terça-feira, 7 de outubro de 2008

As crises da bolsa e das eleições: lucro fácil e manipulação...

Todos os nossos leitores já ouviram falar da crise das hipotecas, que varrem o mundo de fora a fora como um tsunami econômico...

Já ouviram também que o tombo da economia estadunidense, a locomotiva que descarrila e arrasta o resto do mundo para o abismo, foi causado, à grosso modo, por excesso de especulação, manipulação de dados, lucros desendreados e, em alguns casos, corrupção criminosa e fraude...

Um castelo de areia, um sistema baseado na mentira...
O resultado é o maior crack desde 1929, com componentes dramáticos adicionados pela interconectividade dos mercados, proporcionados pela instantaneidade telemática que faz montanhas de dinheiro se locomoverem à velocidade da luz pelas fibras óticas intercontinentais...

Muito parecido com nossa crise das eleições de 2008...

Por aqui também há muito boato, manipulação, lucro fácil, corrupção e fraude para todo gosto e tamanho...Negócios alavancados pela firmeza de um telhado de vidro...

Desde 11 de março, a cidade viu estourar (ou "pocar", como dizemos) sua bolha política, e por que não dizer econômica...

Senão vejamos:

Todas as bases administrativas desse governo, lançadas desde há  muito tempo, há 20 anos, são destinadas não ao bem comum, e sim na criação de um ambiente de falsa prosperidade, que no fim das contas, se concentra na mão de pouquíssimos, que se alternam e perpetuam no poder...

Servidores piratas, que nunca deveriam ter sido contratados, mas que agora geram efeitos, como moedas "podres" de troca eleitoral...
Salários escandalosos, destinados a elite do esquema, assim como os altos ganhos dos executivos e banqueiros que jogaram o mundo na bancarrota...

Obras e serviços adquiridos em processos duvidosos, que antes de proporcionar o funcionamento da máquina, e o atendimento das necessidades da população, engordam o "caixa" dos "operadores" da "bolsa pmcg"...Tudo subprime...

Assim como na crise das hipotecas, onde as "agências de avaliação de risco" inventavam informações que beneficiassem a manutenção da confiança naquilo que nada tinha de confiável, temos nossas "agências classificadoras", os jornais, o rádio e tv funcionam como "sócias" desse modelo especulativo...
Distorcem e mentem sobre os fatos os quais têm interesse direto no desfecho...Recobrem tudo isso com o manto da "notícia"...Tudo com o auxílio "luxuoso" das pesquisas com prognósticos de encomenda, para dar um acabamento "estatístico" ao "conto do paco"...

O impasse que agora se criou sobre o resultado do primeiro turno é o ápice dessa crise de credibilidade, com vários cúmplices, que contribuíram, cada qual no tamanho de sua responsabilidade, para a derrocada das eleições, e das nossas instituições...

Por que o tse, o tre ou qualquer outro imbecil de toga não alertou a população para o fato de que os votos do candidato provisoriamente impugnado não seriam contabilizados, e a eleição ficaria sobrestada até o julgamento final da lide...?

Como pode a (in)justiça eleitoral punir e conferir direito de resposta contra aqueles que denunciaram a situação, mesmo que seus interesses fossem apenas auferir vantagem eleitoral...?

Que tipo de conluio e cinismo é esse...?

Sabemos que o candidato impugnado, arnaldo popozão melancia vianna, tem o direito de concorrer por sua conta e risco, e que fiel a sua estratégia, tentasse convencer a todos que poderia obter os sugfrágios dos seus eleitores...
Não é honesto com a população e com seus seguidores, mas como esperar algo diferente de uma candidatura formada sob o signo do escândalo e da infâmia...?

Mas a imprensa, os tribunais manterem silêncio sobre esse fato é estarrecedor...O que está por trás disso tudo...?Quem são os "investidores" que dominam esse mercado de bolsos e bolsas de valores imorais...?

Ainda hoje, como os governantes dos países ricos, que calaram e foram domesticados pela sensação de prosperidade que alavanca suas frágeis economias, e de tabela sua popularidade, alguns meios de comunicação e algumas autoridade mantêm o discurso que está tudo sob controle... 
Um beco sem saída: se admitirem a verdade, agora, só aumenta a desconfiança e o pânico...Nada do que falam merece crédito...

O julgamento tardio do recurso, somado a manipulação e mentiras descaradas que estampam as folhas de embrulhar peixe, funcionam aqui como o "pacote" de resgate dos bancos...

Qualquer que seja o resultado do julgamento do recurso, nada irá recompor a normalidade e a coesão do processo político local, e recomeçaremos o ciclo de embates jurídicos intermináveis, que condenam a cidade ao improviso e a precariedade...

Em Campos dos G., tal e qual a "farra" do mercado financeiro, atingimos o topo do individualismo torpe e mesquinho, onde nada mais importa senão lucrar, lucrar e lucrar...

O fetiche máximo do capitalismo: o dinheiro em si...
O fetiche máximo da política da nossa elite: o poder pelo poder...!

Sem qualquer lastro com a realidade...A não ser as conseqüências...

Depois, basta dividir o "prejuízo" com todos...Como sempre...!

Nenhum comentário: