terça-feira, 16 de setembro de 2008

Adiós, royalties.

Por que perderemos os royalties?

Parece brutal e simplista, mas perderemos os royalties pela nossa incapacidade de usá-los.

A pior maneira de lidarmos com nossas incapacidades é atribuir a outrem responsabilidades pelos nossos fracassos.

Assim é a mãe superprotetora que não "enxerga" os defeitos dos seus rebentos, e atribui sua péssima conduta as "más companhias".

Ou o técnico de futebol que desconhece suas limitações e de seu time, e culpa as arbitragens, o gramado, a forma redonda da bola, enfim.

Nossos meios de comunicação, nossas lideranças, até agora se limitaram a fazer esse papel inócuo: xingam e sapateiam, tal qual crianças "mimadas", e reclamam que os "paulistas"nos  retirarão o "pirulito".

Nenhum traço de argumento sólido que contraponha os dados apresentados. Nada sobre péssimos indicadores sócio-políticos e o caos e desgaste das institituições pela corrupção.
Apenas o surrado e batido lenga-lenga de que fazemos sim, mas os outros também fazem, o que nos absolveria por uma "isonomia da calhordice".

É o que resta a nossas "lideranças".

Imaginem, no entanto, um cenário diferente:

Essa cidade um pólo de desenvolvimento sustentável, gestão administrativa transparente e democrática, ótimos índices de IDH, processo eleitoral disputado em bases "aceitáveis" e dentro da "normalidade".

Perguntamos: Seria fácil retirar dinheiro de uma região assim delineada?
Não, não seria. Possível sim, mas não tão fácil!

Responda rápido: qual as chances de uma região defendida por Aloísio Mercadante, Eduardo Suplicy e outra defendida por Geraldo Pudim ou Arnaldo Vianna, ou por Marcelo Crivela?

Desigual não acham?

Essa é uma das raízes do problema. Nosso convívio com recursos generosos não nos trouxe uma representação qualificada para nossa defesa, pelo simples motivo que nossa relação (sociedade-administração) com esse dinheiro sempre foi de péssima qualidade, logo, nossos representantes também o são, e serão, pelo andar da "carruagem" no próximo pleito.

Não nos tomarão os royalties, nós é que os entregaremos.

2 comentários:

Anônimo disse...

Kabrunco, em primeiro mão para você, Xacal e A TRoLha:

Vem aí, O POSTE!

Nunca mais as eleições de Campos vão ser a mesmas.

Djahojinho

Anônimo disse...

Kabrunco,

Acaba de sair a pesquisa IBOPE/INTER-tv.

Rosinha - 41
Arnaldo - 34
Odete - 5
Feijo - 2
Vivório - 1
Graciele - 1

Esse Louro José do Paulo Feijó é um tremendo azarão.

Xô, pé de tucano, mangalô 3 x

Zé Bocudo