terça-feira, 30 de dezembro de 2008

Pilatos...

O discurso das "autoridades" policiais, chamadas a repercutir os índices de criminalidade violenta, registrados nas regiões norte e dos lagos, é um primor de idiotice, obtusidade e cinismo...

Revela o que já sabemos: não há um enfrentamento sério das responsabilidades, e uma busca por soluções que revertam quadros negativos...

Quando instados a explicar os péssimos números, que colocam a região norte e dos lagos dentre as mais  violentas do RJ, e por conseqüência do país, nossos "gênios da segurança pública" (delegados e comoandantes da PMERJ)utilizam o mesmo surrado artifício: desqualificar a pesquisa, seus métodos e, em alguns casos levantam suspeitas de que há interesses escusos por detrás da divulgação...
No entanto, não apresentam números, nem métodos alternativos...Só blá-blá-blá para as câmeras e folhas...
A fala do delegado titular de Macaé é lapidar: levanta suspeitas sobre a veracidade dos registros de homcídio...Pelamordedeus...a ASPLAN (Assessoria de Planejamento), órgão responsável pela tabulação dos dados das DPs do Estado, que são repassados ao ISP(Instituto de Segurança Pública)faz a coleta diária junto as Coordenadorias Regionais de Polícias (As CRPIs)...Todos os Registros de Ocorrências das Delegacias convencionais, como a 123DP, têm cópias remetidas para confirmação dos dados...Já os dados das DPs Legais estão disponíveis on-line...
É possível divergência...?Sim, claro, mas nunca em níveis tão discrepantes...
Essa "briga" dos números demonstra, de plano, o mais grave aspecto do combate a criminalidade no Estado:
A incapacidade de tabular, e produzir estatísticas confiáveis e aceitáveis pelos órgãos envolvidos...Se não conseguem "contar", como conseguirão planejar as medidas para prevenção e investigação...?

Outro risco, muitas vezes provocado pela necessidade da mídia de simplificar o tema, de falar sobre problema com várias causas e efeitos...
Na busca por uma justificativa "fácil", reduzem a complexidade a um nível irresponsável: ora é o tráfico, ora é o desenvolvimento econômico, ora é a "importação de crimes e criminosos"...
Nunca, nunca o fracasso da segurança pública é atribuída a um motivo óbvio: Os erros graves cometidos por gestores,  que durante anos e anos tratam o combate a criminalidade com viés eleitoreiro, e pior: para atender a demanda de estratos determinados da sociedade, ou seja, os ricos...

Desta maneira, vamos seguindo nosso "calvário de ódio"...Sempre celebrado com as mesmas "ladainhas"... Enquanto "eles" lavam as mãos sujas com nosso sangue...

Lastimável...

8 comentários:

Anônimo disse...

Temo que a violencia seja tambem praticada por aqueles que recebem dos nossos impostos,cidadão.

Anônimo disse...

BOLSISTAS DA ESTÁCIO:

SOCORRO!
QUANTA HUMILHAÇÃO...

claudiokezen disse...

No Brasil nós temos problemas para profissionais gerenciados por políticos amadores.

Gustavo Alejandro Oviedo disse...

claudio, politicos amadores eh uma redundancia, basta chama-los de politicos.

Aquilo que è prestáçao vital do estado (seguranca, saude e educacao)è o que pior funciona, repararam? Comeco a achar que esses recursos deveriam ser abertamente gerenciados por terceiros.

Anônimo disse...

Ô Xacal.
Concordo com você, divino mestre, de que a imprensa de Campos está domesticada. Mas e os blogs? O seu, cara pálida, é uma das excessões.
Discorda?

Tecnenfermaginando disse...

Neste universo politicamente sujo, vc surge como nosso "salvador da pátria"... entendi bem?
Concordo em gênero, número e grau!
Seu blog é mil!
Excelentes colocações!!

Lalah disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Xacal disse...

Não, não, não...a trolHa é,espaço de reflexão, defeitos, críticas, contradição e liberdade explícita...

agradeço a admiração, isso me envaidece, mas o sentido é o anti-heroísmo, a sarjeta, a boca suja e maltrapilha...

o questionamento é vosso, não o delegue para ninguém...

aqui não há heróis, nem finais felizes...