quarta-feira, 23 de abril de 2008

A inflexão de RH...

Após a crise de 18 de abril, RH, que ensaiava um movimento de autonomia em relação a garotinho, fez um recuo brusco e retornou ao "ninho da lapa"...
A necessidade de meios de comunicação, onde se dá boa parte da luta política local, e o medo de perder a coesão do governo provisório e precário, faz com que RH ceda aos desejos de garotinho e aumenta seu espaço na administração com a exoneração dos últimos dois secretários, Sivaldo Abílio e Elizabeth Oliveira...
RH perdeu a grande oportunidade de "fazer uma concessão" ao seu chefe, sem deixar de imprimir seu estilo próprio...exonerar os dois, mas extinguir essas secretarias inúteis...a estrutura da Campos Luz, além de não funcionar, pois a cidade vive às escuras, pode e deve ser absorvida por qualquer outra secretaria ligada a infra-estrutura, como obras...Já a Secretaria de Justiça é até uma ironia, um sarcasmo com o eleitor...O atendimento jurídico gratuito é exclusivo da Defensoria Pública, a esse órgão deverá ser entregue, sob forma de convênio...

RH demonstra não ter estofo para articular em torno de si forças políticas independentes, talvez lhe falte credibilidade...que diminui à medida que se aproxima do Napô....

O dilema de RH sobrevive à sombra de seu desejo de viabilizar sua candidatura, pelo menos a vice...No entanto o grupo que comanda o PMDB já demonstrou que esse caminho não será trilhado...

Nenhum comentário: