terça-feira, 11 de novembro de 2008

Futuro incerto...

A proposta orçamentária enviada pelo atual (des)governo reflete bem a precariedade de planejamento de médio e longo prazo, e a total incapacidade de lidar com as questões imediatas...

O sempre atento Roberto Moraes trazem um dado interessante em seu blog hoje...De acordo com o analista, as receitas oriundas de aplicações financeiras de determinadas fontes superam as receitas próprias, geradas com a arrecadação dos impostos municiapais, como o ISS por exemplo...

A leniência da prefeita eleita em atacar essa questão demonstra que o improviso deve permanecer... 

Por isso ressaltamos que as "boas" intenções da prefeita eleita carecem de fundamentação...

Sem mudanças estruturais na espinha dorsal de um município, que são os Orçamentos Anual e Plurianual, poucas promessas podem se transformar em realidade...

No entanto, a prefeita e sua equipe parecem vocacionados a espetacularização da transição, sem tocar em assuntos espinhosos, mas de pouca repercussão midiática...

Parece que a exacerbação do ambiente de transição cumpre a tarefa de fornecer o álibi necessário para a frustração das espectativas, como já mencionamos...  

Infelizmente, a maioria das pessoas deposita suas esperanças no próximo governo sem vincular esse desejo a realidade e aos atos concretos do grupo político que se prepara para assumir a pmcg...

A decepção nesses casos costuma ser grande...!

Nenhum comentário: