sexta-feira, 18 de julho de 2008

Mundo cão...

Ameaça via telefone...
O governo Libanês denuncia: Israel violou a resolução do Conselho de Segurança da ONU 1701,(UNSCR-United Nations Security Council Resolution 1701) e invadiu a rede de telecomunicações libanesas, em ataque frontal a sua independência e soberania...

O governo israelense divulgou em telefonemas a cidadãos libanseses uma mensagem gravada onde dizia: "Não deixem o Hezbolah arrastarem vocês em uma nova guerra porque vocês obterão a mesma resposta da guerra Israel-Líbano em julho e 2006"...

O secretário -geral da ONU, Ban Ki-moon e o comandante das forças internacionais da ONU no Líbano, General Claudio Graziano receberam um protesto oficial do governo libanês...

Como se vê, Israel continua a fazer o que bem entende com o salvo-conduto dos seus sócios estadunidenses...



Violência policial made in Rio...
A revista The Economist traz um artigo positivo para administração do (des)governador cabralzinho, ursinho puff...
Traça uma análise das finanças do Estado, que de acordo com o artigo saiu de um déficit de U$ 100 mil para um supertávit de US$ 700mil...
Realça ainda o acordo com a alemã TyssenKrupp para a construção de uma metalúrgica, nomeado como o maior investimento estrangeiro do ano no país...

Ao mesmo tempo a revista traça um panorama da violência policial, o crescimento do número de mortes em confrontos com a polícia, e a desastrada ocupação do Morro do Alemão, onde a publicação detalha o convívio diário de comerciantes, traficantes e policiais....

Não escapou nem a desastrada ocupação da Providência pelo Exército e o assassinato dos três jovens, a implicação de Crivella no caso, pelo aspecto político-eleitoreiro...

Finalmente, desce a lenha no casal garotinho napoleão, celebrados como tele-evangélicos populistas e incompetentes...



Esfarrapadas...
O jornal francês Le Figaro traz as "desculpas" de Álvaro Uribe, presidente colombiano, por ter usado indevidamente o símbolo da Cruz Vermelha na operção resgate de Ingride Betancourt...Adepto da política do atira e invade primeiro, para perguntar e desculpar depois, Uribe parece muito com nosso scretário de (in)segurança Beltrano e seu chefe cabralzinho...Fazem lambança depois pedem desculpas...quase sempre esfarrapadas e inócuas...


Fontes: Revistas Alljazeera e The Economist, Jornal Le Figaro.

Nenhum comentário: