segunda-feira, 20 de outubro de 2008

Arautos do atraso...

Quem suportou, e assistiu ao debate na noite de ontem, exibido pela TV Record, pode já ter feito suas escolhas, ou permanece indeciso, ou optou por votar nulo, mas uma coisa é certa: nenhum dos dois candidatos conseguiu demonstrar por que merece o voto popular...

Demarcar as diferenças é importante, realçar as dificuldades do adversário também...Não há em nossa crítica nenhuma "implicância" com essa estratégia...

O problema é quando essa tentativa em aumentar as fragilidades do oponente se resume em si...Ou seja, quando nenhum dos candidatos  apresenta suas "vantagens competitivas"...

Desconstruir o outro é crucial, mas é preciso construir a si para reinvidicar a confiança do eleitor...

O que parece é que os candidatos carregam um enorme "lastro", que são suas biografias/folhas corridas, e não conseguem apontar para uma superação dessa fase...Estão presos na armadilha que criaram...!

Instados a se defender perante as câmaras, os concorrentes reafirmam suas "verdades", e no momento de formular propostas para o futuro, ficam fossilizados por essas versões que contam deles próprios...

Assim o eleitor confirma o que já sabia: eles mentem sobre o passado, e pior: não conseguem nos convencer de que o porvir será diferente....

Por isso o debate de ontem foi tão chato e monótono, embora a temperatura permanecesse alta...

Foi igual a uma chaleira com água fervendo...quente, mas sem surpresas: você sabe que a água vai se transformar em "fumaça"...

Nenhum comentário: