quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Só pode ser piada...

O blog Urgente! noticiou e o blog Uenfezado repercutiu...

O secretário de administração da pmcg, Carlos Morales formará uma comissão para percorrer as secretarias para auferir quais servidores terceirizados são necessários...

Repetimos a pergunta dos uenfezados:

Existem, então, terceirizados desnecessários...?

É muita cara-de-pau...!

Fazem clientelismo com nosso dinheiro, e ainda assinam embaixo...!

12 comentários:

Flávia disse...

Aí Xacal, mais uma para a trolhada da semana;
PARECER DO MINISTÉRIO PÚBLICO CONTRÁRIO A SUSPENSÃO DAS PROVAS DO PSF

Trata-se de parecer Ministerial proferido em regime de plantão nos autos da Ação Popular nº 2008.900.011551-0

MM. Dr. juiz,

Recebi em 22/11/08 às 18:h 15 min, em regime de plantão.

Cuida-se de ação popular em que se pleiteia a concessão de medida liminar com o escopo de suspender a realização de concurso público com prova aprazada para amanhã.

De acordo com o sistema de consulta processual, a inicial foi distribuída em 19/11/08, quarta-feira, véspera de feriado prolongado, APÓS as 18 hrs. (fora, pois, do horário de expediente forense). O mesmo sistema acusa que sequer foram os autos encaminhados à conclusão do juiz natural da causa (juízo de Direito da 2ª Vara Cível).

Nos plantões dos dias 20/11 e 21/11, o autor quedou-se inerte, deixando para os últimos minutos do plantão de hoje a nova provocação do judiciário.

Sob exame de cognição rarefeita dos volumosos autos, vislumbro, à vista das circunstâncias casuísticas, conduta deliberadamente tendente a impedir qualquer esboço de insurgência pela parte demandada. Obstam-se a publicidade do ato decisório, assim como a eventual reconsideração ou cessação do provimento jurisdicional pleiteado.
O que não se pode perder de vista é que a realização da prova NÃO acarreta a incontinenti ineficácia da sentença, porquanto a ilegalidade que macula-em tese-o certame deverá ser apreciado a contento e, se reconhecida, conduzirá à anulação do processo seletivo, eis que ausente qualquer direito adquirido aos atos administrativos de nomeação e posse.
Verifica-se, até mesmo pelo adiantamento da hora e pela iminência da prova, potencial irreversibilidade recíproca do provimento do provimento.
Consigno, por mim, que o edital ora impugnado é de conhecimento de uma das promotorias de justiça de tutela coletiva com atuação nesta Comarca. Contudo, não logrei contatar o respectivo titular e desconheço qualquer medida judicial intentada com o fito contraposto à realização da vindoura prova. Não bastasse, não encontrei procuração nos autos.
Em arremate, tendo em conta que a realização do exame seletivo não significa chancelar a ilegalidade aventada, reputo temerária a suspensão sob as circunstâncias fáticas em que ora é demandada.
Assim, manifesta-se o Ministério Público pelo INDEFERIMENTO do pedido.
Campos, 22/11/08, às 18 h 40 min.
Olivia Motta Venâncio
Promotora de Justiça

Flávia disse...

Xacal, existem funcionários de "substituição" na Secretaria de Saúde, que acredito, hoje, ser superior ao número de contratados.A folha é feita pelos gerentes e repassadas diretamente a Secretaria de Administração. Nem o Departamento Pessoal da Saúde conhece esses funcionários e suas lotações. Na primeira leva de demissões, os contratados foram mandados embora, em sua maioria, e ficaram os substitutos, que não tem contrato nem vínculo algum com a Prefeitura.No meu antigo setor, que nem sabia que tinha, eram quase 5 funcionários, em uma sala minúscula, sem fazer praticamente nada...e a "chefe",que tinha que se dividir entre esse e seus dois outros empregos, também era substituta.Euzinha, que tinha 3 anos de Prefeitura, dancei...já elazinha?!Mas, já esperava, minha chefia me odiava...penso que vc já sabe o porque, né???

Bento disse...

hum...hum...do lado de cá do atlântico...fazem clientelismo, assinam por baixo e, quando são descobertos, continuam agarrados ao poder com subterfúgios vários...e...pasme-se! nós aceitamos...

Flávia D'Angelo disse...

Por falar em piada Xacal, vamos a um momento de descontração, pois Blog também é fashion:

O QUE MULHERES E HOMENS NUNCA DEVERIAM USAR

O que não usar - por Arnaldo Jabor

Algumas coisas que as mulheres devem saber que são tristes de usar.
Com isso, e pela importância que dou ao sexo feminino, decidi fazer uma pequena listinha de coisas que simplesmente algumas mulheres deveriam repensar antes de usar (caso uma mera opinião masculina importe).

É triste mulher:

1) Usar esmalte com uma florzinha (ou estrelinha) em uma das unhas combinado com a outra mão (no pé já é caso de internação).

2) Salto de acrílico (a não ser que vá fazer um filme pornô ou agradar o namorado fetichista). Sapato branco também é de lascar.(a menos quevocê seja enfermeira...) Bota Frankstein, aquela do plataformão preto. Nem Mortícia Adams teve coragem de usar... E, sandália com plataformade madeira entalhada. Essa dispensa qualquer comentário

3) Lente de contato colorida. Essa é uma das tenebrosas campeãs. Além de dar uma enorme vontade de lacrimejar de aflição (para quem está de frente com o ser), parece que estamos diante de uma personagem do próximo filme do X-Men.

4) Meia-calça cor da pele, tipo Kendall para o inverno (a não ser que tenha mais de setenta anos ou use debaixo da calça em caso de frio extremo). Em hipótese nenhuma deve ser usada com saia e sandália aberta.

5) Calça justa demais, que aperte as partes íntimas (fica parecendo uma pata de camelo). Calça de cintura baixa com aquelas gordurinhas sobrando para os lados e..... cofrinho aparecendo... . Não obrigue os outros a ter que ver isso!

6) Descolorir os (muitos) pelos da barriga, o famoso 'caminho da felicidade'. Melhor depilar, caso contrário é melhor procurar um namorado que tenha colocado blondor no bigodinho. Farão um lindo par.

7) Unha do pé grande, maior do que onde termina o dedo, além de ficar muito feio pode ser um perigo fazendo 'carinho' com o pé, no marido ou namorado. Se estiver solteira, vá à praia de meia.

8) Calça jeans com muitas aplicações (rosas coloridas, tachas, strass,etc.). Tudo em exagero polui o visual e esse tipo de calça tem muita informação. Usada junto com o item 2 é uma das piores composições. Se pretende sacanear algum namorado (ou ex), chame o para jantar ou dançar, e vá assim.

9) Perfume Paris, do Yves Saint Laurent. Se não estiver na terceira idade não tem desculpa. As pessoas ao redor não merecem isso e nem todo mundo carrega Neosaldina na bolsa. Usar no verão então, é sadismo.

10) Calça legging com tamanco de madeira. Se você não estiver numa refilmagem de 'Grease nos tempos da brilhantina', use outra maneira de chamar a atenção. Há outras (e muito melhores) maneiras de um cara te
achar gostosa.

O que os homens nunca deveriam usar - ou ter usado:

Na coluna passada, brinquei com o meu ponto de vista, sobre o que as mulheres não deveriam usar - pois era sofrível. Foram dezenas de e-mails concordando, mas pedindo para o colunista fazer a mesmíssima coluna, porém sobre os equívocos masculinos. Já tinha isso em mente e aí vai a minha lista para meus queridos leitores. Acho abominável que um homem envergonhe (no sentido estético) a classe masculina usando:

1) O trio mais famoso do que o do McDonalds: pochete, bermuda jeans e sandália papete. Se vier acompanhado do celular (na capinha) na cintura então. É caso para fingir que não conhece.

2) Blazer com gola rolê por dentro. É o figurino preferido de 10 em cada 10 novos cabeleireiros recém bem-sucedidos na cidade. Esse tipo acha esse conjunto o uniforme da 'elegância'. Geralmente abrem salão na cidade com os nomes de Roberto's Coiffeur, Cabral's, Antonio's e por aí vai.

3) Sapato social de 'franjinha' (aquele detalhe de penduricalho em cima). Se for curto a ponto de aparecer a meia branca por baixo, a coisa beira a piedade. Esse tipo fica ótimo num dublador de Michael Jackson cantando 'Billie Jean' no Largo da Carioca.

4) Calça de cintura alta, a chamada 'Saintropeito'. Cuidado com os testículos! Eles não têm culpa se você se veste mal. Gerentes de churrascaria rodízio costumam adotar esse visual acompanhado de uma vistosa camisa vermelha de seda javanesa. Correntão de ouro e pulseira de ouro é melhor esquecer. Deixe para o bicheiros.

5) Perfume KOUROS (Yves Saint Laurent) ou NATURA. Num acampamento pode ser usado como repelente (pena dos seus companheiros de viagem). Um cara que usa esse perfume se torna inesquecível. O trauma nas pessoas ao redor é irreversível.

6) Essa vai doer em muito 'Maurício' mas é a minha opinião: Casaquinho de lã jogado nas costas e amarrado na frente. Esse visual geralmente vem acompanhado de um cabelo arrumado pela mamãe a ' La Roberto Justus'. Tem solução, mas tem que ser mudado ainda na infância ou no máximo adolescência. Depois fica difícil.

7) Unha suja (e sem cortar). Se você não for o mecânico Pascoal da novela 'Belíssima', pode ter certeza que brochará sua namorada oupretendente. Caso seja bonito como o Gianechinni, ela será somente um pouco mais tolerante, entretanto, irá pedir para limpá-las assim que acabar a noite de fetiche com um desleixado. Não esqueça também de aparar aqueles pelinhos horríveis que por ventura saiam do nariz ou da orelha - em nome da higiene, please!!!!

8) Base incolor na unha. Triste amigo. Só limpar e cortar já é suficiente. Cuidado se tem esse hábito, pois daqui a pouco estará pedindo 'francesinha' no salão.

9) Fazer sobrancelha. Se for tirar um fio maior, ok. Agora, se for limpar e afinar nas extremidades, é melhor tomar cuidado. Daí para usar rímel e delineador é um pulo. Não estranhe se vier uma vontade incontrolável de chamar um amigo de infância para assistir 'Brokeback Mountain' comendo pipoca light.

10) Cueca furadinha tipo antiga Adams de cor (vermelha, amarela, marrom etc.). Amigo, por favor, treine tirar a calça puxando a cueca junto. Nenhuma mulher no mundo agüenta esse choque visual. Se ela vir a sua cueca é provável que você fique na mão (literalmente) Esqueça também a sunga branca na praia. Nem precisa explicar...

Arnaldo Jabor

Flávia D'Angelo disse...

Aí Xacal, mais uma piada:
O Órgão Especial do Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo absolveu nesta quarta-feira (26) o promotor Thales Ferri Schoedl, acusado de matar o jogador de basquete Diego Mendes Modanez em Bertioga, litoral de São Paulo, em 2004.
Pois é, alegaram legítima defesa...12 tiros!!.

Anônimo disse...

25/11/2008 11:36

Transição em Campos

Quem imaginava que o superfaturamento de obras ou até mesmo os shows milionários fossem o principal ralo da corrupção em Campos, vai se surpreender com as notícias que virão à tona sobre as secretarias de Educação e Saúde.

É inacreditável que, nos dias que antecederam o 1º e o 2º turnos das eleições, empresas ligadas a medicamentos tenham recebido telefonemas e aceito propostas indecentes, como por exemplo, vender remédios e material hospitalar sem entregar. Algumas notas comprometedoras já foram parar nas mãos de pessoas influentes, que estão chocadas como alguém pode fazer notas de R$ 300.000 e R$ 400.000 e não entregar sequer uma seringa.

O dinheiro, segundo investigações preliminares foi usado na compra de votos, em favor do candidato oficial. O que pouca gente sabe é que a derrama com o dinheiro público, teria sido maior se a secretaria de Fazenda da prefeitura não fosse fechada, funcionários dispensados e suas portas lacradas.

A medida foi adotada, numa tentativa extrema para impedir que as cartas-convites e as tomadas de preço continuassem sendo pagas, às vésperas do 2º turno, sem as obras ou as compras sendo efetivadas.

Alguns empreiteiros, notadamente os que moram em Campos, estão tão desesperados com a possibilidade de auditoria em suas obras, que mesmo já tendo recebido toda a fatura estão fazendo agora algumas obras que já foram pagas.

Se o prefeito Alexandre Mocaiber quisesse de fato, um mínimo de transição civilizada, proibiria a farra de gastos que vem acontecendo nos últimos dias.

Basta ler o Diário Oficial e conferir as publicações.

Monica disse...

O que não consigo entender é a falta de respeito com a inteligência alheia da parte de nossos governates. No periodo da campanha uma das coisas mais abominadas e detonadas pela "transitada" prefeita, foram os terceirizados. E agora entra em ação o famoso "jeitinho brasileiro"? Que pena. As coisas já estão ruins antes mesmo de começarem.Cada vez mais entendo que não podemos nos calar! Vamos ser a pedra do sapato deles!!!

dingtin disse...

Caro Xacal,

Há coisas que leio e que me deixam surpreso. Roberto Moraes postou recentemente que, em virtude de suas atribuições profissionais, ele está com pouco tempo para colocar novas postagens em seu blog.
Fiquei surpreso: durante o primeiro e segundo turno o professor postava - religiosamente - várias notas diariamente. Neste período o professor não estava trabalhando? O que acontecia, naquela época, com suas "atribuições profissionais"? Esse Roberto Moraes é mesmo uma piada. De mau gosto, mas uma piada.
No meu ponto de vista, não existe diferença entre o professor Roberto Moraes - que ganha dos cofres públicos federais - e os terceirizados da prefeitura.
Ou seja, Roberto Moraes é tão desnecessário ao Cefet quanto os terceirizados da PMCG. Afinal, ele pouco ou nada trabalhou durante os meses que antecederam o 1º e 2º turnos das eleições, já que vivia grudado na internet dia, noite e madrugada, defendendo seus nteresses..
E pensar que é gente assim que ainda posa de bom moço pra galera. Tsc, tsc, tsc...

Bruno Lindolfo disse...

Não sabia que o Jabor agora dava plantão de moda também...

Flávia, com relação a absolvição do promotor, mesmo que num caso assim paire sempre aquela suspeita de corporativismo judiciário é preciso evitar fazer juízo sem conhecer os autos, saber dos fatos concretamente etc.

Li agora pouco dois depoimentos de testemunhas no blog do Cláudio Andrade, infelizmente um é da da vítima sobrevivente e o outro da namorada do promotor, seria interessante ler outros depoimentos.

No entanto, há uma parte no final do depoimento da vítima sobrevivente que certamente contou muito para a absolvição e o entendimento que de fato o que ocorreu foi legítima defesa:

Tentei ir pra cima dele porque me vi sem saída porque não tinha pra onde eu correr, e eu não ia me virar de costas pra ele e tomar uns tiros nas costas.

Ora, se a intenção do promotor era desde o princípio atirar para matar como supõe a vítima sobrevivente, porque então o faria pelas costas se antes já havia dado (péssimo cacófato) dois tiros à esmo com intuito de afastá-la?

Que pessoa armada permaneceria inerte quando duas outras avançam em sua direção?

Que pessoa em meio a um desentendimento, ânimos exaltados, portando uma arma, teria sangue frio de esperar seus agressores se aproximarem para ver de fato quais seriam suas atitudes?

Proporiam um aperto de mãos?
Dariam um abraço?
Tão somente desarmariam o promotor?
Ou tomariam-lhe a arma e atirariam contra ele?

São hipóteses a se pensar.

Flávia D'Angelo disse...

Pois o fato, Bruno, é que: se ele não fosse promotor, e nem estivesse armado, tendo meio metro de altura, ele tiraria onda ou discutiria com um bando de homens??Esse não foi o primeiro episódio dele.Defesa dar 04 tiros em uma pessoa?, descarregar 12 tiros...defesa contra dois homens??? Me desculpe Bruno, coorporativismo claro, pois nem homicídio culposo? Se eu atropelar um ciclista que veio na contra mão, e matar, respondo por crime culposo...já o promotor, que se garante por seu emprego e por uma arma no bolso...legítima defesa??? Quem anda armado, bem intencionado não está, ainda mais com o histórico dele!!Os caras da boate que bateram em Marcelo Novaes, que levou 20 pontos na testa, durante uma briga, estão sendo presos e processados...então???

Xacal disse...

Flávia e Bruno,

ótimo debate...

Concordo com Bruno, é temerário fazer comentários baseados em repercussões da mídia...

Por outro lado, sempre fazemos isso, quando se trata de pessoas menos favorecidas, e ao que parece, mesmo que sem intenção, reivindicamos certo cuidado quando os acusados são integrantes dos andares de cima...

Temos então vários complicadores para análise: de um lado o clamor popular(não menos nefasto) de condenar alguém com "mais posses", ou detentor de algum cargo importante...
De outro, a possibilidade de se criar uma rede "de proteção", de auto-preservação para oriundos do establishment...

Nesse contexto, o que menos importa é o que deveria nortear a discussão: os fatos, as provas, a lei e um julgamento justo...

A sensação que tenho, e preciso ressaltar :é um palpite, sem base algum, é que um dos dois lados sairia ferido ou morto, diante da prepotência e arrogância de todos: os supostos agressores, entre eles as vítimas, que se valeram do maior número e força para ameaçar e acuar o promotor, e esse último, seguro de si pela arma que portava...

Juntem ingredientes explosivos, como álcool, multidão, falta de policiamento, etc, etc...e pronto: tragédia...

Se o promotor realmente fez disparos para o alto, como demonstração do porte da arma, e mesmo assim, os jovens insistiram em seguí-lo e continuar a contenda, uma coisa parece clara: os jovens não se intimidaram, e portanto, não acreditaram que ele atirasse neles, o que os encorajou a atacar o atirador...

O número de tiros pode significar sim um excesso, que ultrapasse a legítima defesa, mas, infelizmente, os eventos chegaram a tal ponto(e aqui, repito, todos foram culpados)que o promotor teria que atirar para matar...

São hipóteses, apenas...prejudicadas, como dissemos, pelo desconhecimento dos autos...

Agora Flávia, sinceramente, entre levar 20 pontos na cara, e atirar em alguém, prefiro a segunda alternativa...mas essa é uma escolha pessoal...por isso não ando armado e escolho não estar em multidões...

um abraço

Flávia disse...

Com certeza Xacal, as vítimas se garantiram por estarem em maior número...mas minha indignação é referente a absolvição total, nem um homicidiozinho culposo?? Penso que desta maneira, poderia gerar um sentimento de impunidade e proteção, que lá na frente, poderia ocasionar outra tragédia. E falo baseada no que disseram não ser este seu primeiro ato de agressão.Penso como mãe, penso ser errado arrumar qualquer tipo de briga, ainda mais por causa de mulher, como disse, os dois erraram, mas absolviçaõ total, não engulo e não concordo!!