sábado, 22 de março de 2008

Morde e assopra...

Será que alguém pode imaginar que governará uma cidade a partir de factóides e olhando para o retrovisor...?
Tudo bem, é preciso deixar claro o estado das coisas, mas e daí...?
Nenhuma proposta séria que substitua o descalabro e impeça que os mecanismos de sangria sejam utilizados de novo...
Muito pelo contrário, descobriu-se através do leitor Marcos Antonio (post abaixo) o primeiro telhado de vidro do Avelino Ferradura de Torquemada...
Será que alguém acreditava que com os filhotes do Napô a coisa seria diferente...?
Será que ninguém se lembra do escândalo que foi a compra de eletro-eletrônicos para a SMEC na loja falida do marido da Auxiliadora Teletubbies ....?
Qual era mesmo o nome da loja... TRI-SOM, não...?
Será que alguém já respondeu de onde vieram os 280 mil reais encontrados na sede do PMDB, em 2004, nas eleições, com Suledil & CIA....?
O estilo RH de denunciar as fraudes e ao mesmo tempo dizer que não perseguirá ninguém já foi desmascarado...A senha é: ou vem para meu lado, ou vai para a vala...É a técnica morde e assopra...

4 comentários:

Anônimo disse...

Uma coisa ainda não ficou clara (ao menos pra mim): e a situação dos contratados?
Quando teremos notícias do tal recadastramento?
Aliás, o que impede um fantasma de se recadastrar mesmo?

Anônimo disse...

Alguém sabe dos processos judiciais? Em que pé estão? E a rapaziada do TCE já chegou como anunciado?

Gustavo Alejandro disse...

xacal, respondendo a teu post no urgente sobre o cine clube, não me vejo aguentando pressões da Petrobras. A minha ideia é criar um espaço onde possa se exibir com liberdade de critério pessoal. Estando patrocinado por uma empresa como aquela, logo vão fazer sugestões para passar filmes de interesse nacional e cultural, que costumam ser os piores (ex:^Olga^). Não tenho pique para isso.
Outra coisa, acho que está pegando pesado com o pessoal do Urgente. São gente boa, rapaz.

xacal disse...

Don Alejandro...é sua questão de estilo...mas gosto de todos eles, são apenas umas "chacoalhadas" para retomarem o rumo...
Concordo com sua tese...mas o que propus ao Alexandro F. é um projeto cultural autônomo, disputando verba no balcão que eles dispõem, se for rejeitado, passemos para outras formas de financiamento...entraremos em contato...vamos amadurecer a idéia...

Anônimos: é lógico que todos os fantasmas se recadastrarão...a informação teria que vir das secretarias...e se necessário fosse, um lista fornecida pelos bancos com os repasses dos salários, com ordem judicial...

É tudo para distrair....