quarta-feira, 1 de outubro de 2008

Na veia...!

O blog do Cláudio Kezen, Rádio Pirata, (www.claudiokezen.blogspot.com) é um dos espaços prediletos do pessoal daqui da redação da TrOlhA...

Hoje, o Cláudio nos brindou com um texto primoroso, entitulado Oração do cidadão deseperado, que reproduzimos abaixo, para deleite de nossos leitores:


"Deus nos livre de Arnaldo Vianna e seus apelos emocionais baratos e pegajosos que apenas escancaram a canastrice do ator político desorientado e incapaz de formular políticas públicas consistentes, mas que são ensinamentos de jogadas com o dinheiro do contribuinte.

Deus nos livre de Rosinha ex-Garotinho e sua tática eleitoral zen, quando todos sabem da sua têmpera raivosa e messiânica talvez assimilada pela osmótica convivência com o coronelzinho da Lapa e suas idiossincrasias que variam de greves de fome à discursos religiosos recheados de intenções ambíguas, de habeas-corpus preventivos à acusações generalizadas principalmente quando vítima de acusações fundamentadas ou não.

Deus nos livre de Feijó e sua completa neutralidade pessoal, um verdadeiro anti-político no que diz respeito à retórica eleitoral ou qualquer tipo de discurso que transpasse alguma emoção, mas não o impediram de sofrer acusações por parte do MP.

Deus nos livre dos candidatos à vereança municipal, doutores da causa própria nos momentos em que são chamados às suas responsabilidades civis como advogados dos interesses públicos e ao contrário lavam as mãos sacerdotalmente na liturgia do corporativismo canalha e impregnado de vícios inconfessáveis

Deus nos livre dos nanicos de intelecto, dos anões da cidadania e dos eleitores que alugam suas varandas e lajes para candidatos que nem conhecem, mas acham que eleição é para "tirar vantagem".

Deus nos livre da falta de horizontes possíveis, do muro instransponível da mediocridade assinada e selada nos becos escuros do conservadorismo de espírito.

Amém."


Por Cláudio Kezen.

19 comentários:

Anônimo disse...

Sou eleitor do Arnaldo. Mais devo confessar que tenho notado um desanimo enorme na sua militancia e principalmente nele. Talvez seja: pelos resultados das pesquisas, pelo mau desempenho no debate, pela incerteza cada vez maior da sua candidatura, pela mudança de lado de varios candidatos a vereador, pela não participação explicita do Presidente Lula, etc.
De qualquer forma , não vou desanimar e manterei meu voto. Apesar de achar que nessa vamos perder.

Gervásio Neto disse...

Um soco no estômago!!!!
Belíssimo texto!!!!!

Anônimo disse...

Ai, ai!!! O lenga, lenga de sempre...

Anônimo disse...

Concordo totalmente!O desânimo está tomando conta de todos e não podemos, vamos lutar!

Anônimo disse...

Texto sem graça e sentido...prefiro os da Trolha...

Anônimo disse...

Faltou dizer:
- Deus nos livre da Odete Rocha, esta oportunista que esta ai só para levar vantagem, para ter a conta bancaria reforçada com caraminguás recebidos do Arnaldo Viana para apoiá-lo. A prova maior disto que escrevo ela deu no debate ao não responder a pergunta da Graciete.
Parabéns Graciete. Sua pergunta feita a Odete tirou a duvida que muitos tinham. Caiu definitivamente a mascara daquela farsante.
- Deus nos livre do Vivório, este abestalhado de deveria estar num circo de 5ª categoria.

Leonel disse...

O texto estaria perfeito se ele não tivesse livrado a cara de Odete Rocha e Vivório. Por acaso esses 2 tem alguma moral para serem poupados???

claudiokezen disse...

Prezados:

Meu texto tem conotação alegórica e não pontual. Nomes não são importantes neste desabafo, mas sim os símbolos que alguns destes personagens representam. Não tenho o direito de julgar a moral de ninguém, me reservei à impressões de ordem pessoal.

Abraços.

Anônimo disse...

Derrotamos a frivolidade e a hipocrisia dos intelectuais progressistas. O pensamento único é daquele que sabe tudo e que condena a política enquanto a mesma é praticada.
Não vamos permitir a Mercantilização de um mundo onde não há lugar para a cultura: desde 1968 não se podia falar da moral. Haviam-nos imposto o relativismo.
A idéia de que tudo é igual, o verdadeiro e o falso, o belo e o feio, que o aluno vale tanto quanto o mestre, que não se pode dar notas para não traumatizar o mau estudante.
Fizeram-nos crer que a vítima conta menos que o delinqüente. Que a autoridade estava morta, que as boas maneiras haviam terminado. Que não havia nada sagrado, nada admirável.
Era o slogan de maio de 68 nas paredes de Sorbone: 'Viver sem obrigações e gozar sem trabalhar'. Quiseram terminar com a escola de excelência e do civismo. Assassinaram os escrúpulos e a ética.
Uma esquerda hipócrita que permitia indenizações milionárias aos grandes executivos e o triunfo do predador sobre o empreendedor. Esta esquerda está na política, nos meios de comunicação, na economia.
Ela tomou o gosto do poder.
A crise da cultura do trabalho é uma crise moral. Vamos reabilitar o trabalho.
Deixaram sem poder as forças da ordem e criaram uma farsa: 'abriu-se uma fossa entre a polícia e a juventude'. Os vândalos são bons e a polícia é má. Como se a sociedade fosse sempre culpada e o delinqüente, inocente.
Defendem os serviços públicos, mas jamais usam o transporte coletivo. Amam tanto a escola pública, e seus filhos estudam em colégios privados. Dizem adorar a periferia e jamais vivem nela.
Assinam petições quando se expulsa um invasor de moradia, mas não aceitam que o mesmo se instale em sua casa. Essa esquerda que desde maio de 1968 renunciou o mérito e o esforço, que atiça o ódio contra a família, contra a sociedade e contra a República.
Isto não pode ser perpetuado. Não podem inventar impostos para estimular aquele que cobra do Estado sem trabalhar. Temos que criar uma cidadania de deveres.
Isto não pode ser perpetuado.

Anônimo disse...

Esse tal de Makoul é uma figura. Caiu de para-quedas na campanha da Odete , na reta final , a mando do Arnaldo para tentar provocar um segundo turno. êh curriola desgraçada !!!!

Anônimo disse...

OUSADIA DOS CANALHAS
O mundo estaria salvo, se os homens de bem tivessem a ousadia dos canalhas.
Há três espécies de mentiras: mentiras, mentiras deslavadas e estatísticas.
Quando os homens são puros, as leis são desnecessárias; quando são corruptos, as leis são inúteis.
- Benjamin Disraeli

caesar disse...

A tatica da folha/arnaldo deu certo, quem perde? como sempre, o pobre!
Arnaldo está virtualmente no 2º turno, por conta do belissimo trabalho da folha que nos ultimos dias enalteceu a odete e tambem para helio anomal, que acertou com makhoul o apoio a odete, o corpo juridico(lula ou milhoes) voltou os teceirizados, ampliando o exercito do pdt!
para quem tem odete com 3º via, eu pergunto, que 3º via é esta?

Leonel disse...

No fundo, no fundo, esta turma que diz votar na Odete, quer mesmo é o Arnaldo. Só que tem vergonha de dizer isto publicamente. Se quizessem uma candidata isenta, votariam na Graciete. As duas são professoras, as duas são comunistas, porém só uma não cooptou com Arnaldo, Mocaiber, Makoul, Anormal, etc.

Diego disse...

A galeraa agora é 12... Campos é Arnaldo!! Alem do mais com essa vitoria dos terceirizados

Pity disse...

Nao interessa ...voltando ou nao os terceiruzados, Arnaldo que vai ganhar

7º ENCONTRO NACIONAL DE MOTOCICLISTAS disse...

É...E EU ATÉ AGORA NÃO SEI EM QUEM VOU VOTAR!
ESTÁ DIFÍCIL!
Maria José

Anônimo disse...

Vai ganhar a melhor campanha,a campanha das ruas, das reuniões de bairro, das escolas, a mais honesta de todos os candidatos, a campanha do 65, do PCdoB. O partido que mais cresce no país é o Partido Comunista do Brasil, o mais fiel da base aliada do Governo Lula. Houve um esforço das militâncias do PT e do PCdoB para construir uma aliança como na última eleição. O grupo do Anomal e do paraquedista Renato Barbosa no PT é muito forte, ambos ex-secretários do Arnaldo Viana procuraram na calada e nas escuras inviabilizar a costura desta aliança. Conseguiram. Mas não vão passar. Vai dar PCdoB e o movimento popular reerguerá suas bandeiras e novas lideranças surgirão. Oxalá me ouça e faça valer!! Até a Vitória do 65!

Xacal disse...

odete lambuzado com makhoul...não dá para engolir...

MORREU odete...quem matou odete..?
dr jekhyl makhoul & mr hyde moussalem...

Anônimo disse...

Cláudio, filho amado.

Livrá-los das ditas canastrices do ator político desorientado por ser incapaz de formular as políticas públicas, não é minha missão, e sim resgatá-lo e ensiná-lo a respeitar e amar o próximo, como eu vos amo, mas vocês confundiram e dizem que o que ele faz é carisma. Chamo isso de livre arbítrio, pois como Deus - Senhor do Universo - não seria democrático se tudo fosse imposição. Deixo para sua escolha.

Livrá-los desta senhora também é complicado. Ela ainda tem uma missão a cumprir na terra. Apesar de estar na contramão dos meus ensinamentos, minha missão é aguardá-la. Para que possa reconhecer seus erros e retornar a mim.
Habeas-corpus, coronelismos e as ditas táticas zen assimiladas por osmose ou não, também é determinismo do homem, portanto também livre-arbítrio. Minhas leis são pela humanidade, para o mundo.

Feijó, esse, não vos preocupeis. Os homens já trataram da rejeição política, o julgaram e condenaram sem ao menos escutarem seus lamentos, suas angústias, portanto não precisaram da minha ajuda divina. Tenho por conduta acreditar em todos, mesmo vendo que as atitudes nem sempre condizem com as ações do coração. Portanto vocês também usaram do livre-arbítrio.

Cláudio, filho amado, veja bem o que me pedes!
Doutores de causa própria que lavam as mãos sacerdotalmente na liturgia do corporativismo...
Irônico quando me pedes isso. Por escolha própria os homens trocaram tostões soltaram Barrabás, e crucificaram meu filho, e também lavaram as mãos.
Mesmo assim continuei amando a todos, e no último suspiro de meu filho eu os perdoei. Vocês também agiram por livre-arbítrio

Livrá-los dos “nanicos de intelecto, anões da cidadania...”.
Mais uma vez voz digo, amado filho: minhas leis são divinas, para que toda a humanidade possa se amar e viver em paz entre – si. Não posso destruir todos os homens ditos pecadores em detrimento de outros.

Aprendei, homens que se dizem do bem! Aquilo que vos agrada nem sempre agrada a mim, aquilo que vos consola, nem sempre consola a mim.
Não posso ser responsável pelas sua atitudes, quando você se julga, senhor de suas ações. Sou responsável por zelar por ti e torcer para que faça sempre a escolha certa.
Qual a escolha certa?

Livre-arbítrio, meu filho, livre-arbítrio!


Fique em paz

Deus.