quarta-feira, 16 de abril de 2008

Algumas ponderações sobre o combate a dengue...

Ontem recebi a visita de dois bombeiros para realização da visita para tratamento e verificação de possíveis criadouros...
Ao vivo, e à cores, pude constatar o que já desconfiava, e inclusive, havia denunciado aqui...
A total falta de treinamento e capacitação dos agentes, que embora muito simpáticos não tem a mínima noção do trabalho a ser desempenhado...
Mais uma vezes estamos à deriva, à mercê do improviso dos nossos governantes...
Primeiro, não é necessário dois agentes para a visita de um apartamento de 70 metros quadrados...
Visitas em duplas, apenas sob a anuência do chefe de equipe que avaliará a necessidade...
Caso contrário, continuaremos a despediçar recursos humanos que não temos..
O mais importante foi a qualidade do trabalho(?), que se resumiu a despejar larvicida nos ralos...
Os demais cômodos sequer foram vasculhados, nem uma pergunta sequer sobre vasos ou depósitos com água...
Educação sanitária e ambiental inexistente...
Desse jeito, poderemos contratar 50 mil agentes e o resultado epidêmico será o mesmo, apenas mais caro...

Um comentário:

Blog Vitor Longo disse...

Sempre desconfiei de quem se auto intitula o bom, ou como se diz na gíria, o "bam-bam-bam".

O presidente do órgão responsável pelo efetivo combate a epidêmia é uma dessas pessoas.

Conseguiu o cargo através de um amplo investimento em mídias diversas como sendo "o cara" que mais conhece de dengue.

Criticava o então prefeito Arnaldo, criticava o ex-secretário de saúde, Mocaiber. Até que conseguiu, por pressão e auto divulgação o cargo.

A máscara dele caiu. Aí está a sua verdadeira face de expert em Dengue.

Tá (ou talvez não) na hora de limpar, como diz o "Napô" da Lapa.