quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Maternidade mortal...

A UNICEF divulga seu relatório denominado, Saúde Materna e Neonatal...Ali estão dados aterradores....

No informe, os dados comprovam que mulheres grávidas e parturientes dos países em desenvolvimento têm 300 vezes mais chances de morrer, em complicações relacionadas à natalidade, do que nos países ricos...

Já os recém-nascidos dos países pobres têm 14 vezes mais chances de morrer até o primeiro mês de vida, em relação ao nascidos nos países ricos...

O número absoluto de mulheres mortas é de 500 mil por ano, dentre essas,  70 mil na faixa etária de 15 a 19 anos...

As declarações da diretora executiva do UNICEF, Ann Veneman, relacionam os países da Ásia e África como os principais detentores desses índices macabros...

Para se ter uma idéia, nos países ricos a taxa de mortalidade de mulheres é de 1 para cada 8.000 partos, enquanto nos países como Serra Leoa, Níger, Angola, etc, etc essa proporção salta para 1 a cada 76...

O mais grave é que 80% das mortes seriam evitadas se essas vítimas tivessem um pré-natal básico, barato e eficaz.... 


Fonte: El País.

Um comentário:

discípula disse...

Por falar nisso, você já ouviram falar na cidade Almolonga? Sabia que lá 90 por cento das pessoas são cristãs de verdade, no intimo, e ja fechou a cadeia, e hospitais???? Aposto que os parto lá estão super sadios. Inclusive quando era uma cidade criminosa a terra era tão seca que não brotava nada. Hoje as frutas e legumes são graúdos.

ALmolonga... procurem saber... Lindo!!! Onde tem caráter verdadeiro de Cristo, as coisas mudam.. creiam. Religião é que é um saco! Cansa.