sábado, 6 de dezembro de 2008

Nosso unabomber...

Já temos nosso justiceiro...Não importa que se ultrapasse os limites legais, ou que se extrapolem atribuições...Desde que se consiga vincular sua necessidade de holofotes com a tragédia alheia...Aí estão os ingredientes para que cometam arbitrariedades no combate a outras arbitrariedades...!

Bom, mas não foi esse valoroso capitão nascimento ministerial que pregou a tortura para os supostos assassinos da menina Isabella Nardoni, nas folhas de embrulhar peixe....?
Então "tá" explicado...!

A pergunta é: Por que tanto alvoroço depois que a tragédia acontece...? Onde andam os super heróis dos interesses "confusos" que não conseguem adotar providências preventivas, dentro dos trâmites legais e dos prazos que não maculem a segurança jurídica e a divisão dos poderes constituídos...?
Se haviam construções ilegais, sabidas e conhecidas há anos, onde esteve a intervenção serena e perene do MPE...?

Ahhh, mas assim sai no fantástico...é "pr'o" fantástico...?E ainda dá para dar uma voltinha de ultraleve ou de helicóptero...

6 comentários:

Anônimo disse...

Xacal,
Interessante registrar:
a) a inércia deste sr. no caso dos telhadeiros (sumiu do mapa);
b) a necessidade dele por um holofote.
um verdadeiro parvo...

Tramem disse...

Vamos ver se o capitão vai agir na prevenção e adentrar as terras arrendadas a usina sapucaia e destruir os diques de lá antes que o Muriaé mostre sua fúria aos moradores de Cardoso Moreira e os campistas de 3 Vendas...

Anônimo disse...

Olha faca!!!!!

Renato Gonçalves disse...

Xacal,
apesar de concordar com seus questionamentos sobre a postura e coerência deste representante do MP,confesso que minha primeira reação ao ver tais declarações foi um mixto de alegria e indignação.
A felicidade é por estar constantemente na trincheira contrária a estes fazendeiros (que não medem atitudes na hora de afrontar e amedrontar os trabalhadores rurais de nossa região)e portanto ver ao menos uma vez eles sendo desmascarados em público.Já a indignação é por também ver que a velha história muitas vezes já denunciada de "grilagem" de terras afetam também a vida de milhares de pessoas.

Xacal disse...

Certo Renato,

Mas reafirmo, a solução das históricas injustiças de nossa região não devem ser superadas por "justiceiros"...

Uma de nossas experiências mais cruéis repercute em nossa "carne" até hoje...

O "super bolinha" ou napô da lapa, era o vingador dos "gentios" contra os "sanguinários" usineiros...

Os gentios continuam onde estão...só mudou quem segura o "cabresto"...

Axel disse...

É vexaminosa a inércia do MPE diante de tudo o que acontece na vida pública local. Inércia essa que só é comparável ao desejo de posar para holofotes e obter, às custas de um bom Lobby, promoções dentro do próprio MP.