sexta-feira, 21 de março de 2008

As cooperativas culturais...

O mercado cultural é fragmentado para atender as mais variadas demandas...Há o consumo cultural de elite, o de massas, e por que não dizer, até uma faixa híbrida, onde camadas diferentes da sociedade compartilham bens culturais...
Mas como uma expressão do mercado, as prioridades comerciais sempre sobreporão as necessidades de visibilidade, acessibilidade e diversidade...
As cooperativas culturais poderiam ser boas soluções para equilibrar esses aspectos, aparentemente, paradoxais...
O mercado cultural carrega em si grande possibilidade de geração de emprego e renda, com baixos investimentos e alto aproveitamento das vocações já sedimentadas pelas tradições...Além é claro do grande poder aglutinador pelo sua característica lúdica e estética...
Com tantos recursos disponíveis, nada mais justo que fossem disponibilizados linhas de crédito para projetos de cooperativas culturais...
Que poderiam ser temáticas, ou seja, por área de expressão...ou multidisciplinares...
É possível sobreviver da arte com dignidade, sem subserviência, aparelhamento ou dirigismo...
Campod os G. tem uma diversidade enorme:escritores, pintores, músicos, cineastas, etc, etc...
Falta uma Secretaria, com políticas públicas para "costurar" esse rico tecido cultural...colar esse mosaico...

9 comentários:

Blog Vitor Longo disse...

Boa Xacal, Você é mesmo surpreendente. Texto muito legal. Inclusive sugiro que passeie pelo blog páginas do Vitor, do meu filho.
O meu blog tem o linque para o dele. Acho que vocês tem alguma coisa em comum, no que diz respeito a essa temática de mercado cultural.
Um abraço.

submarino. disse...

Permita-me completar sua ultima frase: e dar o poder desta Secretaria, àqueles que entendem de arte realmente, e que estejam abertos a novas idéias e novas pessoas.
Porque o que vemos naqueles que estão a frente da cultura no nosso município são atores do século passado, bibas malucas achando que sabem o que é arte, e todos se protegendo num circulo fechado que barra qualquer um com novas idéias, pois temem que estes os tirem seus lugares.
Eu vejo (não preciso que me contem, vejo com meus olhos) artistas de extrema qualidade da nossa cidade (pianistas, bailarinos, atores, por exemplo) sendo esmagados por uma luta de egos provocada por estes que estao a frente da cultura campista.
Para haver uma inovação e renascimento efetivos da cultura, ao meu ver, é preciso que se ponha pessoas de competencia nos cargos de direção e coordenação.
E repito: não deixemos a cultura nas mãos desses pseudo-intelectuais-ultrapassados que tanto vemos no foyer do Trianon posando com tanta pompa e pouco cérebro.

Parabéns pelo blog!

xacal disse...

Obrigado, Vitor...
No entanto, esses personagens que orbitam pela cena cultural do município também merecem espaço para mostrar ao que vieram...
o que não podemos é delegar a eles a tarefa de gerir e formular política públicas...porque algumas dessas pessoas detêm algum talento...e precisam de liberdade para criar...esse é o papel do Estado..mediar essas "loucuras", e colocar cada um de acordo com suas competências...

Vitor Longo...obrigado pelos comentários gentis...visitarei ambos os espaços...

xacal disse...

Obrigado, Vitor...
No entanto, esses personagens que orbitam pela cena cultural do município também merecem espaço para mostrar ao que vieram...
o que não podemos é delegar a eles a tarefa de gerir e formular política públicas...porque algumas dessas pessoas detêm algum talento...e precisam de liberdade para criar...esse é o papel do Estado..mediar essas "loucuras", e colocar cada um de acordo com suas competências...

Vitor Longo...obrigado pelos comentários gentis...visitarei ambos os espaços...

Alexandro F. disse...

Caro Xacal, obrigado pelo comentário no meu post no urgente! (Eu tô por for do que aconteceu, os motivos do seu desapontamento... andei meio out)
Bom, o projeto da Petrobras é interessante, mas eu creio que alguma entidade tem que solicitá-lo.
Já foi oferecido alguns projetos pra prefeitura de campos, como o que levou cacá diegues a sao fidelis, mas a prefeitura recusou...
Outra coisa que me preocupa nesse projeto da petrobrás é que o projeto oferece uma estrutura fixa onde só é priveligiada a exibição do filme e nao o debate...
Mas podemos trocar idéias de como trazer o projeto e de como tentar melhorá-lo...
meu e-mail é alexandro.cf@gmail.com
abraço

Alexandro F. disse...

ah sim... quando digo "esse projeto da petrobras" é porque já existe o cine br em movimento. um projeto onde a petrobras proporciona intinerancia de filmes... geralmente, propostas de cineclubes intinerantes, a empresa tenta enquadrar nesse projeto já existente... mas podemos formular um projeto com a perspectiva que vc sugere e tentar conseguir apoio da petrobras... tô dentro
abraço

xacal disse...

Caro Alexandro...
Montemos então um projeto, e apresentemos ao balcão de patrocínios da Petrobrás...junto com algumasa empresas de Campos dos G..
Não tem um dono de Jornal que se diz cinéfilo...?boa hora para ele coçar o bolso..
Tantos bancos tentam associar suas marcas a cultura e responsabilidade social, taí o apelo...

Alexandro F. disse...

vamos montar o projeto então...
quanto ao dono de jornal cinéfilo... quando, no meu texto, eu falo da falta de respeito em dizer que campos tem um cineclube, quero me referir a ele... que tem um certo projeto que nada mais seve de mecanismo de inflar ego...
tudo que ele estiver envolvido estou fora... acho que vc me entende...
abraço

xacal disse...

Foi só um provocação...heh,heh,heh...
Daqui a algun dias entro em contato eplo seu e-mail...
na volta do feriado...
Temos que dar uma estudada na lei municipal, estadual e federal de incentivo...pode ser uma laternativa de financiamento, caso a Petrobrás ou outras empresas não apóiem...