segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Mentira de mão dupla...ou a fome com a vontade de comer...

A questão dos terceirizados, os "servidores piratas", ou ainda, os contra-cheques de coleiras, já foi exaustivamente comentada...

Mas é incrível como persiste a tentativa de empurrar "goela abaixo", dos críticos e os que defendem o concurso público como única alternativa para acesso aos cargos públicos, das "desculpas" mais esfarrapadas, travestidas de "argumentos sérios e preocupados"...

Vamos descontruir os principais:

  1. A pmcg não tem condições de realizar concurso para efetivar todos os "servidores"....Resposta: Quem disse que a pmcg necessita de tantos funcionários...? Qual foi o estudo, ou censo administrativo que determinou essa demanda...? A pmcg tem que trabalhar com os funcionários concursados que pode pagar...
  2. Os "piratas" estão sendo iludidos...Resposta: mentira, quem arruma um emprego sem concurso sabe que ele só poderia ser conquistado por concurso...pmcg não é casa de caridade, ou "balcão de empregos"...Não há vítima, só cúmplices...!
  3. Quem trabalha não pode ser tratado como "fantasma"....Resposta: Balela...! o "fantasma" é justamente uma aberração proveniente da contratação sem concurso...Ora, já que o critério é "apadrinhamento", quem tem "padrinhos" mais fortes, tem mais "benefícios"...Por isso a exigência de concurso...
Enfim...De um lado temos governantes eleitos que "inventaram" essa forma nefasta de contratação, sedentos para encontrar uma brecha para locupletar os "seus" correligionários na pmcg...De outro lado, estão os "bucaneiros", prontos a aderirem a quem lhes confira vantagem indevida...

Lamentável...

Um comentário:

Anônimo disse...

Sr Shaw Shaw , sabes como ficou o caso dos apadrinhados do Dr. Sr. Deleotário de Puliça Luizz Maumau e seu fiel es-cu-deiro Robin Pontes ?