terça-feira, 2 de setembro de 2008

Baixaria...

A revelação de que a filha de 17 anos da governadora do Alaska, Sarah Palin, está grávida de cinco meses é mais um lance baixo, típico de campanhas eleitorais...

Os problemas familiares de cada concorrente deveriam ficar restritos a intimidade de suas casas...
Esse é um traço peculiar da cobertura política estadunidense, que aliás, foi muito bem assimilada por sua correspondente tupiniquim...

Porém, no caso dos republicanos é correto afirmar que eles são vítimas do próprio veneno que criaram...

O ideário neocon trouxe ao debate público questões privadas, como sexo antes do casamento, casamento entre pessoas do mesmo sexo, religião nas escolas (criacionismo), etc, etc...

O governo bush e seus falcões gastaram milhões de dólares do orçamento no patrocínio dessas comunidades que pregam abstinência sexual antes do casamento...

O efeito foi duplamente desastroso para os jovens, que na sua grande maioria não mantiveram seus votos de castidade, e por isso sofreram e sofrem os desarranjos psicológicos inerentes a esse conflito, e por derradeiro, no aumento do contágio das doenças sexuais transmissíveis, uma vez que o programa de castidade não contempla a prevenção a gravidez e as DST através de contraceptivos como a camisinha...

É possível que os Democratas não abordem essa ótica, mas talvez blitzen sobre a intimidade da candidata a vice de John McCain sirva para cessar o avanço do Estado sobre a esfera privada de seus cidadãos...

Nenhum comentário: