segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

O mito da eficiência...

Os discípulos do deus-mercado, que rezavam na cartilha do consenso de Washington, mantinham na imprensa nacional, e no inconsciente coletivo, uma falácia dita mil vezes, e que assumiu ares de "verdade"...

O setor público é por natureza ineficiente, corrompido por demandas políticas, carcomido por práticas criminosas, que impedem os impostos de serem revertidos para suas funções precípuas...

Já o setor privado não padece desses males, pois a "busca" pelo lucro, alimenta a eficiência, e por conseqüência, quase natural, faz com que haja um retorno sempre satisfatório, em bens e produtos, pelos quais pagamos...

Essa foi a base do pensamento para a privatização em larga escala do setor de saúde brasileiro, através dos planos e seguradoras de saúde...

Contra as filas, e as fichas para marcação de consultas, ambientes putrefatos, a ausência de atendimento e a "insensibilidade" dos servidores públicos, que escondem sua omissão atrás de anos de estabilidade, temos a pronta resposta:
Médicos atenciosos, hospitais e consultórios climatizados e totalmente clean, procedimentos e atendimento de primeiro mundo, desde que se pague por isso...

Pois bem...após alguns anos, a falácia mostrou sua veradeira face...Com a migração de boa parte da classe média para o setor privado de saúde, as operadoras demonstram uma incapacidade endêmica em atender seus usuários...São campeãs nas reclamações de consumidores, e se rebelam contra a regulação(leniente)das agências...
Com o cerscimento da base de usuários, a qualidade e exclusividade do início, foi trocada por demoras, em alguns casos, de meses para marcar uma consulta, e restrições de toda a sorte em procedimentos e intervenções...

Nesse fim de semana, procuramos no Pronto Atendimento Unimed um especialista para uma emergência otorrinolaringológica...
Naquele espaço que mais parece uma recepção de hotel, fomos gentilmente informados que não havia um especialista disponível, mas que seria avisado, para que então, se deslocasse até o estabelecimento, e atendesse a solicitação de um parecer, requisitada por um colega pediatra, que já fizera a primeira triagem da gravidade do caso...

Qual não foi nossa surpresa...?O dito especialista, Dr Rafael Torno, à distância, e pelo telefone, se negou a comparecer para cumprir sua obrigação, e convenceu o médico pediatra plantonista a assinar uma nova receita, com nova prescrição, isso tudo, sem que o especialista examinasse a paciente...Um atendimento "por tabela"...Se guiou apenas pelas impressões de um generalista, que já havia declinado o diagnóstico, e justamente, pedido auxílio dele, um especialista...
Ainda que informássemos sobre o histórico de graves infecções auditivas da paciente, nada fez com que o "açougueiro" travestido de médico lembrasse de seu compromisso com a medicina...

Todos sabemos que nesse período, nossa cidade praticamente pára, e migra para praias e outros locais de descanso...Mas quem deseja sossego absoluto, férias intocadas, não faça medicina, não preste concurso para polícia, bombeiros ou outras profissões que exigem disponibilidade...

Diante disso, a empresa de plano de saúde, a Unimed, não providenciou nenhuma solução de contingência, e retornamos para casa sem o atendimento necessário, a não ser uma nova receita, aviada por telefone...

Para quê médicos então...?Não seria melhor pagarmos a um serviço de telemarketing médico, onde diríamos os sintomas e a atendente "receitasse" os remédios e providências...?

Enfim, vocês sabem onde há especialistas plantonistas para resolução de emergências/urgências...? Sim, no bom e velho Ferrreira Machado...! Como todo o sistema público de saúde, permanece com a parte onerosa, enquanto planos e seguradoras "aproveitam" a parte rentável do setor, e ainda o fazem de forma desqualificada...!

Em matéria de saúde estamos entregues a uma combinação perigosa: empresas canalhas e médicos omissos...

18 comentários:

Anônimo disse...

E você não fez nada? Afinal você foi lesado!! E então Xacal cadê você?

Xacal disse...

o que fiz, farei ou deixarei de fazer é problema meu...

não confunda uma crítica, baseada em fatos acontecidos com minha vida privada, com permissão para questinonar minhas escolhas e atitudes...

Milena disse...

Acompanho e admiro suas postagens caro Xacal, mas como formador de opinião que se tornou (e não venha com demagogia de celebridade que quer privacidade e o que acontece em sua vida privada é problema seu, mesmo tendo você tornado um fato público), colocou-se em xeque para nortear ações. Muitos esperam ver o que um cidadão crítico, esclarecido e politizado faria. Não espero sua resposta, talvez uma alfinetada como fez no anônimo, mas não me importo... Só gosto de colocar os pingos nos "is"

Jacaré-Chinfrim disse...

E a confusão permanece.

Não acham, os leitores, que a crítica de Xacal foi oportuna e eficiente? Certamente, as atitudes que tomou ou tomará serão de acordo com sua postura pessoal tão exposta aqui no blog e que não precisam, necessariamente, ser alardeadas. Talvez, após as ações que julgar convenientes venha comentá-las. Talvez decida-se por não tomar atitude nenhuma. Isso é pessoal e Xacal já demonstrou que nunca decidiu ser guardião da verdade. Aliás, gosto de tê-lo como interlocutor justamente por isso.
Melhoras ao rebento, pá.

Xacal disse...

é que o pessoal está acostumado justamente com o contrário:

querem super-heróis que lhes receitem "a solução" e façam bravatas sobre seus feitos...

a crítica, o conteúdo do questionamento, importa pouco, frente a cultura do "celebritismo"...

já dissemos e repetimos: aqui não há heróis, nem finais felizes...pensem por si mesmos, e façam o que quiserem...mas vão pautar a puta que lhes pariu...

Tecnenfermaginando disse...

Xacal,
sinto informar,
mas no Ferreira a coisa não é mto diferente não.

tb precisei de um otorrino, num outro hospital particular(concorrente), fui informada q só com consulta marcada, ou seja, durante a semana, mas q poderia ser atendida por um clínico na emergência.
ele(a) nem se deu ao trabalho de examinar as tonsilas palatinas de meu filho e de imediato receitou duas injeções.

para minha revolta (pq sou mesmo mto domesticada) aceitei, quietinha.

fiz contato com o Ferreira pra saber se haveria um otorrino de plantão...
bem, ele havia saído pra almoçar e não sabiam dizer q horas retornaria... mais tarde, ainda não sabiam dele... enfim, desistimos.

hj pela manhã, decidimos confirmar a consulta com um infectologista e esquecer todo o resto.

:( e lamentar.

Anônimo disse...

O que voce fez? Procurou outro médico? Aviou a receita? Esperou o dia seguinte? Foi ao HFM?
E a criança? Melhorou? Houve dano?

Anônimo disse...

Respeito sua indignação mas, parece que o "denuncismo" de Garotinho te pegou. Fique esperto!

mauricio disse...

Hoje quando me sinto lesado, pinto o caralho, seja no Procon ou na própria justiça. E aconselho que todos façam o mesmo, só assim essa corja toma alguma atitude. Quanto aos homens de jaleco branco tenho vários amigos que o são e várias vezes questionei algumas atitudes que alguns praticam. Vou exemplificar, a "ética" médica, o colega pode fazer a cagada que for que os outros se calam; o cara cobra uma cirurgia ao paciente(seja particular ou "Social", esta última mas uma obra para posteridade de nós campistas) e depois faz o cara ainda debilitado assinar uns papéis e cobra novamente do SUS; depois de combinar o preço da cirurgia e operar o cidadão, pra te fornecer um recibo faz uma manha du caralho, pois, se te der o mesmo sabe que irá ter de declarar ao IR. Não estou aqui juntando todos os profissionais, mas quem tiver algum amigo médico questione o que exlicitei acima e vejam se estou mentindo.

Jonas Beyruth disse...

Semana passada fui muito bem atendido no HFM, fiquei pasmo com o tom delicado e interessado que a médica ou acadêmica loirinha me atendeu e pasmem ela é apresentadora de tv também!rs

Jonas Beyruth disse...

Apesar de ela ter negado ser a menina da tv, só se tiver irmã gêmea.

Anônimo disse...

Ouvi dizer que a medicina cubana é 10, passagem de ida p você...sem volta

Maria disse...

Tenho pais e amigos médicos. Alguns sabem o que isso significa, outros buscam ser Doutor. Por isso, gostaria de sua permissão para encaminhar seu post.

Xacal disse...

pode utilizar nossos posts, e não precisa de nossa prévia autorização...

Carequinha disse...

primeiro conheça Cuba otário. depois vem latir , eu quero a passagem, me dá!

Tramem disse...

Faço minha suas palavras Carequinha. Quem me derá pudesse estar vivendo em Cuba nesse momento cada vez mais promiscuo que vive com bem diz Xacal o pantano goytacá...

Anônimo disse...

se cuba é tão bom,
por que o pessoal foge de lá
e não para lá?

Anônimo disse...

aos panacas que querem ir para cuba é fácil, basta solicitar bolsa aos corruPTos, depois quando a realidade bater à porta é só lutar pelo reconhecimento do pseudodiploma, o que aliás o CREMERJ é contra