terça-feira, 18 de novembro de 2008

"Em boas mãos..."

Agora há pouco, no programa caolho da cidade, na sua missão de praticar o mais genuíno jornalismo de coleira, destacava as virtudes do sistema de escoamento das águas pluviais...

Os caolheiros chamaram ao vivo o secretário da defesa civil municipal, henrique oliveira...

Impressionante ver o nível de improvisação dos órgãos da pmcg, sob o governo moribundo do macabro...Perguntado se tinha conhecimento do índice pluviométrico de precipitação, o secretário, responsável pelo monitoramento de tais números estava, disse: Não...!

Lastimável...! 

3 comentários:

Turco disse...

Ainda na categoria "absurdo", logo depois desta curta entrevista, veio a pérola que reproduzo a seguir (reduzidamente), em uma entrevista sobre o dia da consciência negra:

Roberto Barbosa: "O que o Sr acha do artigo da Veja que fez um revisionismo(sic)na questão do Zumbi dos Palmares, afirmando que ele teria escravos como os negros africanos..."

Cidadão: "Isso é uma moda, este revisionismo(sic) se parece com aquele em que um historiador baiano afirmou que o Zumbi era gay,etc..."

RB: "Recentemente eu estive em Nova York, dando uma aula sobre as políticas afirmativas no Brasil, quando um aluno estupefato exclamou: uauu! vocês estão implementando agora o que nós fizemos nos anos 50!"

Nota do leitor: AULA? do Roberto Barbosa? Em Nova York? Sobre o que? Em que língua, se nem o português ele domina? Em que universidade, colégio, jardim de infância? Por favor!!!!

Prosseguindo o absurdo:

João Oliveira: "O Barak Obama é fruto destas políticas afirmativas começadas no passado, já que ele venceu a barreira do racismo e da religião, já que ele é negro e muçulmano, não é, Roberto?"

RB: "Não, João, ele é evangélico, etc..."

JO: "Mas ele é de família muçulmana, não é?"

RB: "Sim, mas ele é evangélico, e inclusive isto foi usado contra ele porque o pastor e líder espiritual foi acusado de radicalismo, etc..."

JO: "Mas a família dele é muçulmana, não é?"

RB: "O pai sim, mas ele frequenta uma igreja evangélica..."

Resumo da ópera:

O Roberto Barbosa "dá aulas" em Nova York, mas afirma que a Veja fez um "revisionismo" em uma matéria jornalística e o João Oliveira desconhece o episódio da acusação feita ao pastor do Obama de pregação da supremacia negra, apesar de saber em detalhes sobre a abdução de um sujeito que foi parar no alto de um morro em...(programa de ontem)

Bem, depois deste edificante e muito informativo colóquio eu tomei banho e fui trabalhar mais tranquilo, sabendo que temos um palestrante e um comentarista político deste nível na planície...

Durma com um barulho desses....

Xacal disse...

É verdade, ó turco...

Fico aqui a bolinar meus botões, e de quando em vez, tenho soluços mentais, ou algo parecido com pensamentos...

Assalta-me a dúvida:

Por que a "luta" por audiência, em rádios, tvs, e quiçá, em alguns blogs, sempre rima com a péssima qualidade da informação que prestam...?
Será uma crença (arrogante e autoritária) de que a ampliação do alcance pressupões um nivelamento por baixo...?
Será uma "ditadura do senso comum", onde se tornar "palatável" significa falar e escrever o que todos gostam de ouvir...?

Não sei, não sei...rumino que podem ser todas essas hipóteses...sem uma hierarquia entre elas, me entende...?

Patip disse...

ainda sobre o caolho ... rh o horrível ( vc é ótimo xacal)disse em sua entrevista que a madame rosinha, prefeita eleita não foi receber o amiguinho cabral pq estava com problemas de saúde, fazendo exames, mas os demais blogs e sua assessoria disseram que estava se dedicando a tarefa de avó? estranho será que o lobo mal pegou a vovozinha???