sábado, 26 de abril de 2008

Importante primeiro passo...Sin se puede....

A despeito do sentimento de nostalgia despertado na militância, e de toda uma catarse entre militantes de várisas de gerações (08 a 80), a avaliação da maioria é que foi um sucesso...a distinção entre as análise repousa no alcance da repercussão do ato público...
Ainda é cedo para diagnosticar se houve uma "chacaolhada" na letargia cívica campista...
Rompemos a inércia...mostramos capacidade de articulação adormecida há muito tempo, e que nem sabíamos mais possuir...

Foi legal ver crianças no aprendizado democrático...ótimo ensinamento dos pais...
Outro ponto importante foi a manifestação "parasita" do napô da lapa, que mesmo com recursos para convocação muito superiores, e na carona do "chega de palhaçada", reuniu menor quantidade de manifestantes...sem falar nos oradores que disputavam o "puleiro" elétrico....
Barbosa Lemos & famiglia, Nelson "Cahim", dentre outros...

Nem vale à pena analisar a "manifestção" dos MACABROS...ridícula demonstração de falta de bom senso e vergonha na cara...!

Com todo efeito motivador de um evento como esse, não cabe descansar nos "louros" da vitória...ocaminho é longo e árduo, e apenas demos o primeiro e fundamental passo....

Parabéns a todos nós e a Campos dos G....Nenhum incidente e a sensação de que começamos a escrever novas páginas de nossa história...

6 comentários:

Gustavo Rangel disse...

valeu parceiro...foi o primeiro passo sim, esperemos outros maiores ainda...

Anônimo disse...

Olá assim como fiz no post do Ricardo André, faço o mesmo por aqui, queria muito ter participado da manisfestação organizada por vcs, mas estava de expediente e não pude participar , mas espero em outras oportunidades está junto a vcs quero abraçar esta causa e levantar a bandeira junto com vcs como cidadão campista,"quero um novo caminho!"
Forte abraço, contem comigo numa próxima manifestação!

edwardovieira@gmail.com

Roberto Moraes disse...

Caro Xacal,

O Caminho realmente é longo, mas nenhum roteiro é seguido sem o primeiro passo.

A autenticidade dos argumentos cria a garra necessária para o enfrentamento.

Quem hoje reclama dele há vinte e dois anos se pretendeu alternativa.

Cumpramos o nosso papel.
Abs,

Anônimo disse...

Quase q as 2 facções se enfrentaram numa transversal do Calçadão,quando os adeptos do Doktor Makabro avançavam impávidos
num caveirão,digo trio elétrico... Foram salvos pelo gongo da PM,condenados pelo senso de ridículo.

Luiz Felipe Muniz disse...

Não pude comparecer, a atividade off-shore cria alguns vácuos sociais...mas o tempo todo torcia para o sucesso que parece que foi na palavra e nas imagens de vcs - blogueiros - e outros participantes avulsos empolgados com a singular manifestação, após anos de ausência das ruas, das praças, dos espaços públicos...sem a manipulação perversa dos tolos...

Acredito que com a velocidade com que tudo hoje está se dando (?!), também em nossa região uma tomada de consciência pode acontecer muito rapidamente...

Sigamos em frente...a reflexão íntima deve nos servir e ajudar a conduzir a coisa para uma melhor estruturação...para além dos modelos ultrapassados de mobilização de massas acéfalas...

Parabéns a todos!!

Anônimo disse...

Xacal
Cê tá de sacanagem... Tu tens uma capacidade enorme de analisar as coisas em Campos,mas Garotinho ainda empolga porque encarna a oposição a Mocaiber e Arnaldo, embora ele tenha sido do outro lado. Mas o cara foi brilhante, fazendo belissimas comparações de imagens e usando de algumas metáforas no melhor estilo Brizola, ele dá um banho em qualquer um com um microfone, porque o eleitor identifica nele o cara que peitou tudo isso. Se não fosse ele, seu espírito combativo e seu poder de articulação, não seria possível a Telhado de Vidro.O evento dele teve gente, sim, embora feito em cima da hora. O movimento de vocs foi louvável, Campos precisa despertar,espero que todo sábado vcs estejam no boulevar para dizer que Campos está indignada com isso, mas Garotinho não é o maior inimigo do povo de Campos. Um cara que construiu 40 creches, dezenas de escolas, o Trianon, criou uma política de apoio a criança e ao idoso, ao pequeno produtor, investiu no Farol dando vida de praia turistica, sem essas safadezas de shows de hoje... Enfim, acho que faleu demais. Saudações alvi-anis.