domingo, 24 de agosto de 2008

Medalha de prata, geração de ouro...

O esporte de alto rendimento, eufemismo para prática esportiva destinada a gerar oceanos de dinheiro, e alimentar a audiência das redes de mídia, não desculpa derrotas...Não enaltece retrospectos...Não enxerga limites...

Como torcedores acostumados aos ufanismos galvãobuenistas, embarcamos no coro a exigir sempre o máximo...Mas não é o máximo que os atletas podem dar, e sim o máximo que idealizamos...

A geração de volleyball que encerrou ontem seu ciclo olímpico detém um scout respeitabilíssimo...

Não vimos o jogo contra os EEUU, mas os 3 sets a 1 demonstram o que já havíamos mencionado aqui no match contra a Itália nas semi-finais...

A "máquina" de jogar volley começava a dar sinais de um cansaço que ia além das aptidões fisiológicas...
São momentos onde a motivação cede ao peso de anos e anos de treinos, viagens e por que não vitórias...

Mesmo assim, não é qualquer team que se despede em alto estilo, com o brilho da prata, mas coração de ouro e determinação de ferro...

Parabéns aos jogadores brasileiros da seleção de volleyball.

2 comentários:

Anônimo disse...

Xacal,
Vi o jogo (na Band).
Parabéns pelos argumentos!

Xacal disse...

obrigado pela visita...