sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Fora da lei...

A situação dos terceirizados, cabos eleitorais pagos pelos contribuintes que sustentam a administração de alexandre macabro, e contribuem para a campanha de seu aliado arnaldo popozão melancia vianna, parece um típico caso de descaso com o cumprimento da lei...

Desnecessário dizer o óbvio...os terceirizados nem lá deveriam estar, e de nada adianta utilizar o argumento canalha: se outros fazem , nós também podemos...

Repetitiva a sentença: cargo público=concurso público...

Os terceirizados não deveriam existir, mas existem e resistem a extinção...Um "processo kafkaniano", onde o desrespeito às decisões judiciais que procuram retomar o cumprimento da lei é uma afronta ao Estado de Direito e seus poderes constituídos...

Fica a pergunta: não seria o caso de uma intervenção no município, quando a justiça não consegue fazer os mandatários cumprirem suas ordens...?

A quebra dessa obrigatoriedade em atender as ordens judiciais é uma perigosa sinalização aos demais cidadãos...

Imagine se cada um resolver seguir o exemplo de alexandre macabro, e simplesmente ignorar as decisões judiciais...?

Os recursos interpostos pela procuradoria do sucessor do alex nada mais são que medidas protelatórias, a fim de que se mantenha os "cabos eleitorais" em seus empregos até que as eleições terminem...

Será que só a justiça não enxerga...? Ou sua visão está embaçada por "milhões de argumentos"...?

2 comentários:

Anônimo disse...

muito bom, eu tenho nojo desse povo que tá lá dentro de contrato!!!

"aahh mas tadinhos deles"


Podem alguns até estar trabalhando, mas é de forma irregular. e estão tirandos as vagas de futuros concursados, não abre concurso para manter esses cabos eleitorais.

tenho vários familiares tb que são fantasma na prefeitura e outros que vão lá, é só pra ficar pendurado na internet e no telefone o dia todo!!! e o contribuinte pagando as contas.


Serviço Público = Concurso Público


Serviço Público para concursados de direitos e deveres a cumprir com o Município.

Anônimo disse...

Ass: Um Concursado!!!