sábado, 30 de agosto de 2008

A dança dos números...

Todos os outros blogs já divulgaram os resultados da pesquisa ibope/intertv...
O empate de arnaldo popozão e rosinha ex-garotinho napô em cerca de 36, 37% não é novidade, e cristaliza uma polarização que todos já enxergaram há muito...

Façamos uma análise um pouco distinta do desempenho dos candidatos, e olhemos o quadro todo...

Podemos dizer que o desempenho dos dois principais competidores revela um fracasso retumbante de ambos...
Nenhum dos dois avançou quase nada em relação ao capital eleitoral que os grupos detinham antes do pleito...

Do candidato chapa branca, arnaldo popozão melancia vianna já se esperava que empacasse nesses índices, pois a utilização da máquina pública como instrumento político parece dar sinais de desgaste...
Adicione-se o fato de arnaldo estar em campanha há muito tempo, o que lhe confere alguns benefícios... Mas os efeitos da operação telhado de vidro lhe trouxeram ônus maiores nessa exposição prolongada...
A manutenção de seus níveis de aceitação junto a um pouco mais de 1/3 do eleitorado deve-se ao enorme aparato de mídia a seu favor, a máquina administrativa e ao grande núemro de vereadores que tentam a reeleição estarem em sua campanha...

Por outro lado temos rosinha ex-garotinho napô...À primeira vista, seus partidários e correligionários comemoram seus resultados, mas quem enxerga um pouco mais além, sabe que não é para tanto...
Trata-se de uma governadora de Estado que havia sucedido seu marido, também governador...Manter apenas 1/3 do eleitorado, número parecido ao atingido por pudim não é algo a se comemorar, afinal pudim era em 2004 o que se chama no jargão político de "poste", enquanto rosinha ex-garotinho é uma das figuras de ponta do clã da lapa...

É verdade que rosinha ex-garotinho napô desembarcou na campanha mais tarde que arnaldo popozão...
Mas para o efeito "novidade", que imaginavam seus estrategistas, essa aparente desvantagem deveria reverter em um apoio maior da população, já cansada e farta das denúncias de corrupção que pesam sobre alexandre macabro e seu candidato: arnaldo popozão...

Ao que parece, o povo não vislumbrou em rosinha garotinho ex-napô tanta novidade assim...
Mesmo tentando, desesperadamente, desvincular sua candidatura do nome de seu marido, garotinho napô, a população parece não estar convencida dessa autonomia da candidata...
E ainda se ressente das péssimas administrações do casal no governo do Estado...

O empate técnico demonstra que os dois grupos dividem ao meio o eleitorado, justamente por representarem a mesma maneira de fazer política e de administrar a cidade...
São as duas facções de um mesmo modelo e contam com eleitores, que na sua maioria detêm espectativas muito parecidas, e de forma intuitiva se dividem, pois sabem que não há espaço para satisfação de suas necessidades/interesses em um lado só...

Caberá aos "estrategistas" avançarem desse ponto-limite das candidaturas...

4 comentários:

Anônimo disse...

Xacal, o que me impressiona é que depois de tanta "porrada" que o grupo do garotinho tomou, ainda consegue liderar uma disputa para a prefeitura.

Arnaldo entrou na campanha de salto alto, diziam seus correligionários que a disputa estava ganha, só que ainda depois de todas circunstâncias que "queimaram" a imagem de Garotinho em todo estado, não se pode subestimar um casal que já provou ter muita força política e que diferente do grupo de Arnaldo, consegue sobreviver fora da máquina pública.

Acho que Rosinha ganha, a divulgação da pesquisa favorece ela, tira muita gente de Arnaldo da ilusão. Vejo uma ponta de esperança nessas eleições, acho que se Rosinha prevalecer, o grupo de Arnaldo não vai sobreviver 4 anos sem máquina, vai diminuir e perder espaço, em política não existe vácuo, por isso alguém vai ocupar este espaço e como há muitos que não gostam do casal, pode surgir um grupo novo, esse grupo novo poderia ter surgido nessas eleições com o PT, mas o PT não soube aproveitar isso, mas acho que é possível ainda o PT no proximo pleito ocupar este espaço, vamos ver.

Xacal disse...

Para tanto, o ex-pt terá que se reiventar...

Se considerarmos que há cerca de 20 a 30% do eleitorado à deriva, de acordo com a leitura das pesquisas, as chances para uma renovação nunca foram tão reais quanto as que perdemos agora...

É verdade que o jogo foi pesado, com a manipulação descarada da folha, "o auxílio luxuoso" de feijó e principalmente: a postura vergonhosa e míope do grupo majoritário do ex-pt...

Continuo a entender que tanto arnaldo quanto rosinha estão muito aquém do que imaginavam...

arnaldo achava que a máquina e o clientelismo apagaria boa parte dos prejuízos da telhado de vidro...

rosinha achava que sua candidatura era novidade e desvinculada do desgaste do marido...

os dois estavam errados, e os números comprovam...

trolha de elite disse...

O pior de tudo é que tudo se resume entre votar em "popozão sujo" e "rozinha bunda mal lavada" !!

VOTO EM BRANCO!!

Anônimo disse...

Para fazermos redistribuição de renda na cidade de Campos só tem uma maneira: Votar no grupo político rival , só assim a roubalheira , que parece não ter fim seja qual for o grupo que assuma , muda de mãos . É a distrubuiçãom de renda na terra do petróleo !!