terça-feira, 14 de outubro de 2008

Atenção...! Extra...!


Uma foto vale por mil palavras, e nesse caso, alguns milhares de reais...

A neo-ujs, união da juventude stalinista acaba de anunciar seu apoio a candidatura do pecado capital, rosinha napoleão garotinho...!

Leia a nota:

O comitê financeiro da união da juventude de stálin, sob as bençãos do homem de ferro, nosso líder e guia, camarada supremo Joseph Stálin, anuncia que apoiará nesse segundo turno a candidata rosinha napoleão garotinho...

Reafirmamos que não acreditamos na burguesia e nas eleições, mas adoramos a vida burguesa e as benesses que as eleições trazem, como "boquinhas", cargos e poder...

Assim como acreditamos qua a mídia manipuladora mente sobre nosso líder maior, stálin, também acreditamos, fanaticamente, que todas as suspeições sobre o casal da lapa são fabricadas: segurança s/a, pecado capital, caso detran/nuseg, fitas da tucum, dentre outros, são pura invencionice...

Também não acreditamos que os professores obedientes, pacatos e comportados possam ter reivindicado melhorias no governo da rosinha napô...Afinal o magistério é um sacerdócio, e dinheiro é só detalhe...

Todas as manifestações de professores, alunos, e servidores da educação não passaram de infiltrações e provocações pequeno-burguesas ao casal revolucionário...!

A polícia cumpriu o seu papel e não foi violenta...apenas usou a força naquelas ocasiões...!

Portanto, fiéis (e fanáticos) pela revolução da rosa, nós aderimos de corpo, alma e bolsos ao assalto ao palácio do CEFET...

Condenamos essa guerra de notas na imprensa...Queremos as notas pretas em nossos bolsos...!

Até a vitória...!

"Famiglia" neo-ujs, 234º pelotão, 12a. falange, 356 cia., lado b(bolinha) da milícia da lapa...


Foto: Isaias Fernandes, O Diário.

12 comentários:

Anônimo disse...

Olha o que li no blog do Cláudio Andrade:

JOÃO DE OLIVEIRA CHAMA ARNALDO DE JESUS

Recebi alguns e-mails dizendo que o apresentador do Programa "De Olho na Cidade", João de Oliveira comparou Arnaldo Vianna à Jesus Cristo. Sei que não deveria postar essa informação sem confirmar a veracidade, entretanto, ela é tão surreal que se não for verídico os e-mails, irei pedir desculpas no blog

Post Blog de Claúdio Andrade

Xacal disse...

surreal é sua posição de "plantar" o que lhe convém, mas denuncia a si mesmo e adianta desculpas com o estrago já feito...

em nome da liberdade de expressão, eu manterei o comentário, até porque, nesse caso, não sei quem ofendeu quem, se arnaldo chamado de jesus ou o contrário...rsrsrs

Anônimo disse...

Parabéns aos jovens do Pc do B.

Parabéns! Sem covardia assumiram um lado e sairam de cima do muro.
Aliás Odete não está, nas entrelinhas está com o 12.

Voto Válido é o voto no 15

Anônimo disse...

Prezado editor, procurei saber quem você é. Gosto de saber com quem eu falo. Existem duas opções para Campos, três para os que entendem o voto nulo como opção. Em verdade é uma opção, o que faz dela uma escolha, visto que ninguém faz escolha por inação, mas porque deseja e quer. Assim sendo, o governo que teremos passa também pela escolha, mesmo a escolha por não escolher. O governo que teremos é de todos nós.
Falo por mim, mas imagino que seja esse o pensamento dos demais membros da UJS: faço questão de escolher e ainda vejo nas escolhas algo que represente o menos pior. Não abro mão da minha escolha, pois pra mim não é tanto faz.

Rosinha fará um bom governo. Apenas para recuperar sua imagem e de seu marido? Sim, por certo. Mas não torcerei pelo pior para vetar esse fruto político.

Pragmático? Sim. Fomos programáticos e demos apoio incondicional à Prof.ª Odete. Não logrando êxito, por obrigação moral opto por aquilo que é pragmático para alcançar o programático.
Posso errar, mas é assim mesmo. Só erra na vida quem tenta. Toda experiência é um aprendizado, nem que seja para o reforço de algumas idéias ou opiniões, ou para deixar de lado aquilo que pensávamos correto e se mostrou diferente do nosso intento.
Caso no desenrolar do governo assistamos aquilo que não desejávamos, terei a hombridade de reconhecer o erro e sair por onde entrei. O nobre editor não é muito afeito à autocrítica, visto que insiste em destratar a companheira Odete, mesmo vendo que não se concretizou aquilo que previu precipitadamente.

Ao que me consta, o nobre editor fez parte do governo Arnaldo Vianna. Creio que não o fez por ser vendido, mas por crer que poderia acrescentar ou mudar algo. Também não sou vendido e exijo respeito. O nobre editor teve sua oportunidade de tentar, por certo retirou da experiência algumas lições.
Infelizmente não foram lições que tomassem para si a humildade, continua soberbo e se posta como baluarte da ética, desrespeitando e julgando a escolha alheia, que um dia também foi sua.

Nobre editor, deixe que os outros aprendam por seus próprios erros e tropeços, num caminho que também pode levar ao acerto. Essa é a tônica patriarcal e milenar, desde que o mundo é mundo e o homem é homem: pais repetem para os seus filhos seus próprios erros e esses incorrerão nos mesmos erros para então aprender. Mas eles também podem acertar.
Guarde esse seu purismo ideológico que não transforma coisa alguma para alimentar seu próprio ego de poder ao final dizer que estava certo e que avisou. Como os partidários mais sequitários que ideologizam e debatem o sexo dos anjos mesmo em face das angústias de seu povo, tudo para, ao final, apontar, rir-se, pois quanto pior melhor para quem sabe um dia praticarem aquilo que acreditam.

Na próxima eleição marcharemos novamente pelo que desejamos, mas enquanto esse dia não chega não nos furtaremos em mudar aquilo que podemos.

Xacal disse...

caríssimo anônimo,

pelo jeito você gosta de saber de quem se trata, mas adora permanecer no anonimato...tudo bem...

vamos aos fatos, que você etnta esconder e mistificar sob uma retórica polida...

Primeiro, sobre suas ilações acreca da participação desse ou daquele quadro no governo arnaldo popozão vianna em 1998...Bom a autocrítica em relação e esses fatos está disponível no blog, basta procurar....

Mas ainda assim cabe um reparo e sua tentativa de misturar eventos diferentes: em 1998, havia uma ampla aliança entre garotinho e o ex-pt, que inclusive deu a vice, benedita, na chapa de governador, aqui em campos dos g. o reflexo foi a entrada no governo arnaldo...

Errado...? creio que sim, mas tudo com discussão partidária, e dentro de um amplo projeto político, muito diferente do momento atual, onde contrariando o partido e a candidata que apoiaram, a juventude stalinista desembarca em um governo que representa a g~enese do que deveríamos combater...

Tudo bem que a iluminada opção da juventude stalinista não enxergue as semelhanças de pecado capital com telhado de vidro, seria esperar demais de vcs...

mas se aliar a um governo que representa o desmonte da educação pública, a repressão a professores e alunos e etc é um pouco demais...

pragmático para ser programático é um ótimo eufemismo para oportunismo...

mais um detalhe: esse argumento do fazer em nome do povo justifica todos os erros é um primor do "populismo" da lapa...aprenderam rápido, foi osmose... ou já estava no dna...?

agora, sinceramente, acho que vcs já tiveram atenção bem maior que mereciam, sejam lá quem forem...

tomem as decisões, e sofram com elas....

não exija respeito meu caro, se dê ao respeito...pode começar a respeitar o seu partido e sua candidata...

FÁBIO SIQUEIRA disse...

Caríssimo Xacal,

Não vou entrar em polêmica com o dileto amigo - estou tentando fugir delas, embora nnem sempre consiga conter minha língua, ou melhor, meus dedos.
Mas devo observar que vc foi muito duro com os meninos. Eles podem não ser ingênuos, aliás, sabemos que em matéria de malícia, pragmatismmo, e outras práticas da "política", sabemos que a própria UJS e o PCdoB são excelentes escolas, vc bem sabe do que falo...
Assim, acho que os desentendimentos entre eles e a diração do PCdoB são questões pontuais que deveriam ser tratadas entre eles, "intramuros". Não entendo pq da noite pro dia uma questão "interna" do PcdoB ganha tanto espaço na mídia, superestimando inclusive, com todo respeito, o peso eleitoral dos militantes da UJS. Acho que a própria Odete e o Marcão dram um importância maior ao episódio do que ele de fato representa. Mas isso é problema deles.
Tendo a crer que o deslocamento político dos jovens se origina em relações cultivadas no âmbito do ME, e não em vantagens "não republicanas".
Mas isso pode ser mais uma ingenuidade desse velho e romântico blogueiro.

Anônimo disse...

Nobre editor, não há diferença alguma dentre o que você julga ser adesismo canalha e vendido, no nosso caso, e a aliança, que é como você denomina no seu caso. O argumento para diferir uma coisa da outra é a fraca e torpe proposição de que sob as hostes partidárias pode tudo, tudo é aceitável.
Seguindo essa premissa, se o impossível acontecesse e Garotinho retornasse ao seu berço político com a unção de Lula para a presidência em 2010, você o canonizaria e vestiria a camisa.

Quanto à decisão do partido, posso lhe dizer que uma decisão tomada às pressas numa seção espírita só pode mesmo ser centralista, mas nada democrática. E, ainda que fosse, não abro mão de minha opinião e daquilo que acredito. E acredito que um partido pressupõe pessoas e suas idéias e não o contrário. Do contrário não haveria democracia ou razão partidária de ser. A propósito, você como bom homem de partido, apóia a aliança do PT com Arnaldo?

Quanto ao nosso IBOPE, bem, de fato é estranho, assim como é estranho o uso enfático e exaustivo feito por um jornal local desse grupo tão reduzido e sem capital político. Estranho também a companheira Odete fazer de pequenas dissidências internas, sempre tratadas internamente, substancia para sua onipresença recente e constante em publicação local.

Xacal disse...

Caro Fábio,

Você continua um bom "tiozão", muito embora dentre os "jovens" do pc do b, e da juventude stalinista, alguns contem com quase nossa idade, e estejam mo ME por 3 gerações...mas, como o que conta é o comportamento, é verdade que esses quase senhores ainda agem como pré-adolescentes...

Eu concordo com você que a polêmica obedece a uma "necessidade" de agenda eleitoral da folha de embrulhar peixe, mas nem por isso ela deixa de ser importante que discutamos, pois:

Quando, de forma açodada, os "jovens" do juventude stalinista pularam no colo do rosinha napô, eles mesmos tentaram dar uma dimensão grande ao fato, mas agora, como a atitude ficou "nua", tentam minimizar e reduzir a uma questão interna do partido, ou da ujs...típica postura oportunista da escola de parasitas pc do b...

Afinal, o apoio é ou não importante em uma eleição que será decidida em detalhes..? a foto de rosinha napô na sede do diário com os "jovens" responde a nossa pergunta...

E creia-me que se a folha de embrulhar peixe utiliza esse evento para auferir vantagens eleitorais para seu candidato, e eu concordo, é também verdade que a réplica dos "jovens" através do diario do napô obedeceu a mesma lógica...

Se querem fazer política no mundo dos "adultos", nossos pequenos stalinistas têm que aprender a apanhar como adultos...

Sua postura "paternalista" não os ajudará muito a fazer a autocrítica necessária, e lembre-se: é importante que discutamos a postura dos jovens de hoje, para não nos surpreendermos com renovados pecados e telhados posteriores...

Imagine a decepção de jovens que começam a política pelas portas da ujs, e têm que enfrentar esse dilema grave: como apoiar uma candidata que quando era governadora atingiu de morte um dos setores mais caros aos jovens de baixa renda: Educação pública e gartuita...?

Ou será que Educação pública deixou de ser importante para os jovens...?

Um abraço....

Anônimo disse...

O de boné na foto aparece também na Propaganda Eleitoral dando entrevista como se fosse um transeunte pego de surpresa...hauhauahau. Comprados!!!!

Anônimo disse...

Xacal, não te entendo, fala muito de democracia, mas quem pensa diferente de vc, lá vem ofensa...se vota em Arnaldo, não quer perder a boca, se vota em Rosinha, se vendeu ou quer boquinha...eu voto pensando no coletivo e na atual situação, na esperança do menos pior vir a ser o melhor...não me vendí e nem preciso de boquinha, sou concursada...então?Adoro seus posts, de extrema cultura e coer~encia, mas ultimamente!!Me sinto muito mal e ofendida, de todos os lados!!Mas, como vc mesmo diz, l~e seu blog quem quer, por isso, me afasto de suas leituras momentaneamente...e lembre-se:"Todo discurso é auto referente"Freud...

Xacal disse...

Cara amiga ofendida...

sim, todo discurso é auto-referente...

vejamos, só democracia da sua opção pelo voto nesse ou naquele candidato...

qualquer possibilidade que escape a esse comportamento binário é "ofensivo"...

não, minha cara...não consigo ver onde os posts te ofendem, pois já parece ter ficado claro que não questiono opções, nem critico indivíduos, e sim posturas e "como" e porque as opções são feitas...

geralmente as explicações sobres essas escolhas sempre escondem seus verdadeiros motivos, que como vc diz, não é o seu caso...

portanto, o que te ofende não é o conteúdo de minhas análises, e sim a sua própria consciência que arde ao não poder justificar para vc mesma a justeza de sua opção...

não pense que não tenho conflitos para votar nulo...

amo política, vivo esse cotidiano há mais de 20 anos, e creia-me, nunca votei nulo...

infelizmente, dessa vez ultrapassei meu limite de tolerância e pragmatismo...

claro, quando critico e exponho as fraquezas alheias, exponho as minhas, mas essa catarse pública é forma de exorcisar esses erros, e contribuir coletivamente para a melhora da sociedade em que vivo...

ao contrário das escolhas ofendidas e cercadas pelo individualismo auto centrado que exige uma reverência sacralizada para uma escolha que, em democracias, pode e deve ser contestada...

um abraçi

Xacal disse...

PS:quanto a sua ausência, sinto muito...não escrevo para ter audiência...essa deve ser uma conseqüência da minha sinceridade comigo mesmo...