sexta-feira, 30 de maio de 2008

A resolução da ALERJ...

Por 40 votos a 15, os deputados decidiram aprovar um decreto legislativo para a soltura do deputado álvaro lins...

Sem comentários...

Placar da ALERJ:

Confira como foi a votação na Alerj

Votaram contra a revogação da prisão de Lins

1 - Alcides Rolim (PT)
2 - Alessandro Molon (PT)
3 - Cidinha Campos (PDT)
4 - Comte Bittencourt (PPS)
5 - Fernando Gusmão (PCdoB)
6 - Flavio Bolsonaro (PP)
7 - Gilberto Palmares (PT)
8 - Inês Pandeló (PT)
9 - Marcelo Freixo (PSOL)
10 - Nilton Salomão (PMDB)
11 - Olney Botelho (PDT)
12 - Paulo Ramos (PDT)
13 - Rodrigo Neves (PT)
14 - Sabino (PSC)
15 - Wagner Montes (PDT)

Votaram a favor da libertação de Lins

1 - Alessandro Calazans PMN
2 - Anabal PHS
3 - Aparecida Gama PMDB
4 - Atila Nunes DEM
5- Audir Santana PSC
6 - Beatriz Santos PRB
7 - Chiquinho da Mangueira PMDB
8 - Coronel Jairo PSC
9 - Délio Cesar Leal PMDB
10 - Dica PMDB
11 - Dionisio Lins PP
12 - Domingos Brazão PMDB
13 - Dr. Wilson Cabral PSB
14 - Edino Fonseca PR
15 - Edson Albertassi PMDB
16 - Fábio Silva PMDB
17 - Geraldo Moreira da Silva PMN
18 - Gerson Bergher PSDB
19 - Glauco Lopes PSDB
20 - Graça Matos PMDB
21- Iranildo Campos PTB
22 - João Pedro Figueira DEM
23 - João Peixoto PSDC
24 - Jorge Babu PT
25 - Jorge Picciani PMDB
26 - Luiz Paulo PSDB
27 - Marcelo Simão PHS
28 - Marco Figueiredo PSC
29 - Marcus Vinicius PTB
30 - Mario Marques PSDB
31 - Natalino DEM
32 - Paulo Melo PMDB
33 - Pedro Paulo PSDB
34 - Rafael Aloisio Freitas DEM
35 - Rogerio Cabral PSB
36 - Ronaldo Carlos de Medeiros PSB
37 - Sheila Gama PDT
38 - Sula Do Carmo PMDB
39 - Tucalo PSC
40 - Waldeth Brasiel PR

Faltaram à sessão:

1 - Alair Correa (PMDB)
2 - Altineu Cortes (PT)
3 - Alvaro Lins (PMDB)
4 - André Corrêa (PPS)
5 - André do PV
6 - Armando José (PSB)
7 - Graça Pereira (DEM)
8 - Jodenir Soares (PTdoB)
9 - José Távora (DEM)
10 - José Nader (PTB)
11 - Marcos Abrahão (PSL)
12 - Nelson Gonlçalves (PMDB)
13 - Pedro Augusto (PMDB)
14 - Roberto Dinamite (PMDB)
15 - Zito (PSDB)

Os nomes em itálico são parlamentares da região...

2 comentários:

Anônimo disse...

O papel da polícia foi feito. Se irão soltar agora, vamos esperar o julgamento. A questão é: ele vai fugir? Vai atrapalhar o processo se estiver solto?

Agora é estranho esse poder do Legislativo Estadual em decretar a soltura de um membro seu. Ainda mais quando de um crime cometido por indivíduo que ainda não era deputado estadual.


O que se espera é que o Judiciário tenha uma conduta que dignifique. As escutas foram claríssimas! Vamos e venhamos, ora!

Abraços,

Beremiz

Blog Vitor Longo disse...

Sem comentários para você caro Xacal. Eu vou comentar esse corporativismo legislativo. É vergonhoso. A lei, como diz o dito popular: é feita para os três p's.

Se fosse um cidadão comum estaria ainda no "galinheiro". Mas....