domingo, 27 de abril de 2008

Segundo turno...

Se forem mantidos os resultados da enquete, com Dom Roberto Moralles em primeiro com 47% das intenções de voto, seguido pelo Arnaldo Popozão Melancia Vianna com 23%, teremos uma simulação de segundo turno...

A próxima enquete apresentará os nomes de Dom Roberto e Arnaldo Popozão...aguardem

3 comentários:

Anônimo disse...

Será que estamos vendo o inicio da montagem da terceira via. Tomara que sim.
Conferir no link abaixo.




http://robertomoraes.multiply.com/photos/photo/52/31

Unknown disse...

Xacal

Apesar da pesquisa não ter seguido os rigores científicos, ela é importante, por demonstrar a tendência de uma parcela da população de nossa cidade.
Acredito, porém, que apesar de ser uma amostra muito pequena e não estratificada, ela espelha o anseio por mudança, dos vários segmentos da sociedade campista.
O problema é que esses segmentos, até o momento, não possuem organização e muito menos representantes, para externar o seu descontentamento e a sua esperança de mudança. Certamente é por isso que se ouve, cada vez com mais freqüência, de boca em boca, a propaganda pelo voto nulo ou em branco, como forma de protesto.
Pela minha forma de ver as coisas, o voto nulo ou em branco é a ultima possibilidade , quando todas as outras se esgotaram, o que no meu entender, ainda não é o caso. Ainda temos uma remota esperança de mudar essa situação, depende somente de nós.
Devemos iniciar, imediatamente, um movimento supra partidário, para discutir uma proposta viável e consensual de governo e dar inicio no arregimentamento de apoios, junto à população de nossa cidade.
É de fundamental importância, termos um mínimo de organização, além de um grupo articulado, para agregar as pessoas, discutir os rumos do movimento e coordenar a discussão da proposta de governo.
Temos muito pouco tempo, para realizar a discussão, articular o movimento e levá-lo para a sociedade.
Precisamos ir à luta, urgente. E como os movimentos sociais, apesar de extremamente democráticos, são lentos nas decisões e não podemos perder mais tempo, acho que é hora de alguém com maior representatividade junto à sociedade e com poder agregador, como o professor Roberto Moraes, dar o pontapé inicial.
Não devemos ser ingênuos e nem voluntaristas, porque sabemos que esse ambiente é propicio ao aparecimento de oportunistas e demagogos. Temos somente, que ficar atentos, mas não devemos e não podemos ser sectários, donos da verdade e da virtuosidade.
Esse movimento para dar certo e não morrer no nascedouro, como quase todos os movimentos populares, que se perdem na falta de objetividade, nas vaidades de seus membros, com pecuinhas e com questiúnculas pessoais, tem que ser alegre, organizado, supra partidário, como foi a manifestação de sábado, e aberto a todos os campistas que estão interessados em colaborar na discussão de uma alternativa nova e viável para a nossa cidade.
À hora é essa.
E como diria Geraldo Vandré: “quem sabe faz a hora, não espera acontecer”.

Um abraço

xacal disse...

Senhores...

obrigado pelos comentários...