sábado, 30 de agosto de 2008

Tarefa inadiável...

Os números que analisamos aí em cima não mentem...Os dois grupos políticos que têm a mesma origem, se revezaram no poder durante 20 anos, e antagonizam a preferência do eleitorado chegaram ao seu limite...

Tudo indica que se inicia uma transição no cenário político local, como muito bem observado por um comentarista do post acima publicado...Nenhum dos dois grupos sobreviverá ao exílio do controle da máquina administrativa e seus polpudos recursos...

Caberá aos setores que representam uma alternativa a essa tecnologia superada de gestão, ganhar visibilidade e ampliar o apelo de suas propostas...

Há um sentimento forte de rejeição descrita nos índices das pesquisas, que aponta para a necessidade de uma rediscussão de métodos, relações institucionais, enfim, de toda a práxis política regional...

A relação mídia, justiça, poder, sociedade, partidos, etc...está de tal modo desgastada que descaracteriza a essência democrática da escolha de outubro, corroendo boa parte da legitimidade do mandato dos eleitos...

Os novos eleitos sabem disso, e a não ser que desejem o "suicídio político-institucional", deverão mudar a forma como se relacionam com os outros setores da sociedade...

Nesse espaço é que deve florescer um modus operandi que valorize o interesse público e a transparência dos protocolos da política...

Nenhum comentário: