quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Saia justa...

Todo cuidado é pouco para analisar a situação que envolve a Norberto Odebrecht e o governo equatoriano...

O PIG "baba" por uma nova crise regional que contraponha Brasil e outro governo de esquerda, nesse caso, o do Equador...

Há de se cobrar do Itamaraty que acompanhe de perto qualquer supressão ilegal dos direitos da empresa...

Mas nada além disso...

O Equador pode e deve, como qualquer outro país, utilizar seu poder soberano para defender o interesse de seus cidadãos quando se trata de fornecimento de bens e serviços indispensáveis, como é o caso da energia elétrica...

Pelo que se ouviu e viu na imprensa, a Odebrecht foi leniente ao adotar as medidas reparatórias na Hidroelétrica de San Francisco, a segunda maior do país...

A situação da usina ameaça de corte substancial na geração de energia...

No Brasil, sempre houve complacência do poder público em cobrar das empresas privadas fornecedoras de bens e serviços o total cumprimento dos contratos a que as partes se submetem...
Pelo seu lado, essas empresas sempre reclamaram da ineficiência dos governantes em adimplir os pagamentos empenhados...

Ou seja, uma relação tortuosa que dá margem a toda sorte de desvios por ambas as partes...

Não cabe, no entanto, ao governo brasileiro embarcar nas "patriotadas" dos órgãos de comunicação do PIG...
A Odebrecht que contrate seus advogados, e interponha na justiça equatoriana, e em instâncias internacionais os embragos que julgar necessários...
A Od

Nenhum comentário: