sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Cinismo ou necessidade...?

Alguns jornalistas de coleira se excedem na tarefa de "comer na mão" de seus "donos", o que adiciona certa dose de cinismo em sua alegada necessidade de defender "algum", para o "leitinho das crianças"...

Ainda que reconheçamos que as possibilidades para exercer um jornalismo com dignidade nessa cidade sejam escassas, quando nos deparamos com certos exageros na adulação dos "patrões", só nos resta acreditarmos que se trata de um ofício ao qual se dedicam com gosto, ou seja: adoram abanar o rabinho, deitar, rolar e fingir de morto...
Vejam a quantas andam nosso jornalismo de coleira, em texto publicado hoje no diário da corte...

"Uma das tarefas a que tem se dedicado a prefeita Rosinha Garotinho em suas andanças pela capital, é a de projetar no imaginário nacional uma nova imagem para Campos. Nos últimos anos, a cidade teve seu nome associado ao saque das verbas públicas e ao desperdício, onde governantes corruptos protagonizaram as mais deprimentes cenas que o Brasil inteiro tomou conhecimento."
(...)

As mesmas verbas que faltam aos hospitais e que resultam nas intermináveis filas dos desesperados, humilhados e ofendidos, que agonizam à espera de melhor sorte. Ou da morte. Há sempre um providencial e asqueroso habeas corpus que os protege em suas nefandas práticas, ao mesmo tempo em que esbofeteia nossa face ruborizada de horror e vergonha."

 Alguém precisa avisar que a "imagem" do seu objeto de adoração, a prefeita, não é o que podemos chamar de exemplo, ou o nobre jornalista esqueceu da ação de improbidade que respondem a prefeita e o seu prefeito por contratações irregulares, e que boa parte do seu staff esteve em temporada em Bangu 08, até bem pouco tempo...? Isso sem mencionar o seu ex-chefe de polícia...!

Outro ponto contraditório no texto do Paulo Renato Pinto Porto é a menção ao habeas corpus que protege "nefandas práticas"...Ora, ora, será que ele se refere ao habeas corpus preventivo que seu dono e chefe, o napoleão da lapa, pediu no ano passado no calor das investigações...?

Lamentável...

17 comentários:

Gustavo Landim Soffiati disse...

Mas a imagem de Campos projetada no imaginário nacional não precisa corresponder à "realidade" (embora imaginação também faça parte da realidade). Faltou a você uma leitura mais generosa do texto do jornalista. Rsrsrs.

Xacal disse...

Pode ser, pode ser, eu ando meio ranzinza ultimamente...

Gustavo Landim Soffiati disse...

Nem precisava dizer...

Anônimo disse...

Paulo Renato é um dos melhores textos de Campos.
De cultura ampla - destaco sua dedicação à historia da música e do futebol - vem se "perdendo" na sua sobrevida.
Imagino seu sofrimento por ter de produzir material que quem o conhece jamais imaginaria.
Há recuperação! Triste é ocupação como voce mesmo disse.

Anônimo disse...

Ranzinza ? Vc tá é precisando arranjar uma mulher. Se é que gosta ?

Esclerosado, cruel, fofoqueiro,
infeliz, maldoso, recalcado, intelectual de bosta. Faça alguma coisa por alguém, ao invés de só querer destruir idéias e conceitos. Doe amor e compaixão.
Seu perfil é de esquizofrênico e pedófilo. Arnaldista e Ilsanzeiro.
E ainda tem gente que gosta.

Xacal disse...

Tá aí um dos "garotinhos" mal comidos por mim, o "pedófilo"...

Xacal disse...

E mais:

não destruo idéias e conceitos, eu as debato, democraticamente, o que destruo é a canalhotice(canalhice com idiotice), o puxasaquismo e a subserviência...

os fanáticos da lapa são incapazes de formular idéias ou conceitos, logo não deveriam estar tão incomodados...!

vou doar meu amor e compaixão para a sua patroa, sua irmã ou quem sabe a mamãezinha, se tiver em bom estado é claro, pois sou pedófilo(caço garotinhos) e não necrófilo...

passe seu endereço e telefone lá pro e-mail da trolha, e aí quem sabe vc poderá também desfrutar de todo meu amor e compaixão em família....

Crias...todas de parto normal disse...

vamu amenizar a coisa!...vamu nada. Ó tô inaugurando mais um blog...dá uma passada por lá...

http://criastodasdepartonormal.blogspot.com/

Anônimo disse...

Imbecis adoradores deste covarde, covarde sim porque se esconde no anonimato como dono de blog, fácil atacar todos com baixaria no anonimato, ele pelo menos mostra a cara, Xacal cagão, calça curta, ou saia curta?

Anônimo disse...

A mídia brasileira é bem definida por sujeitos como o Mino Carta, que nunca se cansa em denunciar não só a falta de capacidade moral, como também a grossura, falta do mínimo de educação, baixeza, formação intelectual baixíssima, um grau de leitura quase zero.

O jornalista brasileiro(generalizando) é inculto, grosso, fora de lugar e extremamente servil, faz o que o chefe manda até nos suspiros.
Jornalismo não é medicina nem advocacia, os predicados para se exercer são bastante menores que qualquer outra área, a formação acadêmica de um jornalista é jogada na lata do lixo assim que ele entra pra um jornalão, ou qualquer área do grande meio, que faça a distribuição da informação em massa.

Falta independência para quem faz jornalismo também, e isso vem da formação cultural, que tristemente a grossa maioria não tem.
A nossa cidade não é exceção do que acontece no restante do país.
Os jornalistas dos jornais campistas são tão ruins que qualquer um pode escrever; ninguém percebe difenças(metodológicas;textuais; ideológicas) nos artigos.

Anônimo disse...

A mídia brasileira é bem definida por sujeitos como o Mino Carta, que nunca se cansa em denunciar não só a falta de capacidade moral, como também a grossura, falta do mínimo de educação, baixeza, formação intelectual baixíssima, um grau de leitura quase zero.

O jornalista brasileiro(generalizando) é inculto, grosso, fora de lugar e extremamente servil, faz o que o chefe manda até nos suspiros.
Jornalismo não é medicina nem advocacia, os predicados para se exercer são bastante menores que qualquer outra área, a formação acadêmica de um jornalista é jogada na lata do lixo assim que ele entra para um jornalão, ou qualquer área do grande meio, que faça a distribuição da informação em massa.

Falta independência para quem faz jornalismo também, e isso vem da formação cultural, que tristemente a grossa maioria não tem.
A nossa cidade não é exceção do que acontece no restante do país.
Os jornalistas dos jornais campistas são tão ruins que qualquer um pode escrever; ninguém percebe diferenças(metodológicas;textuais; ideológicas) nos artigos.

Anônimo disse...

ai.. ai...
Chacal é o tal!

Anônimo disse...

MEC vai modificar currículo dos cursos de jornalismo
RIO - O Ministério da Educação (MEC) criou uma comissão que vai rever e modificar as diretrizes curriculares que orientam os curso de graduação em jornalismo. A comissão foi designada por uma portaria publicada no Diário Oficial da União desta sexta-feira. O ministro Fernando Haddad chegou a comentar a possibilidade de criar cursos de especialização em jornalismo para que formados em outras áreas também possam exercer a profissão.

A comissão de especialistas vai funcionar durante 180 dias e terá a primeira reunião no dia 19. Ela foi constituída pela Sesu (Secretaria de Educação Superior).

Para a secretária de Educação Superior do MEC, Maria Paula Dallari Bucci, as diretrizes em vigor abrangem toda a área de comunicação social e são pouco específicas para a formação em jornalismo.

- A intenção é garantir um melhor processo formativo para o profissional do jornalismo, já que a diversidade e as peculiaridades da profissão não são hoje contempladas pelas atuais diretrizes - afirma.

As diretrizes curriculares orientam as instituições de educação superior no processo de formulação do projeto pedagógico de seus cursos de graduação. As diretrizes do curso de jornalismo foram estabelecidas pelo Conselho Nacional de Educação (CNE) em 2001.

A comissão será presidida pelo professor José Marques de Melo fundador da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (USP).

Lamparão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lamparão disse...

Se você quer xingar, esculachar, ofender, desmoralizar e outras coisas sujas mais, faça isso no seu blog. E os idiotas que acham isso bonito, inteligente e engraçado são tão doente quanto você. Que ser humano é você? Não tem respeito?
Se for drogado, alcoólatra ou sofre de alguma desordem mental deveria se tratar com urgência.

Xacal disse...

não agüentou a pressão, santa...?

então da próxima vez que vier por aqui, tenha cuidado com o que fala...principalmente quando for tomar a dor dos outros, puxa-saco débil mental...

pobre beócio...

Anônimo disse...

O jornalista apenas fez uma analise pontual sobre a atuação da prefeita nas esferas do poder em Brasília, onde Rosinha tem feito, sim,um trabalho que seu antecessor não teve competência moral ou política para fazê-lo. Até onde o conheço, Paulo Renato não escreve para agradar a prefeita, mas por suas convicções.