quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Divagações de um palpiteiro...

Em todos os locais do mundo, o tema segurança pública comove as pessoas...
No Brasil, temos dois tipos de "especialistas": os técnicos de futebol, e especialistas em segurança...

Quem nos dera ter o mesmo sucesso no combate a criminalidade, tal e qual alcançamos com cinco títulos mundiais futebolísticos...

Sabemos que a expressão violenta de criminalidade é o que mais assusta a população e isso é óbvio...

Nesse aspecto, não adianta o espernear dos meios de comunicação (que só gera pânico), nem muito menos soluções "miraculosas" e pirotécnicas de parte das autoridades...

É preciso estudo, pesquisa, planejamento, medidas de curto, médio e longo prazos todas integradas, com constante avaliação e reavaliação de resultados e processos...

Vejam bem leitores a situação do combate a criminalidade violenta em Campos dos G..

Em todos os países, as polícias funcionam sobre um binômio: ostensividade preventiva (polícia de rua uniformizada), repressão persecutória (investigação dos crimes)...

A ação coordenada dessas duas forças policiais é fundamental para o sucesso do combate a criminalidade violenta, e em suma, o bom funcionamento das polícias é uma das formas de prevenção do crime, uma vez que o "criminoso em tese" saberá que as chances de ser pego são maiores...

Nesse sentido o registro das ocorrências nas delegacias ou distritos policiais, é o primeiro passo para que o Estado tome conhecimento de que a prevenção primária (policiamento ostensivo) foi ultrapassada pelo criminosos...A partir do conhecimento (registro), o aparato policial passa a se movimentar para determinar a autoria do ilícito, e oferecer a Justiça o suporte de provas para conená-lo...
Ao mesmo tempo, em uma cadeia sinérgica, as delegacias registram e fornecem os dados para que o planejamento de polícia ostensiva possam se basear em "manchas criminais", que são tabulações dos horários, locais, datas das ocorrências para determinar prioridades...

O que acontece em Campos dos G.?

Não conseguimos nem fazer o primeiro passo (o registro) direito, como esperar um bom resultado final (investigação)...?

Os contribuintes, vítimas de crimes levam em média 05 ou 06 horas para registrar uma notitia crimis na 134ªDP...Alguns desistem...Onde deveriam haver, no mínimo dez servidores policiais, há dois ou três...
Resultado: com a sobrecarga de trabalho, os registros tendem a ficar "mais econômicos" nos dados, os policiais que deveriam investigar, nunca o farão, por falta de tempo, a vítima, cansada da espera tende a ser "menos cooperativa" nas informações, enfim: uma desagregação total que contribuirá para a montanha de inquéritos insolúveis que se acumula nas delegacias e na justiça...

Some-se a isso tudo a falta de recursos materiais...A 134ª, hoje, não dispõe de viaturas operacionais para o serviço policial...A maioria está sucateada e parada por defeitos mecânicos...

Outra ponta do problema é a ausência de peritos criminais...Imagine o leitor que há só um perito por plantão, para cobrir uma região que se estende por três municípios: São Fidélis, S.F.do Itabapoana, S.J.da Barra, junto com a enorme área de Campos dos G., de Serrinha  a Santo Eduardo...
Se houverem dois crimes de morte simultâneos, um em serrinha outro em S.F.do Itabapoana, um ficará a espera do deslocamento, e, possivelmente, a coleta de dados, vestígios e indícios perecerão, mesmo com a preservação do local...

Em suma...Sem enfrentar essas questões, (e nem falamos de remuneração) não há como aplacar o aumento da taxa de criminalidade violenta ou não...!

Um comentário:

Anônimo disse...

Olha, estou perplexo com os atuais comunicadores da radio diário- a coisa mudou do dia pra noite. Antes da eleição era tudo ilegal sobre os terceirizados. Depois q a rosinha ganhou, até o garotinho mudou. veja só, queria o ilustre pequenininho, colocar o Dr. Elcio na berlinda. Queria porque queria q o Dr. Elcio falasse q é legitimo a criação até uma famigerada fundação. Isso é uma vergonha. cuidado JUDICIÁRIO- TOMA CUIDADO MESMO. o que bate em Chico, bate em Francisco. Isso é uma vergonha, vergonha inclusive p toda sociedade de campos. n sei se ainda existe sociedade em campos. rs, ó sociedade eheh. aqui tudo é normal. Agora é legal contratar terceirizados. Imagina só, e todos ficam calados, inclusive todos os blogs moralistas da região. cadê os blogs traidores. Cadê. Ficam calados. Impotentes. Só o blog do dr. Cleber Tinoco está comentando, mas muito timidamente ainda. Temos que descer o cacete nesse pessoal. Temos que moralizar, viu Roberto Moraes, Claudio Andrade, o URGENTE, que não tem nada de urgente, estão todos calados. Perderam aquela garra que existia antes da eleição. O canhorro comeu a língua de vocês. O que está havendo. Cadê o sangue na veia pessoal. Nao pode existir rei na cidade.Onde estão as pessoas decentes? . Vamos reagir gente. Vamos mirar em Benta Pereira- Se precisar vamos apanhar os cavalos e entrar como verdadeiro soldado. Não vamos deixar que aquela frase se torne verdade,isso mesmo, aquela frase famosa que poucos conhecem, foi quando GETULIO VARGAS VEIO A CAMPOS: uma pessoa ao lado do Dr. Getúlio falou: DR. O CAÇADOR MUDOU, MAS A CACHORRADA CONTINUA A MESMA.