quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Reza forte...

O grupo(ou quadrilha..?)responsável pela (des)organização do Carnaval(...?)em Campos dos G. mostrou que seu "santo" é forte...

Encurralou a prefeita, e disse quem é que manda...O que não sabemos é a origem do "poder" de "convencimento" desse poderoso lobby...Com certeza não é a utilidade e beleza do espetáculo(trsite) que promovem...

O que será então, que fez a prefeita da mudança mudar tão rápido de opinião sobre os Carnaval...?

Quem sabe...?Será os "encantos de momo"...ou o caboclo caixa dois...ou o exu cabresto eleitoral...? ou todos eles juntos...?

13 comentários:

Flávia disse...

Seja bem vindo, fiquei preocupada com o "sumiço" temporário...bom saber de seu retorno, vc faz falta!!

Grazie disse...

Xacal,
não era pra ter carnaval, nem pra falar sobre esse assunto diante de tanta coisa acontecendo com a cidade, com tanta coisa pra se colocar em ordem. Na verdade acho que nem show era pra ter no Farol!
VOu te dar um exempo trabalho num posto de saúde, a Ampla cortou a luz em meado d dezembro por falta de pagamento. O que se fez pra mudar a situação? Um "gato", acredita???

Marcos Valerio disse...

E então companheiro? Achei que estivesse de férias, rs! Bom retorno!

Anônimo disse...

Outra que cobra: a Folha da Manha coloca uma manchete engraçada (e como sempre, mal redatada) onde disse que Rosinha ja deveria ter feito 50 casas populares nesta semana.

Anônimo disse...

para q esse esperdicio de shows no farol num momento em q a populaçao passa fome, frio com probls de enchente, desgoverno e a prefeita jogando dinheiro fora com shows q eram tao criticados nos governos passados!!!!

isso e mudança?


eo valores dos DAS, ninguem fala mais nem comenta

Anônimo disse...

e o desemorego q esta por vim no fim do mes.

nao se tem dinheiro p pagar os terceirizados mas tem p shows.

sera q e a quatro ventos que esta fazendo os shows????

Tecnenfermaginando disse...

Oi, Xacal.

A febre desta vez foi quartã, não?

Então, "tudo igual, como antes, no castelo de abrantes", já diziam.

E já chega detonando, fico com a opção do cabloco caixa dois.

Mas os shows e o carnaval fazem parte uma estratégia de marketing (tb usada pelo cônjuge) em tapar o sol com a peneira, tipo mandar a poeira pra debaixo dos tapetes.

...

Anônimo disse...

SEM VERÃO e CARNAVAL,os cofres(particulares) ficam mallllllllllll.
Ou será que vcs se esqueceram a diferença entre SEIS e MEIA DÚZIA?

Anônimo disse...

Acabou de encerrar a reunião coordenada pelo governo do estado com os prefeitos de municípios atingidos pelas chuvas e enchentes de mananciais hídricos, realizada em Itaperuna, no Noroeste fluminense. do site da PMCG, acabou de encerrar???

toma ferro disse...

Acho engraçado Xacal q qdo acaba o carnaval os responsaveis por essas agremiações carnavalescas d merda trocam d carro viajam td c o nosso dinheiro...Absurdo esse carnaval d merda..Kd a mudança minha cara Prefeita!

Anônimo disse...

O recadastramento inclui os terceirizados que atuavam nas fundações José Pelúcio e Facility. Ao todo, são 14.658 servidores, sendo 5.379 que correspondem aos 40% que foram dispensados no ano passado e os 9.279 correspondentes aos 60%. Por determinação da Justiça do Trabalho, todos terão que ser dispensados no próximo dia 30. Ué RH o terrivel não dizia que eram mais de 20 mil ? que não tinham dados/ a máscara caiu e vão manter os 14658 ? ou só os que entraram ainda na gestão do coronel bolinha? A pergunta mais importante do formulário é O ANO em que foi contratado!

rodrigocherene disse...

O que será então, que fez a prefeita da mudança mudar tão rápido de opinião sobre os Carnaval...?


mudar de opinião ?

quando?

Marcelo Gato disse...

Só bobo não nota que a prefeita já fechou apoio financeiro mensal ao Grupo Folha, na forma de "verba publicitária". Não fosse isso, como justificar as constantes inserções de notícias com o nome de Rosinha na coluna da apaniguada Marcia Angela? Todo mundo sabe que a Diva não deixa sair elogios a nomes de quem não pague por isso. É prática costumeira na Folha.
Outra coisa: soube que a decisão pela não realização do Garoto/Garota Farol é religiosa, sim. Rosinha acha que concurso de gente quase peladona "não é digno de um governo evangélico".
E O Diário é o único jornal no mundo onde uma colunista faz oposição ao patrão. Já repararam nas notas da coluna da Maria Ester, desancando o novo governo, nas entrelinhas? A nova Corte é tão burra, que lê e não entende.