domingo, 31 de agosto de 2008

Liberais...mas nem tanto....

Recentemente, o deputado federal Chico D´Ângelo intercedeu junto ao governo federal para viabilizar uma política de preço mínimo para a cana e o etanol, como forma de diminuir os riscos dessa atividade agrícola e permitir assim maior sustentabilidade ao setor...

Não há dúvidas que o setor de biocombustíveis é estratégico, e portanto merece uma atenção especial das diversas instâncias de governo...Disseminação de tecnologia, inovação, pesquisa, regulação de demanda/oferta, política de crédito e securitização de safras, etc, devem estar nas prioridades estatais...

O risco que se corre, e a sociedade deve estar atenta, é que nessas reivindicações justas do setor estejam imbutidas a boa e velha "rapinagem" dos recursos públicos, para dividir os prejuízos inerentes ao negócio com os contribuintes...

Foi assim no passado recente, com os gordos subsídios diretos e indiretos, que fizeram a fortuna pessoal dos usineiros, enquanto suas empresas e a região empobreciam e decaíam...
O prédio do extinto IAA ainda está de pé para manter acesa nossa memória...

Os mesmos que "choram" para "mamar" verbas públicas para negócios privados, principalmente nas páginas de alguns hebdomadários locais em seus artigos, são, paradoxalmente, os baluartes do liberalismo econômico, do lasseiz-faire, opositores viscerais da participação do Estado na economia...

São esses setores da mídia provinciana que homenageiam e cantam em loas os feitos de empresários que continuma fiéis a velha máxima: meu lucro, nosso prejuízo...
Fecham os olhos aos abusos trabalhistas e as relações predatórias desses "barões" em nossa região...

Nossos valorosos liberais...com dinheiro alheio, é claro...!!!!

Nenhum comentário: