quarta-feira, 26 de março de 2008

Informação...

A responsabilidade maior da epidemia não é da população, isso sabemos...Embora os meios de comunicação insistam nessa tese furada...
Mas não adianta, somos nós que sofremos, de uma forma ou de outra...
Como na Segurança Pública, a culpa não é nossa, mas não dá para deixar a porta aberta...
Já faz vinte anos, mais o bom treinamento me deixou algumas lembranças...
A larva do aedes movimenta-se na água de forma aleatória, com "chicotadas" da sua cauda...
Nessa ponta tem um pequeno apêndice de cor escura, diferente do mosquitoa comum anophylis na sua extremidade tem uma espécie de hélice, uma plumagem...
Outra diferença é que a larva do aedes fica perpendicular a superfície da água, como se estivesse de cabeça para baixo, enquanto a dos outros mosquitos ficam paralelas...
A larva detesta a luz, por isso, se tiver dúvida use uma lanterna...
Qualquer recipiente, qualquer um mesmo, até uma casca de ovo, pode criar larvas...e pasme até tampinhas de garrafa...
Furávamos milhares ao redor de bares e quiosques...
Não é o tamanho do criadouro...um mosquito basta para disseminar muitos ovos...e uma larva se cria em espaços minúsculos...
Quem puder doe sangue...a dengue hemorrágica apresenta como sintoma a não coagulação do sangue, o que faz ele sair por todos os "buracos" do seu corpo...a coagulação é que não deixa a gente "vazar" sangue até morrer...
Para reverter o quadro hemorrágico é necessário a aumento de plaquetas coaguladoras no sangue...com transfusões...
Por isso, muito sangue ainda é pouco...

Um comentário:

Blog Vitor Longo disse...

Beleza de texto. Beleza de alerta. Valeu Xacal.