domingo, 24 de agosto de 2008

Emergência de araque...

Já virou costume o cachimbo, e pelo jeito a boca já está definitivamente torta...

Depois de enfrentar uma avalanche de denúncias sobre sua administração, e ter sido afastado durante 43 dias, na operação policial telhado de vidro, e assistir a prisão (até hoje) dos seus principais assessores, o prefeito alexandre macabro perdeu de vez a vergonha e reitera sua conduta...

Obras contratadas sob o símbolo da emergência foi uma das maneiras de escapar as concorrências públicas e a fiscalização dos órgãos competentes...

Agora, no distrito de Morro do Coco, a pmcg retoma a velha prática...
Com o argumento da iminência de desabamento de uma escola, a unidade denominada Felício Sarlo, na localidade conhecida como Bairro Ypiranga (Areia Branca), vão construir nova escola sem licitação, sob o mesmo signo da emergência...

A questão não é argüir a necessidade de construir um novo edifício, ou reformar o antigo...
A pergunta que antecede é: por que deixar a situação chegar ao limite da precariedade e do risco aos alunos, para então executar o serviço sem as exigências da lei, motivadas pela pressa...?

Outra questão grave para a comunidade é que os alunos serão deslocados para uma Escola a 10km de distância, e terão que ser transportados diariamente pela perigosa e mortífera BR101...

Com a palavra a secretaria de obras e a pmcg...

Nenhum comentário: