sexta-feira, 29 de agosto de 2008

Enquanto isso, no Brasil...


Cresce a pressão para a revisão dos efeitos da Lei de Anistia no Brasil...O principal argumento dos revisionistas é que os crimes praticados pelo regime brasileiro, 1964-1985, são considerados genocídio e de lesa-humanidade, portanto, imprescritíveis...

Na edição eletrônica do jornal El País, foi divulgado por autoridades paulistas que se trata do corpo de Miguel Sabat Nuet, espanhol natural de Barcelona, que foi detido pelo DOPS, e morreu em circunstâncias suspeitas...O governo declarou a época que Nuet havia se enforcado na cela, versão sempre negada por sua família...

O cidadão espanhol foi sepultado em 01 de dezembro de 1973, na periferia de São Paulo...

Se confirmadas as hipóteses de assassinato pelas autoridades militares, o caso poderá ser remetido ao juiz Baltasar Garzón, na Espanha, que poderá implicar no julgamento e prisão dos responsáveis pela justiça espanhola, haja vista que a vítima detinha nacionalidade daquele país...

Um comentário:

Anônimo disse...

Prezado Xacal,
Apenas uma insignificante correção.
A grafia correta é "haja vista".
Abç!