sexta-feira, 31 de outubro de 2008

Pé no breque...!

A crise financeira internacional começa a contaminar as maiores economias mundiais com um dos sintomas clássicos: a recessão...

Na mesma semana, Inglaterra e Espanha anunciam um refluxo do crescimento de seus PIBs, estagnação da atividade econômica, queda nos investimentos, diminuição no consumo e desemprego em alta...

Para a Inglaterra o tombo do PIB foi da ordem de -0.6%, nesse trimestre em relação ao passado, já os espanhóis amargam uma queda de -0,2%, no mesmo período...Para os espanhóis é a primeira vez em 15 anos que há recuo das taxas do PIB...

Não há, de acordo com a maioria das autoridades monetárias, e analistas internacionais, nenhum sinal de que o processo recessivo perderá força, ao menos nos próximos seis meses...

Resta-nos esperar que nosso governo tenha habilidade para minorar os efeitos que se abaterão sobre nós...

A manutenção dos investimentos públicos em obras de infra-estrutura (o PAC) pode ser uma alternativa para manter aquecida um setor econômico importante, a construção civil, que tradicionalmente, tem um índice de empregabilidade alto, bem como sua posição na cadeia produtiva a leva a movimentar outros setores na indústria de base, e bens de capital... 

 

Nenhum comentário: