quarta-feira, 3 de setembro de 2008

Corrupção hereditária....

Ao invés de funcionar como censora, e mediadora do "disse-me-disse" entre candidaturas, a justiça eleitoral poderia dirigir suas atenções ao que é de fato importante, e que em suma, é a origem da maioria dos esquemas de desvio de dinheiro que se estendem aos governos já eleitos, ou seja os recursos financeiros...

Como anda a prestação de contas dos candidatos, será que corresponde ao volume de suas campanhas...?

Dentre várias irregularidades toleradas, um fato que chama a atenção é o enorme número de carros de som a serviço dos candidatos, sem qualquer vínculo com as campanhas, e na maioria das vezes, não contabilizados como recursos...

Uma olhada detalhada pode flagrar uma série de irregularidades, que deveriam estar sendo coibidas pelas auotridades de trânsito e pelo tre...

Adesivos gigantescos nos vidros dos veículos em desacordo com a legislação, péssimo estado de conservação e em alguns casos, esses automóveis nem poderiam estar em circulação devido aos débitos de IPVA e multas...

Sem mencionar os carros com mandados de busca e apreensão por se encontrarem com suas prestações de financiamento vencidas, o famoso golpe da alienação fiduciária...

É comum, inclusive, a compra desses automóveis nessas condições, justamente pelo seu baixo preço...

Ora, como o tre pode permitir que aqueles que deveriam zelar pelos cofres públicos façam campanha a partir de bens onerados por dívidas junto ao fisco...? E quem sabe, até por práticas criminosas...?

Existe um cadastro desses veículos dos partidos que possa ser submetido a justiça...?

São essas pequenas corrupções que contaminam os futuros governos mesmo antes de nascerem...

Nenhum comentário: