terça-feira, 19 de agosto de 2008

A vingança portenha...

Pobres dunga's boys...quer dizer, pobres não...medíocres sim...

O que é diego...? O que é anderson...?


Poderíamos continuar a lista de perguntas sobre essas "sombras" de jogadores de futebol...

Resumimos assim: o que é dunga...? Um nada elevado ao quadrado...Além de nunca ter sido treinador, conseguiu a proeza de fazer um papel ainda mais rídiculo: Engoliu um sapo gordo com nome de ronaldinho gaúcho...

Quando jogador, aliás, um jogador sofrível, construiu ou reconstruiu sua carreira à base de muita tenacidade e teimosia...Para permanecer treinador da seleção, vendeu todo seu orgulho e dignidade...
O capitão do tetra (arghhh!!) que tinha a fama de xerife, botou um enorme galho dentro e afinou para a globo, galvão bueno e a cbf... Não sobrou nada do dunga...!

Uma seleção de futebol, assim como todos os outros ícones esportivos simbolizam a excelência e a superação a serem alcançados com determianção e qualidade...

Jogar na seleção é um sonho para todo garoto que começa a jogar futebol...

Com a escalação de ronaldinho gaúcho essa premissa foi soterrada...Não precisa dedicação e jogar bem...
Basta ter amigos influentes...

Como se todas essas questões não pesassem, ainda tem uma fato inexorável: a Argentina tem um time muito, muito melhor que o brasil...

Messi, Riquelme, De Maria, Aguero, etc, etc...Do nosso lado diego, gaúcho, anderson, jô, etc...

O pior de tudo é ouvir as galvãobuenices, criticando um time que ele ajudou a montar...

Com as expulsões após as agressões cometidas pelos imbecis thiago neves e lucas, o brasil demonstrou que perdeu não só o bom futebol, mas perdeu a vergonha e o senso de esportividade...

O melhor de tudo isso é o fim da era (arghhh!) dunga...!

10 comentários:

Amaro "O Bicho Cão" disse...

Fosse uma competição para tocar tambor, maratona de frequencia em boates, quase sempre, diga-se de passagem, acompanhados de "donzelas", os jogadores brasileiros ceratmente seriam medalhas de ouro sempre.

Beijinhos de Amaro "O Bicho Cão"

Xacal disse...

pode ser, mas não tenho nada contra esses esportes alternativos, desde que joguem bola...

estão aí maradona, romário, edmundo e garrincha que não me deixam mentir...

o problema é querer fazer tudo isso, e não jogar porra nenhuma...aí não dá...

aliás, não dá nem sendo bem comportado...

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Aqui fala o passional! A derrota pode ter sido merecida por alguns dos argumentos apresentados pelo editor-chefe - que exagera! Mas a bolinha dos hermanos decantados em verso e prosa aqui é bem aquém de sua marra. Só vi o primeiro tempo. Uma pelada de péssimo nível. Até a metade do primeiro tempo o tal "melhor do mundo" não tinha sido visto em campo, jogou uma bolinha de ping-pong.
São arrogantes e insuportáveis. Foi pouca porrada!
Agora é com os águias verdes! Nigéria, Nigéria!!!

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Ah,
E por falar em fim da "Era Dunga" - acho bom, mas...
Repito a questão de meses atrás:
E aí?
Muricy, Celso Roth, Ney Franco, Caio Jr., Cuca???
Nem mem venha com Luxemburgo!!!

Gustavo Alejandro Oviedo disse...

Fabio, ta tudo certo com ser pasional, mas quando fala "São arrogantes e insuportáveis. Foi pouca porrada!" já passa para outra categoria.

Talvez se tivesse assistido o segundo tempo não teria escrito esse post.

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Me referi aos boleiros...
Pretensão e arrogância que também caracteriza levas de jovens brasileiros que se aventuram no mundo da bola - o próprio Thiago Neves!
As "meninas do Brasil" dão show de bola e de humildade...

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Mas admito que foi uma declaração infeliz.
Apresento minhas desculpas aos que se sentiram atingidos.
Futebol e razão não costumam andar de mãos dadas.

Xacal disse...

uma manifestação típica de arrogância é a agressão ao adversário quando esse demonstra qualidade as quais não admitimos que existam além de nós, ou seja, brasileiros enxergam o outro competidor como um mero coadjuvante para um espetáculo onde a arte é prerrogativa exclusiva nossa...

a violência expressada em campo pelos brasileiros deixa claro que alguns jogadores, motivados pelas galvãobuenices, não encara o futebol como um jogo onde possa haver fracassos e sucessos...

é um evento que existe apenas para confirmar nossa "superioridade"...quando isso falha aí vem o destempero...

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Irretocável.
Mas convém ponderar que o mesmo comportamento é manifestado pelo adversário em questão de forma contumaz, e não apenas pelos atletas.
Já experimentaram ler o "Olé"? É - muito - pior que eu!

Bruno disse...

Prof. Fábio e demais comentaristas,

O “Olé” cumpre seu papel... Vender jornal e alimentar essa rivalidade que mais parece invenção da mídia de ambos os lados que qualquer outra coisa.

Assim como os jornais do lado de cá...

Não vi arrogância alguma por parte dos argentinos...

Ao fim da partida o repórter da Band tentou falar com os jogadores brasileiros e nenhum deles parou, apenas Diego...

Por outro lado, chamou e foi atendido pelo jogador Mascherano, que não tripudiou, mas enalteceu a seleção brasileira e ressaltou as vicissitudes do esporte... deu uma entrevista extremamente lúcida, respeitosa e fez questão de falar em português.

Maradona, conhecido por suas declarações, também foi comedido. Falou que a seleção brasileira não apresentou um futebol a sua altura e que nunca havia visto uma seleção brasileira tão "pequena" e "defensiva".

Quanto aos nomes dos técnicos citados, qualquer um deles é melhor que o Dunga...