terça-feira, 18 de março de 2008

Proposta séria...heh, heh, heh....

Não há possibilidade de volta a normalidade institucional na administração municipal, nem agora, nem com a aproximação do pleito de outubro...Que, ao contrário deve potencializar os caos que já vivemos...
Se a situação é extrema, exigem-se então medidas extremadas...
Renúncia do prefeito, vice-prefeito e vereadores...
A TRolHa propõe a entrega do poder público municipal ao Presidente do Judiciário Estadual, que distante dos embates políticos, e imaculado das denúncias que inviabilizam os grupos que disputam o poder local, poderia realizar a transição para a retomada da normalidade democrática nesse município...
Seriam mantidos apenas os serviços essenciais...suspensos todos os shows, contratos sob suspeita e obras desnecessárias, como praças, por exemplo...
As empresas que quiserem participar de licitações deverão depositar o mesmo valor do contrato em conta judicial como caução, que receberão de volta após a normalização do período de exceção...
Leilão de todos os carros oficiais que servem a secretários, subsecretários e ao prefeito...
Cancelamento da subvenção da PMCG a Exposição Agropecuária...
Todos os servidores não-estáveis que desempenhem funções não-essenciais serão exonerados...
Extintos os contratos de publicidade da PMCG...
Convocação de aposentados para ocupar funções na administração, com adicional de 50% sobre os vencimentos já percebidos pela inatividade...
Cancelamento da cessão de todos os servidores municipais a outros órgãos, ou a parlamentares, desde que não haja prejuízo irreparável para esses órgãos...
Suspensão de todas as licenças-prêmio...cancelamento das férias até dezembro de 2008...
Extintos todos os convênios da PMCG, com pagamento apenas das pendências, desde que os responsáveis disponibilizem bens a penhora (de valor correspondente) para cobertura de possíveis irregularidades...
Suspensão da execução orçamentária...Adoção da execução por duodécimos do exercício anterior...até que se concluam as investigações e se revejam atos suspeitos dos parlamentares...Como liberação de emendas para entidades as quais têm interesse imediato...
Congelamento de todos os processos de concessão de incentivos do Fundecam...
Negociação com Estado e União para adiantamento imediato de 50% dos repasses previstos para o exercício de 2008, para que sejam pagos, se possível, todo o passivo que não esteja sob suspeita...
Levantamento e execução imediata de toda a dívida ativa, com desconto para os que pagarem à vista seus débitos...que podem ser quitados com serviços e bens ao erário público municipal...
Quem topa...?
Já dá para recomeçar de verdade, o que vocês acham...?

PS: No caso do combate a dengue, e o tratamento emergencial dos infectados o Governo Federal disponibilizaria o corpo médico das Forças Armadas, como fez na crise da saúde da capital, com instalação de hospitais de campanha e com utilização de praças como agentes de endemia...

Nenhum comentário: