domingo, 21 de setembro de 2008

Novos ricos...velhos hábitos...!

O tema da Rede Bolg desse dia 21 foi esse...

O termo "novo rico" é recorrente na seara de um fenômeno exclusivamente brasileiro, e muito valorizado por aqui: o colunismo social...

Um sub jornalismo que se dedica a observar hábitos da elite e da alta classe média, seus padrões de consumo e seu "flanar" pelos salões da high-society...
Muita forma e pouco, ou nenhum conteúdo...

Não é incomum, como aliás acontece em todos os ramos, uma relação promíscua entre notícia e noticiante, onde a troca de favores e mimos engorda a biografia dos alvos dos cliques e salamaleques...

Assim, toda vez que um rico, recém alçado a essa condição, e sem as "credenciais de berço", o sobrenome, os hábitos e a tradição, chegam ao Olimpo, é logo tachado de noveau-riché...

É uma marca, um rótulo que distingüe aquela "fauna" extravagante, mas que gasta à rodo, e faz a alegria dos "quatrocentões" falidos, e dos colunistas parasitas...
O noveau-riché, como em todo o meio social, tem que "fazer seu rito de passagem", ou seja, não basta comprar talheres, tem que saber usá-los... 

Seria leviano afirmar que novos ricos arrecadam suas fortunas sempre em negociações escusas...
Alguns lutam toda uma vida e acumulam riqueza que lhes confira a mobilidade social ao andar de cima...

Em nosso caso, em Campos dos G. por exemplo, a situação não é bem assim...

O declínio da lavoura canaveira e da indústria sucroalcooleira deixou um vácuo de poder econômico na região, e levou de roldão tradicionais famílias ligadas a secular atividade comercial...

De repente, o fluxo de capital foi introjetado para dentro dos cofres públicos, e não retornou sob forma de incentivo a atividade produtiva sustentável...

Criamos, a partir de 1988, um "capitalismo de Estado", onde todas as forças sócio-produtivas são organicamente dependentes da "caneta" do gestor de plantão...

Com isso, formou-se uma nova "corte", onde o "baronato" se construiu da forma mais clientelista e calhorda possível, reiventando regras de convívio e subvertendo as instituições ao sabor de seus interesses privados...

Para ser bem sucedido não era necessário livre iniciativa ou aptidão para empreender, e apenas "bons contatos" e "padrinhos fortes", bem como a disposição para dividir "o bolo" para fortalecer o "esquema"...

Novos ricos, mas péssimos velhos hábitos...

6 comentários:

Julio César (JS-PDT) disse...

Esse pessoal mama nas teta da prefeitura a muito tempo e quem botou eles lá foi Garotinho, acabou que muita gente que trabalha teve que sair agora, pq garotinho move seu ódio contra os trabalhadores contratados.

Vejo mt gnt aki pelos blgos falar mal do governo de Arnaldo, falar do governo de Mocaiber, mas se esquecem como era triste com Garotinho.

Garotinho em 88 foi prefeito e não fez nada, absolutamente nada por Campos, Campos que antes no tempo de zézé barbosa era uma linda cidade virou o caos com garotinho, ele deixou Campos abandonada,
o mulequinho da lapa na época roubava os milhoes dos royalties,
de 88 pra cá só no tempo de sérgio mendes um pouco e com Dr Arnaldo que a prefeitura fez alguma coisa pra cidade, Mocaiber estava comecando a fazer, tava construindo um modelo de gestão pacifica, de bem com Lula e com Cabral e com a ajuda de Arnaldo vinha melhorando a cidade, dai vem a PF (com Garotinho por trás), tentar ligar erros de algumas pessoas com a administração de Mocaiber, mas o povo não é bobo,
tah nas ruas o 12, e se deus quiser vamo ganhar no primeiro turno!! Deus não via deixar Garotinho mexer com o povo de campos denovo!


Arnaldo já Fez: HGG, deu bolsa de estudo pros estudantes pobres, foi o que mais deu emprego pro povo, fez o Trianon, construiu a ciclovia da 28, melhores shows de Farol, foi o prefeito que mais fez obras, melhorou a educação.

Arnaldo Vai Fazer : Mais obras, Mais hospitais, creches e escolas, mais bolsas de estudos, mais empregos, Metrô de superfície, mas sobretudo vai gerir a cidade com amor, carinho e fé, sem brigas sem perseguições a ninguém!

É 12 é 12 o povo quer, é 12 é 12, se deus Quiser.
Abraços e beijos no Coração!

Anônimo disse...

pois é julio cesar como vc mesmo disse se deus (em minusculo) quiser. só esse deus mesmo. Vc é mais um que aprova esse câncer gerado em nossa cidade por seus tios mocaiber e arnaldo e agora tb com bacellar que está criando essa politica do encosto. Ninguem quer trabalhar mais nessa cidade, todos querem uma boca pra ficar encostados.


O que há com a Justiça de Campos que não dá ma passada no comite de Bacellar e ver com os próprios olhos a compra descarada de votos, lá se oferece tudo, dinheiro, material de construção, o que pedir.
porque eles não vão disfarçados???

Anônimo disse...

Xacal, bom dia.

Aqui é o Zé Bocudo. Ainda não participo da Rede Blog, porque tenho medo de alguém botar muita coisa no meu e-meio. Mas quero dar a minha piruada, quanto ao tema da Blogosfera. No tempo do Império, se não me enganho ou se o meu professor de história, não mentiu, um dos símbolos da riqueza àquela época eram as palmeiras imperiais. Hoje, o que se vê nessa droga de cidade dominada por corruptos e corruptores, para simbolizar que o cara "se deu bem", que teve acesso à senha do cofre da Prefeitura, para se dar bem, são as camionetes cabines duplas, Outro dia, transitando pelas ruas da cidade, com o meu fundo podre 78, tomei aquele susto. Em minha direção vinha um carro,desses grandões, parecia um navio. Olhei para os lados, como não vi água, percebi que era uma carro, mesmo.
Daqueles dos seus mais de duzentos contos de réis. Imaginei, esse deve também ter recebido uma senha do cofre da Prefeitura. Cada vez mais, parece que eles escurecem os vidros, não sei para esconder o que? Com exceção, é claro de alguns e aí a ostentação não é tão grande,porque o verdadeiro rico é mais discreto, deve ser a cara de pau de não ter suado para adquirir aquele bip-bipezinho. Mas a gente sabe que, por mais que tentem esconder-se atrás de um insufilme o golpe, a tungagem, por mais que aumentem os muros das suas mansões, por maior que sejam os brutamontes que lhe dão segurança, existe uma coisa das quais eles não vão ter condições de afastar-se ou esconder-se ao colocar a cabeça no travesseiro - a sua consciência, a mostrar-lhe o som do choro dos que sentem fome e dor por tudo que lhes é tirado. É um processo que a cada ano avança mais, parece que não vai ser estancado. A não ser que nesses eleições, tomemos uma atitude, seja voto nulo ou votar no menos pior para que ao fazer a renovação, mostremos para os políticos que não estamos satisfeitos. Essa renovação, principalmente na Câmara de Vereadores, porque se a atual "BANCADA DO SILÊNCIO E DO SONO" for substituida, vai ter alguém para vigiar o cofre da Prefeitura, para ver se os recuros estão indo para a população ou para o próprio bolso.

Zé Bocudo.

Anônimo disse...

ATENÇÃO

O voto nulo, em branco ou a abstenção, neste momento, só interessa aos grupos de Arnaldo e Rosinha.

Porque, ao votarmos nulo, em branco ou nos abstendo, estaremos diminuindo o universo de votos válidos, o que facilitará para um deles, ganhar no primeiro turno, caso alcancem 50% dos votos válidos mais um.

Portanto, faço um apelo a aqueles que desejam anular o voto, votar em branco ou se abster, no primeiro turno, vamos deixar para fazer isso no segundo turno.

No primeiro turno, vamos todos votar em Professora Odete e tentar leva–lá ao segundo turno. Caso não consigamos, ai sim, vamos todos anular o voto, votar em branco ou nos abstermos.

Anônimo disse...

Porque aí, bem votada e bem cacifada, ela poderá fazer a aliança com Arnaldo no 2º Turno e arrumar uma ou duas secretarias e botar nós nessa boquinha rica que é a PMCG. Oba, nós vamos lamber os beiços.

Odete neles, pra nós deitar o cabelo.

Anônimo disse...

Isso é sacanagem com o nome alheio!