quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Procura-se um garotinho...

O serviço de inutilidade pública da TrOlha informa:

Desde o início da campanha de rosinha napoleão garotinho, seu esposo, conhecido também como peter pan da lapa (o político que nunca cresce) está desaparecido...

Dizem que viajou a Sicília, na Itália, para um curso de reciclagem, com uma passada rápida na Suíça para participar de um seminário de gestão de recursos financeiros...

Outros boatos dão conta que está organizando uma ong de apoio a detentos e investigados pela PF, com auxílio dos primos oliveira...

Amigos próximos relatam que se dedica a fundar uma nova religião: "Sua desgraça é meu consolo"...

Já políticos experientes informam que rosinha botou garotinho de castigo, e assim venceu seu principal inimigo...agora ela diz que para quem derrubou o napô, arnaldo é troco...

Alguns vizinhos comentam que rosinha napô gostou tanto de ficar longe da falação do peter pan da lapa, que está pensando, caso ganhe a eleição, mandar ele definitivamente para a "terra do nunca"...!

4 comentários:

Anônimo disse...

Bem, é fato que a rejeição de Garotinho em Campos é grande hoje, afinal é ele quem puxa a briga para o seu lado, chamando Arnaldo de ladrão na rádio, os vereadores de vendidos em frente à Câmara, e o juízes de inertes em frente ao fórum.
Quem faz isso certamente leva o ônus de ser considerado brigão, raivoso, etc. A maior prova de que a rejeição contra Garotinho é simplesmente por esses motivos (e não desaprovação de seus governos) é que a de Rosinha é muito menor.
Esse afastamento de Garotinho demonstra certa humildade da parte dele.

Anônimo disse...

Ô saudade do garoto, hein Xacal...

Anônimo disse...

Penso que devido ao nefasto que este cidadão e seus apêndices representam na vida política local, mesmo entendendo o sarcástico salutar de teu blog, discordo de trata-lo deste modo tão brincalhão, sabe porque? pois assim banaliza um problema do qual ainda levaremos pelo menos mais uma década(e não me pretendo pitonisa)para nos livrar!com respeito

Xacal disse...

caro último anônimo,

o humor é o mais corrosivo jeito de criticar...

mas se vc prestar atenção, temos momentos de reflexão mais séria, mas não abrimos de reduzir essas figuras a condição onde se tornam mais atingíveis...

como falar de um senhor que se auto-intitula garotinho,e tem uma esposa chamada rosinha...