terça-feira, 22 de julho de 2008

Manipulação descarada...

Há um sofrimento generalizado em torno da questão do PSF nesta cidade que tem uma única origem...

A utilização do serviço público como forma de angariar votos...

A idéia de um programa de atendimento preventivo de saúde, com monitoramento e acompanhamento de doentes crônicos, endemias, etc, etc, é bastante eficaz no alívio a sobrecarga de atendimentos ambulatoriais, na melhoria de aspectos pré-natais e redução de mortalidade infantil, etc...

Toda essa utilidade e necessidade naufragaram no uso "eleitoreiro" pelo governo alexandre macabro...
Agora, montam-se argumentos para explicar o inexplicável, para criar emrgência onde não há...

O cinismo dessa gente é grave, e a tentativa de "salvar" seus "contratados" é desesperada...O candidato oficial, arnaldo popozão melancia vianna depende desse contingente, junto com os "terceirizados" que nem deveriam existir, para consolidar seu capital eleitoral...

Desde o início, a TRolhA e seus redatores sempre apontaram que não há alternativa para o PSF que seja fora do concurso público...

Repetimos: não há nenhum estudo ou análise séria que determine que houve mortes por ausência de funcionamento do PSF, e se assim for, tanto mais grave, pois a rede de assistência de saúde de um município de 500 mil hab e com tantos recurso não pode se restringir a uma únca alternativa, ou melhor, não contar com alternativas para esse problema que se arrasta desde o início do programa...

Se houve mortes que tenham causa a ausência do psf, essas devem ser atribuídas aos gestores desse município, que tentam impor sua estratégia eleitoral em detrimento da administração e dos munícipes...

Não há atalho, e em ano eleitoral, o pior prefeito da história, alexandre macabro, omisso e cínico, deixa de adotar as medidas necessárias, alongando a "novela" com apoio de meios de comunicação que são "sócios" desse modelo administrativo...

A Justiça, o MP fazem seu papel de fiscalizar o cumprimento da Lei...
Serviço público=concurso público...

7 comentários:

Anônimo disse...

Onde estão as Unidades municipais de saúde(UMS), os chamados Postos de Saúde? Campos tem por volta de 100, distribuídas pelos bairros e distritos, cada uma com, pelo menos, um Clínico Geral, um Pediatra e um Ginecologista. Sem contar que os Polos do PSF, salvo algumas exceções, tem distribuição mais central, dentro do município. A periferia sempre contou com as UMS.
É tudo prá inglês ver! Aliás, para inglês não ver, o sistema de saúde deles, é exemplar.

Anônimo disse...

Boa Frase

Serviço Público = Concurso Público


e acabou!!!!

Anônimo disse...

Os comentários e a postagem principal são pertinentes mas é preciso não se generalizar.Existe nessa administração atual alguma reserva moral em relação a serviços que estão sendo prestados inclusive nessa área aí desse assunto e do jeito que estão reinvindicando nos comentários.È só pensar um pouquinho que vcs.vão encontrar.

Luis disse...

Amigos
Trabalho no serviço publico de saude há 22 anos.
Nem quero discutir a legalidade do concurso publico, mas venho a este espaço defender a ideia de manutenção (ilegal ou não, eleitoreira ou não) do PSF de Campos enquanto o concurso não vem.
Independente de ter havido ou não mortes por culpa de sua desativação, é inegavel que o trabalho do PSF é importante e sua falta tem comprometido a saude de nossa população.
Vejo isso no PU de Guarus onde trabalho.
Dezenas de crianças que não são atendidas no básico porque o "postinho perto de casa" está fechado.
Que ganhe legalidade sem suspensão.
Nem a politicagem da PMCG nem o emprego de contratados.
A unica tese que defendo aqui é a assistencia (e a que o PSF promove tem caracteristica diferente da efetuada pelas UMS) à população.
Como pediatra assisto muito triste à esse fardo que nosso conterraneo sem recurso tem vivido.
Nada contra concursos. Nada a favor de governos. Apenas o lamento de ver a população pagar o preço injusto por algo tão básico.
:(

Anônimo disse...

Caro Luís, a demanda é grande por causa da falta de estrutura de saúde básiica em nossa cidade, e coo disse, falta de médicos em postos de saúde. O PSF nãotem como arcar com essa carência, pois serve de ponte para o atendimento dessa clientela, principalmente em postos de saúde. PSF mantém uma equipe multidisciplinar que avalia e envcaminha para o atendimento necessário, ou seja, nos postos de saúde. Portanto, não adianta sua manutenção sem os outros setores atuando, pois PSF não é curativo...E já que existe há 10 anos, tiveram tempo de sobra para regularizar essa situaçlão. É necessário dar um basta nesta história. CONCURSO PÚBLICO JÁ!!!E SEM ROUBALHEIRA E VENDAS DE GABARITO(OU DOAÇÃO DO MESMO).ESTAMOS DE OLHO!!

Anônimo disse...

O PSF, conceitualmente é, e tem que ser, resolutivo e não uma equipe de triagem. Originalmente a idéia é que com a implantação do distrito sanitário, o PSF venha substituir gradativamente as UMSs.
Na prática, em nosso município, o PSF nunca foi de fato implantado. Não temos um serviço de referência e contra referência eficiente (quem trabalha nas UMSs também sente isso), os exames são limitados, com a justificativa absurda de que alguns só podem ser solicitados por especialistas. Com isso, muitas vezes a autorização de uma ultrassonografia é negada e o paciente acaba tendo que ser encaminhado para um especialista, quando se consegue a vaga, fazendo com que ele se desloque de sua comunidade, desnecessáriamente, tirando a vez de quem de fato necessita do encaminhamento.
A assistência diferenciada de fato não existe,já existiu! Nos últimos tempos os profissionais do PSF, que deveriam ter dedicação exclusiva compareciam ao polo 2 a 3 vezes na semana e num só período do dia, por estarem em outros empregos. Como culpá-lo? Nos últimos 3 anos o PSF foi interrompido algumas vezes e a cada interrupção eram meses sem salario. A rotatividade de mão de obra virou marca, pelo menos dos profissionais de nível superior. As reuniões de equipe desapareceram , as ações preventivas foram diminuindo e acabou se tornando um ambulatório, como em qualquer UMS.
Por isso, acredito que a falta que o PSF faz é a mesma que faz uma UMS, ou seja, falta uma atenção básica funcionante.

Xacal disse...

parabéns ao comentaristas pelo nível do debate.