sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Os melhores botequins...Rede Blog dia 21 de novembro...

O tema da rede blog, hoje, é aparantemente supérfluo, ou superficial como enxergam alguns...Eu votei nos "botequins", mas teve gente que não o fez por entender que tema mais "sérios" devem ser debatidos...Cada um com sua opinião, e a todas elas nosso respeito...!

Na ronda virtual matinal de hoje, encontramos no blog Urgente!, o comentário de um leitor, que aqui reproduzimos, e de onde compartilharemos com vocês nossa visão sobre o assunto...Veja só:

"Pelo resultado da enquete, observa-se que a Rede Blog está a registrar a falta de seriedade com que a sociedade está tratando os assuntos 
importantes. Então, vou sugerir um bom pé sujo, que se encontra em qualquer lugar da cidade. Enquanto comemos um naco de torresmo, vamos tomar um gole de pinga em um bom copo de fundo grosso e assim cagar e andar para assuntos importantes e nos conformar com a nossa incapacidade de interferir nas coisas.

Zé Bocudo."

Junto com todas as demandas da sociedade, como educação, saúde, segurança está o lazer...A medida da sanidade de uma população está, de certa forma, expressa na maneira com a qual ela se diverte...
Há iniciativas públicas de lazer, como praças, shows, e etc...De outro lado, existem opções fornecidas pela iniciativa privada, como espetáculos de toda natureza, bares, restaurantes, cinema, etc...
Os botequins são uma categoria meio híbrida, onde a iniciativa do proprietário se mistura ao ambiente que o cerca, pois os pés sujos geralamente "espalham" seus domínios por espaços públicos...
Ao contrário do que se pensa, botequim é coisa séria..São patrimônios materiais e imateriais da cultura de uma cidade...Nesses locais se manifesta a música, a culinária e a arte de convivência de uma comunidade...Lá também se manifestam, infelizmente, selvageria e violência...

A cidade do Rio de Janeiro já incorporou, há muito tempo, a necesidade do botequim como ferramenta de lazer e pólo de irradiação de tolerância...Os botequins são democráticos...Por lá existe um guia de botequins, onde "celebridades" dos pés-sujos circulam por um roteiro de locais, indicados pelo voto popular, para conferir suas qualidades...

Foram os botequins que, espontaneamente, sem intervenção do poder público, revitalizaram a outrora degradada Lapa carioca...

Em Campos dos G., fala-se em milhões e milhões para executar processo semelhante no Centro da cidade...

A extinção da vida noturna no Centro da cidade obedece a uma lógica de transferência do eixo econômico (leia-se:consumo) para bairros favorecidos pelo boom imobiliário, como a Pelinca...Assim, os bares, restaurantes migram e constituem nova referência no entorno dessas atividades, pois lá estão circulando as pessoas...

Botequins são alternativas de geração de renda e emprego, e não raro, integram a cadeia da indústria do turismo, quando encarados como ramo da atividade econômica de forma séria e profissional, sem no entanto, perder o caráter anárquico e democrático...

Assessoria técnica para tratar da questão de higiene e demais temas sanitários, respeito a postura e controle da venda de álcool, com definição de horários, por exemplo, como nos pubs londrinos, devem ser as preocupações da municipalidade com esse setor... 

O tema da rede blog desse dia 21 vai trazer, com certeza, declarações e depoimentos dos adeptos dos botequins de sua preferência, cada um destacando as virtudes que lhes são prediletas...
Essa é a característica principal do botequim...Não há uma "pausterização" de forma e conteúdo para agradar a todos, de jeito "imparcial" e impessoal (como adoram alguns)...

Ali estão na parede a foto do time de coração, comidas e petiscos que são determinados pela intuição do dono, e a TV nem sempre exibe assuntos de nossa preferência, há sempre os "malas" (pelo menos nos botecos são tratados como tais), etc,etc,etc...

Mas não tenha dúvida, o melhor botequim é o da sua escolha...!

E hoje, quando nossa cidade se despede do poeta Antonio Roberto Fernandes, molhe a palavra e beba uma em homenagem a esse artesão das palavras e rimas...Quem sabe uma seresta, bem ao gosto do mais campista dos bardos fidelenses...

3 comentários:

Marcos Valério disse...

Como se diria por aqui: Trabalhar com muitos e deleitar com poucos. Parabéns Xacal, quem sabe, sabe!

Xacal disse...

obrigado Marcos Valério...

Anônimo disse...

Ave Antônio Roberto, que não morreu, mas ficou encantado. Voto no tradicionalíssimo Gato Preto, o único pé-sujo do centro de Campos, na acepção da palavra. Tem também o bar do Fernando, na Rua Formosa, mas o Gato... é imbatível