terça-feira, 29 de abril de 2008

Ato falho...

Agora cedo, em entrevista ao programa oficial da PMCG, alexandre macabro deu uma escorregada que deveria chamar a atenção dos promotores federais ou estaduais...

Para responder questões do PSF, e do seu financiamento, bem como a questão de concurso, macabro disse que as verbas federais apenas são utilizadas na compra de medicamentos e na manutenção da infra-estrutura dos postos...

Ok, tudo bem...mas na seqüência, macabro deixa escapar que as contratações são custeadas com verbas municipais...e ROYALTIES...ué, não havia ou há proibição para utilização desses recursos na contratação e pagamento de pessoal...?

Deixo a dúvida aos especialistas e quem puder responder...pode ou não pode...?
Se for proibido, cabe uma interpelação ao prefeito para explicar sua fala, ou não...?

4 comentários:

Anônimo disse...

É, infelizmente o Dotô volto, enquanto Rh enfrentou durante os dias que esteve a frente da prefeitura uma dificuldade pra pagar a folha de pessoal sem tirar dos royalties, se preocupando em não cometer nenhuma ilicitude, Mocaiber já mostra que não se preocupa com isso, em breve veremos a volta da farra na prefeitura. Logo logo os fantasminhas estarão assombrando o CESESC novamente...

José Amaro Jr. disse...

eu não sei bem mas pelo que parece, não pode pagar a folha de pagamento de pessoal efetivado, o que acontece e que se criam programas sociais que tem verba própria e pode pagar os contratados desse programa com o dinheiro dos royaltes.

Roberto Moraes disse...

O José Amaro matou a charada. Hoje pagam DAS, convênios e contratos de prestação de serviços e até diretamente de pessoal, só que não do quadro.
Uma farra já comprovada no Boletim Royalties Petróleo & Região da Ucam.

Abs

Anônimo disse...

Tadinho de RH. Tão bonzinho, tão honestozinho, tão, tão... dá até peninha... tão ligadinho ao mafiozinho da Lapa, tão subservientizinho, tão... tão... tão fantochezinho, tão marionetizinha... volta pro seminário, RH... leva seu patrão e pede a Deus pra redimir a alma desse pobre coitado!