domingo, 2 de novembro de 2008

Notícias da vizinhança...

Esquadrões da morte colombianos...

Ao final da visita de oito dias a Colômbia, Navi Pillay, alertou para o alto ínidice de execuções extrajudiciais na Colômbia, praticadas por forças de segurança daquele país...De acordo com a alta comissária para os Direitos Humanos a ONU, se a Justiça e os órgão nacionais colombianos, responsáveis pela apuração e punição desses crimes, não cumprirem seu papel, esses poderão ser submetidos ao Tribunal Penal Internacional, haja vista que pela sua sistematicidade e amplitude, as execuções poderão ser considerados crimes de lesa-humanidade...
Na semana passada, o presidente Álvaro Uribe, expurgou 27 oficiais e suboficiais das forças de segurança, na maior ação governamental de combate a essa prática dentro de suas próprias fileiras...


Yankees, go home...

O presidente Evo Morales, da Bolívia perdeu a paciência...Encerrou e proibiu as atividades da DEA, agência estadunidense de combate às drogas (Drug Enforcemente Agency), após várias acusações de intromissão dessa agência em assuntos internos da Bolívia, através de métodos de espionagem e conspiração...O anúncio foi feito durante a cerimônia de prestação de contas do governo boliviano da sua política de erradicação voluntária de 5.000 hectares de plantação de coca...O presidente acusou a DEA de se unir aos opositores da "meia-lua" (região mais rica da Bolívia) para boicotar autoridades federais, sabotar estradas e aeroportos, bem como participar do planejamento de atentados e demais atos de insurreição...


Fonte: El País.

Nenhum comentário: