às suas determinações...

Por isso não se deu muito bem em esportes coletivos....


Atendeu ao chamado das ruas...Mas foi o seu primeiro fracasso...Ainda acreditava em si mesmo...Aquilo era apenas mais "um palco" para desfilar sua eloqüência e saber notório... como dar errado...?

Faltava o controle do cenário...E mais ainda...No seu mundo, naquele aquário, que construiu na sua Escola, de uma forma ou de outra, havia uma dependência dele, uma hierarquia...balizada por funções e cargos, corpo docente e discente, regras administrativas, etc...

Como professor e diretor sua avaliação é que distingüía as pessoas...Notas...Agora o avaliado seria ele...Aqui fora, na política, nas eleições, nos Partidos, ele era importante, mais era mais um dente, e não a engrenagem toda...

Nessa época, sua prestimosa esposa resolve reformar o apartamento do casal...

Os filhos já crescidos não ficam mais tanto tempo em casa, e assim a idéia de aumentar o conforto do lar parecia boa...

Bem na parede do quarto, Aline, sua esposa, decide colocar um baita espelho...lindo...

Desde esse dia, Fernando Roberto não mais foi visto em atividade social...Passa horas se admirando em frente ao grande espelho...

Só conversa com pessoas através da imagem que elas refletem nesse espelho, e em outros espelhos menores que comprou para se movimentar pela casa...

As imagens da janela também são primeiro refletidas no espelho...

Se adaptou ao incômodo de algumas imagens serem registradas de forma invertida...passou a pensar de forma invertida também...a ler de forma invertida...

Recusa-se a terapia...e por esses dias quando andava pela rua com seu espelhinho a guiar seu caminho, foi olhar para as nuvens do céu, e ficou cego com o forte reflexo do sol em sua retina...

Foi a primeira vez, que cego, virou o espelho para dentro de si, e enxergou como nunca...


Os bombeiros levaram cinco horas para reunirem seus restos mortais na calçada, em frente a janela do 12º do onde pulou...Os espelhos que guardava no bolso dilaceraram seu corpo em vários pedaços com o impacto...A família está desconsolada...No velório, sua esposa e filhos ainda passaram pelo infortúnio de cumprir o último desejo de Fernando Roberto...

Um caixão todo de vidro, espelhado para dentro...