sábado, 22 de março de 2008

A construção de um estadista....


Eleições e mineração. Só temos resultado após a apuração...

Nos EEUU a disputa entre três outsiders do establishment torna a corrida a White House, no mínimo curiosa...

John Mccain é um maverick, aquilo que os estadunidenses associam a durão e justo, um cara com os "cojones" de Clint Eastwood, ou John Wayne, mas com senso de justiça de Morgan Freeman...John Mccain já veio "carimbado" com a estirpe dos grandes heróis nacionais, à custa de muito sofrimento e tortura, em uma prisão vietnamita...Da qual recusou ser libertado, sem que todos os outros prisioneiros também fossem...

A óbvia Hilary, embora seja egressa da tradicional atmosfera política de Washington, traz consigo a questão de gênero...

Sobre Barak Obama recaem os demais adjetivos: preto, origem pobre...um self-made man...

A divulgação do discurso de Jeremiah Wright, pastor da congregação que Barak freqüentava ateou fogo na discussão racial, que até então, os marqueteiros de Obama, cuidadosamente evitavam, ou relegavam a segundo plano...

Era necessário conquistar o voto dos não-pretos, e os votos raciais já estavam garantidos...Para que acirrar os ânimos...?

Os EEUU têm pela frente mais uma vez a oportunidade de tratar desse espinhoso tema em escala nacional, e por que não dizer, em escala internacional, dado o interesse que sua sucessão presidencial suscita no mundo...

Obama parece preparado para o embate, e de acordo com notícias do O Globo de 21/03 (pág. 26-o mundo) toda sociedade prepara-se para a polêmica...

Que grande ambiente para forjar um líder...um estadista...

Justamente o que os EEUU necessitam para recuperar seu orgulho, e a estima do resto do mundo....

Nenhum comentário: